Tema violência contra a mulher é retomado entre movimento sindical e Fenaban

13.11.2020

Mesa define calendários de reuniões e próximas ações O movimento sindical e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) retomou nesta semana as discussões sobre o ‘Programa de Prevenção e Enfrentamento à Violência Contra a Mulher’ e a implementação do ‘Canal de Denúncia’ para as bancárias vítimas de violência, conforme acordo assinado em março de 2020 […]

Mesa define calendários de reuniões e próximas ações

O movimento sindical e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) retomou nesta semana as discussões sobre o ‘Programa de Prevenção e Enfrentamento à Violência Contra a Mulher’ e a implementação do ‘Canal de Denúncia’ para as bancárias vítimas de violência, conforme acordo assinado em março de 2020 e incorporado às Cláusulas 48 a 54 da Convenção Coletiva de Trabalho 2020-2022, assinada em setembro.

O encontro ocorreu nesta quinta-feira, 12, por meio de videoconferência e definiu também, o calendário para as próximas reuniões e ações. Ficou definida que a programação para o enfrentamento da violência contra a mulher será intensificada neste mês, tendo em vista o Mês da Consciência Negra e os 16 Dias de Ativismo Pelo Fim da Violência Contra a Mulher, a ocorrer no período de 25 de novembro a 10 de dezembro.

Ainda neste mês ocorrerá uma ação em conjunto com a categoria para a ampla divulgação do canal de denúncias.
“A categoria bancária sempre se manteve presente e forte na atuação nas questões de gênero e no combate à violência contra a mulher. Continuaremos firmes nessa luta. O canal de denúncia já é uma grande conquista, que permite acolhimento, orientação e ajuda para que a vítima possa romper o ciclo de violência”, explica Ângela Savian, representante da Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul.

De acordo com os representantes da Fenaban, após a incorporação do canal de atendimento às bancárias vítimas de violência, no mês de setembro, registrou-se um aumento do número de denúncias. O que indica que, a partir do momento em que o canal de atendimento foi incorporado à CCT, as vítimas passaram a procurar o atendimento nos bancos.

A Fenaban informou ainda, que também no mês de dezembro, ocorrerá a capacitação de cerca de 300 representantes das instituições bancárias. O objetivo é sistematizar as ações para o melhor acolhimento e atendimento às mulheres vítimas de violência. Para a segunda semana de dezembro, a mesa volta a se reunir com o movimento sindical para apresentar as iniciativas realizadas.

Debate sobre o tema
O debate sobre o atendimento das bancárias vítimas de violência foi levantado pela primeira vez pelo movimento sindical em fevereiro de 2019. Em março de 2020, após debate entre as partes, foi acordada a criação de um programa para as vítimas de violência doméstica e do canal de atendimento nos bancos. O acordo foi incorporado na CCT aprovada em setembro. A reunião desta quinta-feira teve por objetivo encaminhar a estruturação desse sistema de atendimento.

Combate ao Racismo
Ainda em reunião, os representantes da categoria enfatizaram a importância do combate ao racismo por meio de ações permanentes que promovam a conscientização e a igualdade de oportunidades. Em resposta, a representação dos bancários concordou que é necessário que, tanto na questão de gênero como no combate ao racismo, sejam feitas duas frentes de trabalho, sendo uma para o atendimento às vítimas e outra educativa e de conscientização, dentro dos bancos.
A próxima reunião está prevista para o dia 11 de dezembro.
 

Notícias Relacionadas

Saúde, segurança, metas e violência contra as mulheres pautam reunião das Financeiras

Coletivo Nacional dos Financiários e Acrefi voltam à mesa de negociação pela Campanha Nacional 2024 Na tarde desta sexta-feira (19), o Coletivo Nacional dos Financiários da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) realizou mais uma rodada de negociações com a Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi). A pauta do […]

Leia mais

Quarta mesa de negociação do BB discute diversidade e igualdade de oportunidades

Para Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), Banco do Brasil deu sinais de avanços importantes na reunião Na manhã desta sexta-feira (19), em São Paulo, foi realizada a quarta mesa de negociação específica da Campanha Nacional 2024 para a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) do Banco do Brasil. A pauta principal […]

Leia mais

CEE Caixa realiza nova rodada de negociações focada em diversidade e igualdade de oportunidades

Além de diversidade e igualdade, foram discutidos temas como FUNCEF, escala de férias, telefone celular e escola inclusiva A Comissão Executiva dos Empregados (CEE) da Caixa Econômica Federal conduziu nesta sexta-feira (19) mais uma mesa de negociação para a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) dos empregados da instituição. O tema central da discussão […]

Leia mais

Sindicatos filiados