“Você sabe do que se trata o outubro rosa?”

18.10.2021

Por Lilian Minchin No mês de outubro começam a aparecer por toda parte, anúncios, posts, atividades culturais e muitas outras programações sobre o Outubro Rosa. Mas será que você sabe realmente do que se trata? O movimento Outubro Rosa surgiu em 1990, quando o laço cor-de-rosa foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the […]

Por Lilian Minchin

No mês de outubro começam a aparecer por toda parte, anúncios, posts, atividades culturais e muitas outras programações sobre o Outubro Rosa. Mas será que você sabe realmente do que se trata?

O movimento Outubro Rosa surgiu em 1990, quando o laço cor-de-rosa foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York, em 1990 e, desde então, promovida anualmente na cidade.

Outras cidades americanas começaram a desenvolver ações voltadas à prevenção e ao diagnóstico precoce do câncer de mama. O movimento se espalhou mundo afora e hoje é comemorado mundialmente, sempre durante o mês de outubro, tendo por símbolo o laço rosa, que simboliza a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades.

No início eram afixados laços rosa em diversos locais. Depois passaram a acontecer atividades, como corridas, exposições e palestras. A ação de iluminar de rosa monumentos, prédios públicos, etc. surgiu posteriormente.

O objetivo do movimento é levar informações sobre o câncer de mama e conscientizar a população sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce, contribuindo para a redução da incidência e mortalidade da doença.

Hoje é um importante movimento mundial, que agrega, além dos órgãos governamentais, diversas outras entidades, além de muitas empresas.

Durante todo o mês de outubro são realizadas palestras sobre prevenção, bem como atividades culturais e recreativas, distribuídos materiais informativos e disponibilizados serviços de diagnóstico, como o rodízio de carretas do Hospital do Amor, que percorrem os bairros realizando mamografias gratuitamente.

Cada município oferece sua programação própria, que é amplamente divulgada em todas as mídias.

O câncer de mama em números

Em 2020, apenas no Brasil, o número de novos casos de câncer de mama foi de 66.280.
Com uma taxa de mortalidade em torno de 14%, milhares de vidas são perdidas todo ano por causa da doença.

O câncer de mama é o tipo de câncer que mais acomete mulheres no Brasil (excluídos os tumores de pele não melanoma), representando 29,2% do total. No mundo todo, só em 2018, esse número foi de 2.100.000, e registoru 627 mil mortes.

Esses números poderiam ser bem menores, se as mulheres adotassem alguns hábitos simples em seu cotidiano. Pesquisas demonstram que o risco de uma mulher desenvolver câncer de mama reduz em 28% se ela:

– Praticar atividade física regularmente;

– Alimentar-se de forma saudável;

– Não fumar nem ingerir bebidas alcoólicas;

– Manter o peso corporal adequado;

– Evitar uso de hormônios sintéticos em altas doses.

Mais significativa ainda é a redução da taxa de mortalidade quando o diagnóstico é feito precocemente: 95% de chance de cura.
As principais formas de diagnóstico precoce são:

– a auto apalpação, para verificar a existência de nódulos ou a mudança no aspecto da mama
– a mamografia, que possibilita um diagnóstico mais precoce, quando ainda não existem nódulos palpáveis

Você, que ainda não fez seus exames este ano, pegue já o telefone e agende.
E você, que está com seus exames em dia, parabéns! Aproveite e leve informação a quem você quer bem

Que o laço rosa seja também um laço de amor.

Lilian Minchin, representante da Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul no Grupo de Trabalho de Saúde (GT Saúde). 

Referências:

Outubro rosa história
Inca 
Femama 
 

Notícias Relacionadas

SANTANDER: Banco anuncia avanços em reunião com representantes dos funcionários

Negociações com a COE avança em medidas de benefício e capacitação O Santander anunciou nesta quinta-feira (22), durante a reunião com representantes da Comissão de Organização de Empregados (COE) Santander, avanços em medidas que beneficiam os funcionários. O encontro ocorreu em formato híbrido e contou com a participação de representantes dos funcionários e do banco. […]

Leia mais

BB prioriza diversidade na expansão das Gepes

Mulheres, negros, indígenas e PcDs terão prioridade no programa que irá dobrar a rede de Gestão de Pessoas O Banco do Brasil anunciou, nesta quarta-feira (21), um programa de expansão da rede de Gestão de Pessoas (Gepes). Durante a reunião com membros da Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), o banco […]

Leia mais

COE do Bradesco discute reestruturação no banco

 Sindicato expressa preocupação com direção futura da instituição financeira A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Bradesco se reuniu na última terça-feira (20), na sede da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), em São Paulo, para discutir a reestruturação anunciada pelo novo presidente do banco, Marcelo Noronha, em 7 de fevereiro, sem […]

Leia mais

Sindicatos filiados