COE Santander cobra do banco pagamento de horas extras e ticket devido ao trabalho no sábado

26.01.2022

Bancários foram surpreendidos com programação imposta pelo banco sem negociação A Comissão de Organização dos Empregados Santander (COE) cobrou nesta terça-feira (25) do Banco o pagamento de horas extras e ticket para os bancários que foram submetidos ao trabalho no sábado, dia 22 de janeiro. Sem negociar com os Sindicatos, o Banco Santander anunciou em […]

Bancários foram surpreendidos com programação imposta pelo banco sem negociação

A Comissão de Organização dos Empregados Santander (COE) cobrou nesta terça-feira (25) do Banco o pagamento de horas extras e ticket para os bancários que foram submetidos ao trabalho no sábado, dia 22 de janeiro.

Sem negociar com os Sindicatos, o Banco Santander anunciou em rede nacional a abertura de quase 3 mil agências em todo o Brasil para uma campanha de negociação de dívidas. O atendimento ocorreu entre 10h e 14h.

Sindicatos da Federação dos Bancários entraram com ação contra a decisão e tiveram liminares favoráveis, entre eles Marília, São José do Rio Preto e Sorocaba, que conseguiram impedir o funcionamento no sábado. Já as bases de Rio Claro e Ribeirão Preto, apesar de conseguirem a liminar, tiveram a decisão cassada e seguiram com os atendimentos. O Sindicato dos Bancários de Santos e Região também entrou com ação, mas não alcançou liminar.

Os sindicatos foram unanimes na reprovação à decisão do banco em meio ao agravamento da pandemia e submetendo os funcionários ao risco.

O COE Santander enviou ao banco a cobrança de horas extras e de ticket e aguarda retorno. Se negado o pedido, cada sindicato será orientado a entrar com ação contra o banco.

“Nossa indignação se dá pela forma como o banco fez, apenas comunicando sem qualquer tipo de negociação com o sindicato, isso causou uma enorme insatisfação aos trabalhadores e demonstrou um retrocesso aos sistemas de trabalho. Apesar do sistema financeiro ser um dos mais avançados e modernos, trata seus trabalhadores e representantes de forma arcaica e desrespeitosa”, destaca Ana Stela Alves de Lima, presidente do Sindicato dos Bancários de Campinas e representante da Feeb na COE Santander.

Saiba mais, aqui.

Notícias Relacionadas

Campanha Salarial: Trabalhadores Reivindicam Melhores Condições de Trabalho e Inclusão

Movimento sindical exige aumento de contratações, cumprimento da cota e garantia de acessibilidade para melhorar condições de trabalho e ascensão profissional de pessoas com deficiência Trabalhadores iniciaram mais uma mesa de negociação da Campanha Nacional nesta quinta-feira (18). Com o tema “Saúde e Condições de Trabalho”, membros do Comando Nacional dos Bancários cobraram da Comissão […]

Leia mais

5ª Conferência Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência avança na retomada das discussões e direitos

Letícia Françoso, representante da Feeb SP/MS lidera delegação do Estado de São Paulo na conferência que marcou a retomada das discussões nacionais sobre os direitos das pessoas com deficiência A 5ª Conferência Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, que teve como tema “Cenário Atual e Futuro na Implementação dos Direitos da Pessoa com Deficiência […]

Leia mais

Feeb SP/MS realiza plenária sobre descomissionamento dos caixas do BB

A Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso (Feeb SP/MS) realiza na próxima segunda-feira (22/07), uma plenária on-line, às 18h30, para bancários do Banco do Brasil. O objetivo é esclarecer a recente decisão do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) em Brasília, que cassou, a liminar que mantinha o […]

Leia mais

Sindicatos filiados