12 bancos são multados por falhas na segurança

30.11.2012

As principais falhas apontadas foram agências com número insuficiente de vigilantes, planos de segurança não renovados e alarmes inoperantes Por Luiza Belloni Veronesi  SÃO PAULO – A Polícia Federal multou 12 bancos no valor total de R$ 1,5 milhão por descumprimento da lei federal sobre as normas de segurança. A ação foi realizada nesta quinta-feira […]

As principais falhas apontadas foram agências com número insuficiente de vigilantes, planos de segurança não renovados e alarmes inoperantes

Por Luiza Belloni Veronesi 

SÃO PAULO – A Polícia Federal multou 12 bancos no valor total de R$ 1,5 milhão por descumprimento da lei federal sobre as normas de segurança. A ação foi realizada nesta quinta-feira (29) durante a 95ª reunião da CCASP (Comissão Consultiva para Assuntos de Segurança Privada), em Brasília.

O Bradesco foi o banco mais multado, com R$ 682,8 mil, seguido do Banco do Brasil, Santander, Itaú Unibanco, HSBC e Caixa Econômica. As principais falhas apontadas foram agências e postos de atendimento com número insuficiente de vigilantes, planos de segurança não renovados, alarmes inoperantes, inauguração de agências sem aprovação de plano de segurança e cerceamento da fiscalização de policiais federais, dentre outras, que resultaram no total de multas no valor de R$ 1.573.876,23.

A agência Vespasiano, da Caixa Econômica Federal, em Belo Horizonte, chegou a ser interditada. Os bancos foram punidos em processos abertos pelas Delesp (delegacias estaduais de segurança privada). Houve ainda aplicação de penalidades contra empresas de segurança, vigilância e transporte de valores e cursos de formação de vigilantes.

Veja abaixo a lista de todos os bancos multados:

Disparidades

"Essas multas confirmam que os bancos tratam com negligência a segurança dos estabelecimentos", ressalta o secretário de imprensa e representante da Contraf-CUT na CCASP, Ademir Wiederkehr. “Recursos não faltam aos bancos para investir mais em segurança”.

Segundo estudo do Dieese, os números dos balanços comprovam a fala do secretário, já que os cinco maiores bancos do País lucraram R$ 36,3 bilhões nos primeiros nove meses de 2012. Já as despesas com segurança e vigilância somaram R$ 2,6 bilhões, o que representa uma média de 6,2% em comparação com o lucro.

Fonte: Infomoney

Notícias Relacionadas

Após repercussão das denúncias de assédio sexual, Pedro Guimarães pede demissão

Testemunhos das vítimas vieram a público na terça-feira (28) e assustam pela quantidade de casos e pelo grau de desrespeito e crueldade; Ministério Público investiga em sigilo O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, entregou seu pedido de demissão na tarde desta quarta-feira (29) ao presidente da república, Jair Bolsonaro. A decisão foi tomada […]

Leia mais

NOTA OFICIAL

NOTA OFICIAL Pelo imediato afastamento de Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, e o acolhimento e preservação das vítimas Nós, bancárias de todo o Brasil, manifestamos nossa indignação pelos atos de assédio sexual praticados por Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, que ganharam repercussão na noite de desta terça-feira, 28/06/2022, ao serem divulgados […]

Leia mais

Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul repudia ações de Pedro Guimarães, acusado de assédio sexual

Além de apuração das denúncias, representação dos empregados pede afastamento do presidente da Caixa Após se tornar pública a acusação de assédio sexual feita por diferentes empregadas da Caixa Econômica Federal ao presidente Pedro Duarte Guimarães, a Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul, se solidariza com as vítimas e manifesta […]

Leia mais

Sindicatos filiados