1º de Maio: Trabalhadores terão ato no Anhangabaú

28.04.2023

Regras de segurança e serviços foram definidos para manifestação em São Paulo No próximo dia 1º de Maio, Dia do Trabalhador, acontece o grande ato unificado no Anhangabaú. A manifestação ocorre pelo quinto ano consecutivo em conjunto com a CUT, Força Sindical, UGT, CTB, NCST, CSB, Intersindical e Pública. Para este ano, o tema escolhido […]

Regras de segurança e serviços foram definidos para manifestação em São Paulo

No próximo dia 1º de Maio, Dia do Trabalhador, acontece o grande ato unificado no Anhangabaú. A manifestação ocorre pelo quinto ano consecutivo em conjunto com a CUT, Força Sindical, UGT, CTB, NCST, CSB, Intersindical e Pública. Para este ano, o tema escolhido foi “Emprego, direitos, renda e democracia”, que conta com 15 pautas prioritárias para o trabalhador.

A manifestação ocorre no Vale do Anhangabaú, centro de São Paulo, a partir das 10h. O evento terá a participação do presidente Luíz Inácio Lula da Silva, de líderes de movimentos populares e sindicalistas, além de atrações musicais.

A programação conta com apresentarão de Zé Geraldo, Leci Brandão, Toninho Geraes e Almirzinho, Dexter, Edi Rock, MC Sofia, Ilú Obá de Min, Arnaldo Tifu, DJ Cranmarry, Samantha Schmütz & Gêmeos da série Sintonia.

O ato será transmitido nas redes sociais e canais do YouTube da CUT e outras centrais sindicais.

Segurança no Anhangabaú

No Anhangabaú, haverá dois pontos para distribuição de água potável aos presentes no ato

Por determinação dos órgãos de segurança pública, o acesso ao Anhangabaú será só pela lateral da avenida São João, em frente à praça do Correio. Todos passarão por pórticos com detectores de metais e revista em bolsa e mochila. A área do ato será cercada por tapumes.

Não será permitido comércio ambulante, assim como objetos cortantes, perfurantes, rígidos, fogos de artifício, latas e garrafas, inclusive plásticas. Bebidas vendidas nos quiosques serão servidas em copos. Haverá dois pontos para distribuição de água potável.

O evento terá 400 seguranças privados além do contingente da Polícia Militar, 300 banheiros químicos e dois postos médicos – um próximo à lateral do palco e outro na confluência da São João com o Anhangabaú, em frente ao prédio dos Correios.

O melhor acesso é pelo Metrô: descer na estação São Bento, da Linha 1-Azul, e seguir pela saída para o Vale do Anhangabaú.

Saiba mais sobre o 1º de Maio de 2023 nas páginas das centrais no Instagram, no Facebook e no Twitter.

Com informações: Editado com informações, Contraf Cut

Notícias Relacionadas

Dirigentes da base da Feeb-SP/MS recebem segundo módulo do curso de formação da Contraf-CUT

Programa trata da estruturação histórica das organizações sindicais e da luta dos trabalhadores O Curso de Formação Sindical para Dirigentes, da Secretaria de Formação da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), estreia o seu segundo módulo nesta sexta-feira (17) e no sábado (18) para as bases da Federação dos Bancários de São Paulo […]

Leia mais

Bancários se preparam para Conferência Nacional da categoria

Consulta aos trabalhadores nas bases sindicais de todo o país e conferências estaduais e regionais servirão de subsídio para os debates nacionais que levarão à construção da pauta de reivindicações e da estratégia da Campanha Nacional 2024 Bancárias e bancários de todo o país se reúnem, em São Paulo, entre os dias 4 e 9 […]

Leia mais

Lucro da Caixa cresceu 49% no 1º trimestre de 2024

Com 1,56 milhão de novos clientes e 168 empregados a menos no quadro de pessoal, aumenta também a sobrecarga A Caixa Econômica Federal anunciou na noite de quarta-feira (15) um lucro líquido recorrente de R$ 2,88 bilhões no primeiro trimestre de 2024, alta de 49,1% em comparação ao mesmo período de 2023 e de 0,5% em relação […]

Leia mais

Sindicatos filiados