Agências da Caixa atendem reivindicação do Comando Nacional e reduz funcionamento

23.03.2020

Após reivindicação do Comando Nacional agências da Caixa ficarão fechadas e só atenderão os serviços essenciais. A medida foi anunciada ontem, 22, e entrou em prática nesta segunda-feira. O objetivo é conter a pandemia causada pelo novo coronavírus (COVID-19) no país, para isso as agência bancarias da Caixa passaram a funcionar nesta semana com somente […]

Após reivindicação do Comando Nacional agências da Caixa ficarão fechadas e só atenderão os serviços essenciais. A medida foi anunciada ontem, 22, e entrou em prática nesta segunda-feira. O objetivo é conter a pandemia causada pelo novo coronavírus (COVID-19) no país, para isso as agência bancarias da Caixa passaram a funcionar nesta semana com somente 30% dos quadros dos funcionários, ainda assim, estes terão uma escala semanal, o que reduz ainda mais os serviços bancários presenciais. Para isso, as agências fecharão suas portas para o atendimento ao público e focarão em uma atuação no funcionamento da sala de autoatendimento, com abastecimento de numerário e processamento de depósitos.

Com relação ao atendimento presencial no interior das agências, os serviços so serão executados em situações de saque de INSS/seguro desemprego/seguro defeso/abono salarial/FGTS para quem não possui cartão e senha, ou aqueles que tenham que efetuar o desbloqueio de cartão e senha da conta.

As agências iniciarão o expediente com uma hora de antecedência para atender os clientes do grupo de risco que precisem realizar os serviços necessários à sobrevivência da população, considerados essenciais conforme previsão do decreto 10.282/2020.

A Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, tem se reunido constantemente com o Comando Nacional para reforçar reivindicações junto à Fenaban e ao Banco Central. “Hoje participamos de mais uma reunião na qual novas reivindicações foram feitas a fim de encontrar um ponto de equilíbrio entre os bancos, de modo que operem da forma mais adequada causando o menor descompasso possível aos funcionários e clientes”, comenta o secretário geral da Feeb, Reginaldo Lourenço Breda.

Pedido do movimento sindical

Na sexta-feira (20), o Comando Nacional dos Bancários havia mandado um ofício ao banco reivindicando medidas que acabassem com as aglomerações no banco, a fim de resguardar a segurança e a saúde dos empregados, clientes e usuários.

Nesta segunda-feira, novamente a Feeb se reuniu com o Comando Nacional dos Bancários e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) por videoconferência, para tratar sobre as atividades da categoria nos estabelecimentos bancários e as medidas a serem tomadas diante da pandemia causada pelo novo coronavírus (COVID-19).

“A comissão Executiva dos Empregados vem cobrando responsabilidade da direção da Caixa com a saúde dos empregados e usuários desde os primeiros casos da doença no Brasil. Na semana passada foram diversos casos de suspeita e alterações nos procedimentos após reivindicações dos empregados. Hoje a direção da Caixa finalmente anuncia protocolo de forma mais responsável e evita que os empregados precisem ir aos hospitais para buscar atestado, aceitando autodeclaração de sintoma para afastamento e, por seus vice-presidentes, garantiu que a Caixa vai atender só serviços essenciais”, disse o coordenador da Comissão Executiva dos Empregados da Caixa, Dionísio Reis.

Home office

Em seu anúncio o banco informou que 70% dos empregados de agências serão liberados para trabalharem home office. O banco vai disponibilizar um sistema para permitir que os empregados realizem o atendimento via WhatsApp das demais atividades operacionais das agências.

Entre estes estão todas gestantes e lactantes, adultos com mais de 60 anos, portadores de doenças cardiovasculares, como hipertensão; diabetes; tratamento de câncer e pessoas com deficiência ficarão em casa.

Os 30% dos empregados restantes trabalharão em regime de escala semanal. Cabendo ao gerente geral, juntamente com os empregados, a definição.

Medidas de segurança

O banco informou ainda que fez uma aquisição emergencial de álcool gel para as agências que não estão conseguindo adquirir o produto localmente e que antecipará a campanha de vacinação contra gripe de julho para o início de abril.

 

Notícias Relacionadas

Bancários do Santander assinam Acordo Coletivo de Trabalho

Assinatura ocorreu na sede do Banco e contou com representantes dos bancários e dos bancos Bancários do banco Santander, representados pela Comissão de Organização dos Empregados (COE) Santander, assinaram nesta terça-feira (27), na sede do Banco, o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) geral dos funcionários. A assinatura aconteceu na sede do Banco Santander, em São […]

Leia mais

Bancários aprovam acordos de trabalho do Santander

97,18% dos funcionários aprovaram o acordo com o banco Bancários do banco Santander de todo o país aprovaram, nesta quinta-feira (22), com 97,18% dos votos, o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) geral dos funcionários, aditivo à Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria bancária, o ACT do Programa de Participação nos Resultados Santander (PPRS) e […]

Leia mais

Negociação dos Financiários continua sem avanços

Financeiras apresentam proposta abaixo da expectativa da categoria Representantes dos Financiários e a Federação Interestadual das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Fenacrefi) se reuniram nesta quinta-feira (22) para dar continuidade às negociações da campanha salarial da categoria. A pauta de reivindicações da categoria, com data-base em 1º de junho, foi entregue no dia 15 […]

Leia mais

Sindicatos filiados