Após 22 dias de greve, bancários conseguem proposta de reajuste salarial de 8%

11.10.2013

Dias parados serão compensados até 15 de dezembro, com limite de 1h por dia. Sindicatos realizam assembleias até segunda A Federação dos Bancos (Fenaban) apresentou ao Comando Nacional dos Bancários nesta sexta-feira, 11, após mais de 16 horas de negociações -debates foram iniciados na quinta de manhã, 22º dia de greve-, nova proposta para a […]

Dias parados serão compensados até 15 de dezembro, com limite de 1h por dia. Sindicatos realizam assembleias até segunda

A Federação dos Bancos (Fenaban) apresentou ao Comando Nacional dos Bancários nesta sexta-feira, 11, após mais de 16 horas de negociações -debates foram iniciados na quinta de manhã, 22º dia de greve-, nova proposta para a Convenção Coletiva de Trabalho 2013/2014 e elevou para 8% a proposta de reajuste dos salários e verbas, que corresponde a 1,82% de aumento real. Para o piso, o reajuste será de 8,5%, com aumento real de 2,29%.

> Veja aqui como ficam os salários.

Houve avanços também com a inclusão das cláusulas sobre proibição de os bancos enviarem torpedos (SMS) no celular do bancário cobrando resultados, abono-assiduidade de um dia por ano e vale-cultura no valor de R$ 50,00 por mês. Diante dos avanços, o Comando Nacional orienta as assembleias dos sindicatos, que devem ser realizadas até a próxima segunda-feira, 14, a aprovarem a proposta.

PLR

Regra básica: 90% do salário reajustado em setembro, acrescido do valor fixo de R$ 1.694,00 (reajuste de 10%), limitado a R$ 9.087,49.

Parcela adicional: elevou de 2% para 2,2% o lucro líquido a ser distribuído linearmente na parcela adicional da PLR, limitado a R$ 3.388,00.

A antecipação da PLR será em até 10 dias após assinatura da Convenção Coletiva: na regra básica, 54% do salário mais fixo de R$ 1.016,40, limitado a R$ 5.452,49. Da parcela adicional, 2,2% do lucro do primeiro semestre, limitado a R$ 1.694,00. O pagamento do restante será feito até 3 de março de 2014.

Jornada de trabalho

será criado um grupo de trabalho bipartite que terá por finalidade a discussão sobre jornadas de trabalho.

Abono assiduidade

Os bancos concederão 1 dia de ausência remunerada, a título de “folga assiduidade”, ao empregado em efetivo exercício na data da assinatura da CCT e que não tenha nenhuma falta injustificada ao trabalho no período de 01 de setembro a 31 de agosto.

Afastamentos trabalho

Criação de grupo de trabalho bipartite, com nível político e técnico, para análise das causas dos afastamentos no trabalho dos empregados do setor.

Adiantamento emergencial

Enquanto ainda não concedido pelo INSS o benefício requerido, e pelo período máximo de 120 (cento e vinte) dias, os bancos asseguram o adiantamento emergencial de salário ao empregado cujo benefício previdenciário tenha sido interrompido e tenha sido considerado “inapto” pelo médico do trabalho do banco.

Prevenção de conflitos no ambiente de trabalho 

Redução de 60 para 45 dias do prazo de resposta às denuncias enviadas pelos sindicatos.

Monitoramento de resultados 

Os bancos ficam proibidos de expor, publicamente, o ranking individual de seus empregados. Também é vedado o envio de torpedos (SMS) no telefone particular do empregado.

Tecnologia 

Será realizado no primeiro semestre de 2014 um seminário sobre tendências tecnológicas no cenário bancário mundial, com participação de lideranças sindicais.

Dias parados 

Os dias parados serão compensados até o dia 15 de dezembro, com limite de 1h por dia, a contar a partir da assinatura da CCT.
 
Maricélia Franco – Feeb SP/MS

Notícias Relacionadas

CEBB negocia com o banco cláusulas econômicas e representação sindical

Ao término da negociação, bancários leram manifesto pela democracia Bancários do Banco do Brasil se reuniram nesta sexta-feira (12) com o banco para mais uma negociação da Campanha Nacional dos Bancários 2022, que tem por objetivo a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) específico dos trabalhadores do Banco do Brasil e do aditivo à […]

Leia mais

Federação dos Bancários orienta Sindicatos para realização de lives na próxima semana

Objetivo é promover o dialogo com a categoria e fortalecer pautas de luta na Campanha Nacional Conforme orientação do Comando Nacional, todo o movimento sindical deve dialogar com a categoria na próxima semana. A Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul, reforça o pedido para os seus 23 sindicatos filiados, para […]

Leia mais

Negociações entre COE Santander e banco avançam

Esforço dos sindicatos foi fundamental para o avanço de pautas especificas para mulheres Nesta sexta-feira (12), representantes da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Santander se reuniu com o banco para dar continuidade às negociações da Campanha Nacional dos Bancários 2022, que tem por objetivo a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) específico […]

Leia mais

Sindicatos filiados