Após inflação maior, INSS corrige tabela de contribuição previdenciária

11.01.2013

DE SÃO PAULO A inflação pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) em 2012 acima do esperado obrigou o Ministério da Previdência a corrigir, além do reajuste das aposentadorias e pensões do INSS, a tabela de contribuição previdenciária dos trabalhadores. Ontem (10), após a divulgação pelo IBGE do INPC em 6,20%, a Previdência informou […]

DE SÃO PAULO

A inflação pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) em 2012 acima do esperado obrigou o Ministério da Previdência a corrigir, além do reajuste das aposentadorias e pensões do INSS, a tabela de contribuição previdenciária dos trabalhadores.

Ontem (10), após a divulgação pelo IBGE do INPC em 6,20%, a Previdência informou que este seria o reajuste dos benefícios, e não 6,15%, como havia sido informado na véspera.

O mesmo índice será aplicado na tabela das contribuições previdenciárias.

A menor alíquota, de 8%, passa a ser aplicada a quem ganha até R$ 1.247,70, acima dos R$ 1247,31 anunciado no dia 9.

O novo valor passa a valer nos salários de janeiro, pagos em fevereiro. Anteriormente, era aplicada essa alíquota de 8% para quem recebia até R$ 1.174,86.

O desconto de 9% passa a incidir sobre salários de R$ 1.247,71 até R$ 2.079,50.

A maior alíquota, de 11%, será aplicada sobre salários acima de R$ 2.079,51. A alíquota, porém, incide só até o novo teto previdenciário, de R$ 4.159. Assim, a contribuição máxima para assalariados será de R$ 457,49, contra R$ 430,78 com o teto anterior (R$ 3.916,20).

Autônomos, por sua vez, contribuem sobre 20% de sua remuneração, respeitando os limites: o salário mínimo e o teto previdenciário. Logo, a nova contribuição varia de R$ 135,60 (20% sobre o novo piso, de R$ 678) a R$ 831,80 (20% do novo teto).

Enquanto o trabalhador assalariado tem a contribuição descontada do salário, o autônomo recolhe por carnê.

As mudanças valerão apenas para as contribuições feitas em fevereiro, referentes ao mês trabalhado de janeiro. As contribuições descontadas do salário recebido em janeiro, referente a dezembro, foram feitas de acordo com a tabela anterior.

Fonte: Folha de S.Paulo

Notícias Relacionadas

Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul entrega minuta de reivindicações à Fenaban

A Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS) entregou nesta terça-feira (18) à Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) a minuta de reivindicações que servirá de base para a Campanha Nacional de 2024, que visa a renovação da Convenção Coletiva de Trabalho. A entrega aconteceu em São Paulo, […]

Leia mais

Comando Nacional dos Bancários entregará minuta de reivindicações à Fenaban no dia 18

No mesmo dia, trabalhadores do BB e da Caixa farão a entrega das minutas específicas de cada banco O Comando Nacional dos Bancários entregará à Federação Nacional do Bancos (Fenaban), na próxima terça-feira (18), a minuta de reivindicações que servirá de base à Campanha Nacional de 2024, para a renovação da Convenção Coletiva de Trabalho […]

Leia mais

Bancários aprovam minuta de reivindicações da Campanha Nacional 2024

Documento, que servirá de base à renovação da Convenção Coletiva de Trabalho da categoria, será entregue à Fenaban no próximo dia 18 Bancárias e bancários, de todo o Brasil, aprovaram, em assembleias realizadas nesta quinta-feira (13), a minuta de reivindicações que servirá de base à Campanha Nacional de 2024, para a renovação da Convenção Coletiva […]

Leia mais

Sindicatos filiados