Bancários assinam acordos com os bancos

02.09.2022

Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria e Acordos Coletivos de Trabalho (ACTs) do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal foram assinados nesta sexta (2), em São Paulo Após dois meses e meio de negociações entre o Comando Nacional e a Federação Nacional dos Bancos, bancários assinaram nesta sexta-feira (2), a nova Convenção […]

Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria e Acordos Coletivos de Trabalho (ACTs) do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal foram assinados nesta sexta (2), em São Paulo

Após dois meses e meio de negociações entre o Comando Nacional e a Federação Nacional dos Bancos, bancários assinaram nesta sexta-feira (2), a nova Convenção Coletiva de Trabalho da categoria bancária e os Acordos Coletivos de Trabalho (ACTs) dos funcionários do Banco do Brasil e dos empregados da Caixa Econômica Federal.

A nova CCT foi aprovada na noite de quinta-feira (1), em assembleias realizadas por sindicatos da categoria de todo o país. Os acordos terão vigência até 31 de agosto de 2024. Para 2022 traz reajuste de 8% nos salários, aumento de 10% nos vales alimentação (VA) e refeição (VR), além de um adicional de R$ 1.000,00 em vale alimentação, a ser creditado até outubro de 2022. A proposta também prevê reajuste de 13% para o teto da parcela adicional da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) neste ano e, para 2023, aumento real de 0,5% (INPC + 0,5%) para salários, PLR, VA/VR e demais cláusulas econômicas. (leia mais sobre o acordo).

A representação e a unidade da categoria foi ressaltada durante a assinatura. “Poucas mesas têm uma representação e unidade tão grande quanto essa, que nos permite debater e avançar em reivindicações que atendem os anseios da categoria”, destacou a coordenadora do Comando Nacional dos Bancários, Juvandia Moreira.

Entre os destaques da nova Convenção estão avanços nas cláusulas sobre teletrabalho, assédio sexual e assédio moral.  O resultado das negociações trouxe, também, reajustes dos vales alimentação e refeição e da PLR.

“Cada acordo que assinamos é uma conquista importante para os bancários. Vale destacar que este é um acordo nacional, que vale para os bancários do Brasil todo. Mantivemos os nossos direitos, ampliamos questões importantes como teletrabalho e cláusulas relacionadas ao assédio, e trouxemos preocupações que ano a ano incorporamos a partir das percepções do dia a dia e da convivência com os bancários. Criamos uma movimentação nacional e juntos obtivemos um bom resultado”, destaca o presidente da Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, David Zaia.

Acordos coletivos

Os novos Acordos Coletivos de Trabalho (ACTs) dos funcionários do Banco do Brasil, do Banco do Nordeste do Brasil e dos empregados da Caixa Econômica Federal dos empregados da Caixa também foram aprovados na quinta-feira (1), em assembleias realizadas em todo país.

Caixa

O ACT dos empregados da Caixa prevê a manutenção de todos os direitos e traz avanços importantes, como o acordo de teletrabalho e a criação do grupo para discutir as condições de trabalho.

“Materializamos hoje todo um processo negociação. Saudamos a todos os bancários e as pessoas que acreditaram nas nossas reivindicações”, disse Carlos Augusto Pipoca, representante da Feeb SP/MS na CEE Caixa.

Banco do Brasil

Além de manter direitos, o novo ACT dos funcionários do Banco do Brasil também obteve avanços importantes para os trabalhadores, o principal deles é a revisão da tabela PIP, da Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil (Previ), que impactará em mais recursos à aposentadoria dos trabalhadores do BB.

“O ACT é um contrato de trabalho que rege toda as nossas condições de trabalho, a remuneração, uma série de benefícios que conquistamos ao longo de muitos anos. Essa foi uma negociação dura, enfrentamos a resistência do banco e avançamos em importantes pontos como a tabela PIP, que vai poder melhorar a contribuição e garantir uma aposentadoria melhor. Estamos contentes com o resultado”, disse Elisa Ferreira, representante da Feeb SP/MS no CEBB.

Notícias Relacionadas

Santander implementa teletrabalho em áreas administrativas

Modalidade é válida para áreas administrativas e contemplam eixo São Paulo e Rio de Janeiro O Santander anunciou que irá implementar o teletrabalho (home office). A modalidade é válida para bancários das áreas administrativas, lotados majoritariamente no eixo São Paulo e Rio de Janeiro, segundo as regras previstas na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria. As […]

Leia mais

Santander paga PLR e demais adicionais no dia 28 de fevereiro

Representantes da Comissão de Organização de Empregados (COE/Santander) foram informados nesta terça-feira (01), sobre a data de pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). O valor será creditado no dia 28 deste mês. Junto com a PLR bancárias e bancários do Santander receberão os percentuais do Programa Próprio de Resultados do Santander (PPRS), do […]

Leia mais

Feeb SP/MS monta grupo de trabalho para discutir metas com Banco Itaú

Prazo para organização de grupos de representação se encerrou no último dia 31 Bancários representados pela Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul formalizaram o pedido junto ao banco para montagem de um grupo de trabalho para discussão de metas. De acordo com a cláusula 87 da Convenção Coletiva […]

Leia mais

Sindicatos filiados