Bancários de Campo Grande lançam Campanha Nacional 2010

08.10.2020

Acompanhados por carro de som e por percussionistas, no dia 19 de agosto, às 11:00h, os dirigentes do Sindicato dos Bancários de Campo Grande/MS e Região (SEEB CG/MS) tomaram às ruas do centro comercial, da capital sul-mato-grossense, para lançar a Campanha Nacional Unificada 2010.   Através de faixas, cartazes e camisetas os bancários divulgaram o […]

Acompanhados por carro de som e por percussionistas, no dia 19 de agosto, às 11:00h, os dirigentes do Sindicato dos Bancários de Campo Grande/MS e Região (SEEB CG/MS) tomaram às ruas do centro comercial, da capital sul-mato-grossense, para lançar a Campanha Nacional Unificada 2010.
 
Através de faixas, cartazes e camisetas os bancários divulgaram o tema da campanha: “OUTRO BANCO É PRECISO. PESSOAS EM PRIMEIRO LUGAR”.  Em busca do apoio da população, os dirigentes distribuíram panfletos que explicam as principais reivindicações da categoria. O diálogo com os bancários também foi priorizado, por isso, o sindicato entrou nas agências para mobilizar os trabalhadores.
 
“Exigimos que os bancários e clientes sejam valorizados. A sociedade reconheceu esta necessidade e demonstrou que está conosco nesta luta por melhorias. Com certeza serão grandes aliadas nas manifestações em Campo Grande”, revela o presidente do SEEB CG/MS, José Aparecido Clementino Pereira.
 
Atendimento bancário
 
A dona de casa, Sandra Cabral, fica desanimada só de pensar em ir à agência bancária da qual é cliente. “Quando preciso ir à Caixa Econômica logo penso: ai meu Deus do céu,vou ter que perder tempo em fila”, confessa Sandra. Confiante em melhorias, ela diz que apóia a Campanha Nacional. “Acho justo essa mobilização, espero que os bancários consigam bons resultados que tragam benefícios para nós também”, ressalta.
 
Patrícia Rodrigues, auxiliar de serviços gerais, reclama a falta do cumprimento da Lei da Fila que prevê o limite de 15 minutos para o atendimento em dias normais e 25 minutos em véspera ou no dia seguinte a feriados prolongados. Toda vez é uma demora para eu ser atendida. Tem vezes que dá até vontade de ir embora. O que eu nunca esqueço é de um dia que eu estava com pressa, mas tive que ficar na fila por quase uma hora”, lamenta. Ao conhecer as reivindicações previstas para as negociações ela alegrou-se: “Espero que dê tudo certo. Tomara que consigam melhorias para sermos atendidos mais rápido”.
 
O presidente José Aparecido Clementino Pereira  explicou à população que o bancário é tão vítima quanto o cliente quando o assunto é atendimento. “Os bancários não são os culpados pela demora nos atendimentos das agências. Os responsáveis por isso são os banqueiros que apesar de lucrarem muito, fecham a mão na hora de investir. Deixam de contratar mais profissionais e acabam sobrecarregando os trabalhadores das agências. Esse excesso prejudica a saúde do bancário”, enfatiza o presidente.
 
Apoio da sociedade
 
O Secretário de Imprensa, Vanderlei da Silveira Pinto, destaca a relevância do contato direto com os clientes bancários. “É importante manter esse diálogo para que exista a compreensão em caso greve. Somente com a união seremos mais fortes para pressionar os banqueiros a atender as nossas reivindicações. Pela experiência dos anos anteriores, sabemos que as negociações são sempre complexas”.
 
Entre as principais reivindicações, que serão discutidas nas mesas de negociação, está o reajuste salarial de 11%, a categoria busca melhorias na segurança bancária, saúde do trabalhador, regulamentação do Sistema Financeiro, diminuição dos juros e tarifas e mais contratações para melhorar o atendimento.
 
 
 
Remuneração e Previdência
 
 
– Reajuste salarial de 11% (inflação do período mais 5% de aumento real) – Data base 1º de setembro.
– Participação nos Lucros e Resultados (PLR) de três salários mais R$ 4 mil para cada funcionário
– Piso salarial no valor do salário mínimo do Dieese (R$ 2.157,88).
– Elevação do auxílio-refeição, cesta-alimentação, 13ª cesta-alimentação e auxílio-creche/babá para o valor de um salário mínimo para cada item
– Previdência Complementar para todos os bancários
 Emprego
 
– Mais contratações
– Ampliar a contratação de mulheres, negros e pessoas com deficiência, garantindo igualdade de oportunidades
– Garantia de emprego
– Reversão das terceirizações
– Qualificação e requalificação profissional
 
Saúde do Trabalhador
 
– Fim das metas abusivas
– Combate ao assédio moral
– Prevenção contra os riscos de adoecimentos
– Programa de Reabilitação Profissional em todos os bancos
– Promoção da saúde da mulher
– Assistência médica, hospitalar, odontológica e medicamentosa
– Manutenção de todos os direitos aos afastados por problemas de saúde
 
 Segurança Bancária
 
– Assistência médica e psicológica às vítimas de assaltos, sequestros ou extorsões
– Ampliação dos equipamento de prevenção
– Adicional de risco de vida de 30% para agências, postos e tesouraria
– Proibição de transporte de valores e guarda das chaves pelos bancários
– Estabilidade provisória para vitimas de assaltos, sequestros e extorsões
 
 Sistema Financeiro
  – Regulamentação do artigo 192 da Constituição Federal
– Regulamentação da remuneração dos executivos
– Democratização e ampliação do Conselho Monetário Nacional (CMN)
– Regulamentação do papel social dos bancos
– Fim dos correspondentes bancários
– Fortalecimento dos bancos públicos
  
Fonte: Adriana Miceli – SEEB CG/MS

Notícias Relacionadas

Bancários aprovam acordos de trabalho do Santander

97,18% dos funcionários aprovaram o acordo com o banco Bancários do banco Santander de todo o país aprovaram, nesta quinta-feira (22), com 97,18% dos votos, o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) geral dos funcionários, aditivo à Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria bancária, o ACT do Programa de Participação nos Resultados Santander (PPRS) e […]

Leia mais

Negociação dos Financiários continua sem avanços

Financeiras apresentam proposta abaixo da expectativa da categoria Representantes dos Financiários e a Federação Interestadual das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Fenacrefi) se reuniram nesta quinta-feira (22) para dar continuidade às negociações da campanha salarial da categoria. A pauta de reivindicações da categoria, com data-base em 1º de junho, foi entregue no dia 15 […]

Leia mais

Bancários do Santander participam de Assembleia nesta quinta-feira (22/9)

Votação acontece em plataforma eletrônica das 8h às 20h Nesta quinta-feira (22), bancários do Santander de todo o país participam de Assembleias para avaliar o Acordo Coletivo de Trabalho, o Acordo Coletivo de Trabalho sobre a Participação nos Lucros e Resultados (PPRS) e o Termo de Relações Laborais, todos com validade por dois anos. Os […]

Leia mais

Sindicatos filiados