Bancários de Santos elegem diretoria para o triênio 2013/2016

07.02.2013

  Chapa 1, única inscrita, foi eleita com 98,45% dos votos A categoria aprovou o trabalho de luta em sua defesa e de seus interesses que vem sendo realizado, nos últimos anos, pela atual diretoria do Sindicato dos Bancários de Santos e Região. Foram 98,45% dos votos para sacramentar a eleição da Chapa 1, realizada […]

  Chapa 1, única inscrita, foi eleita com 98,45% dos votos
A categoria aprovou o trabalho de luta em sua defesa e de seus interesses que vem sendo realizado, nos últimos anos, pela atual diretoria do Sindicato dos Bancários de Santos e Região. Foram 98,45% dos votos para sacramentar a eleição da Chapa 1, realizada dias 5 e 6/02/2013, que tem como presidente Ricardo Saraiva Big. A Chapa 1 foi eleita com 1.836 votos a favor, 25 votos brancos, e apenas 4 nulos de um total de 1.865 votantes.

A nova diretoria tomará posse dia 01/04, para administrar o triênio de 2013/2016. A diretoria será formada pelo presidente Big, Eneida Koury (secretaria geral), Pedro de Castro Junior (secretario geral adjunto), João Carlos Faria (tesoureiro), além de mais 44 bancários (as) da ativa e aposentados distribuídos em diversas diretorias e funções.

De acordo com a nova diretoria, neste momento é fundamental a união de forças para derrotar o anteprojeto do Acordo Coletivo Especial (ACE), que retira direitos da classe trabalhadora. Usando como desculpa a modernização das relações de trabalho no Brasil, este anteprojeto de lei, que altera a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), é uma proposta patronal apresentada pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, bancada pelo governo federal. O ACE representa uma possibilidade real de retirada de direitos e ainda por cima dentro da lei, se a proposta for aprovada no Congresso Nacional e sancionado pela Presidente Dilma.

“Vamos continuar lutando com garra contra as demissões em massa, por mais contratações, fim do assédio, da exploração, lutar pela isonomia salarial e de direitos, por planos de cargos e salários para todos, pela reposição das perdas e recomposição dos salários. Vamos também combater a terceirização e o Fator Previdenciário", finaliza Big.

Fonte: Feeb-SP/MS com Seeb Santos

Notícias Relacionadas

Após repercussão das denúncias de assédio sexual, Pedro Guimarães pede demissão

Testemunhos das vítimas vieram a público na terça-feira (28) e assustam pela quantidade de casos e pelo grau de desrespeito e crueldade; Ministério Público investiga em sigilo O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, entregou seu pedido de demissão na tarde desta quarta-feira (29) ao presidente da república, Jair Bolsonaro. A decisão foi tomada […]

Leia mais

NOTA OFICIAL

NOTA OFICIAL Pelo imediato afastamento de Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, e o acolhimento e preservação das vítimas Nós, bancárias de todo o Brasil, manifestamos nossa indignação pelos atos de assédio sexual praticados por Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, que ganharam repercussão na noite de desta terça-feira, 28/06/2022, ao serem divulgados […]

Leia mais

Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul repudia ações de Pedro Guimarães, acusado de assédio sexual

Além de apuração das denúncias, representação dos empregados pede afastamento do presidente da Caixa Após se tornar pública a acusação de assédio sexual feita por diferentes empregadas da Caixa Econômica Federal ao presidente Pedro Duarte Guimarães, a Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul, se solidariza com as vítimas e manifesta […]

Leia mais

Sindicatos filiados