Bancários debatem diversidade, igualdade de oportunidades e saúde com o Itaú

13.04.2023

Iniciativas voltadas à inclusão, como o respeito à identidade visual, foram destaque do encontro A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Itaú se reuniu com representantes do banco nesta quinta-feira (13), para discutir diversidade e igualdade de oportunidades, saúde e condições de trabalho. A reunião foi presencial e ocorreu em São Paulo, na sede […]

Iniciativas voltadas à inclusão, como o respeito à identidade visual, foram destaque do encontro

A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Itaú se reuniu com representantes do banco nesta quinta-feira (13), para discutir diversidade e igualdade de oportunidades, saúde e condições de trabalho. A reunião foi presencial e ocorreu em São Paulo, na sede da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT).

Secretário Geral da Feeb SP/MS

Participaram como representantes da Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS), Reginaldo Breda, secretário geral, e o diretor Walmir Gomes.

Durante o encontro, representantes do banco apresentaram o programa corporativo de diversidade e inclusão, voltado especialmente para as questões relacionadas a gênero, raça, pessoas com deficiência (PCD) e população LGBTQIA+. “São temas amplamente debatidos pelo movimento sindical e permanentes nas reuniões de negociação. Foi uma devolutiva importante do banco, proveniente da luta do bancário e da bancaria pela igualdade de direitos e respeito a todos os trabalhadores”, comenta Reginaldo Breda.

Walmir  Gomes, diretor representante da Feeb SP/MS na COE Itaú

Durante a apresentação, como investimento do banco em combate à violência foram mencionadas iniciativas relacionadas à prevenção, apoio e acolhimento das vítimas. Ações que buscam a garantia da segurança psicológica para a autodeclaração de pessoas LGBTQIA+, além de eventos, campanhas e estímulo para que vítimas de violência ou preconceito recorram aos canais internos de atendimento, também foram ressaltadas.

Com relação à população LGBTQIA+, dirigentes sindicais reforçaram a necessidade de atenção à identidade visual desde o momento do processo seletivo do candidato. De acordo com a representação, a identidade visual é fator de isolamento no ambiente de trabalho e um obstáculo a ser vencido.

“O banco apresentou a estrutura de um programa que visa um ambiente de trabalho inclusivo e nos do movimento sindical nos colocamos à disposição para juntos construirmos esse novo espaço, disponível a todos e alicerçado no respeito e na igualdade de oportunidades”, diz Walmir Gomes,

Saúde e condições de trabalho

Na pauta de saúde e condições de trabalho, tiveram destaque a retomada do trabalho presencial do Grupo de Trabalho (GT) de Saúde e a solução do problema de atrasos nas perícias de funcionários afastados. Ficou definido que a COE irá apresentar a sua pauta sobre o tema, com as demandas atuais pós-pandemia de covid-19, na próxima reunião do GT, que está em fase de agendamento.

Perícias

As dificuldades no agendamento no INSS das perícias de funcionários afastados por questão de saúde serão enfrentadas em conjunto pelas duas partes. Os representantes dos trabalhadores informaram que foi entregue à Superintendência do INSS em São Paulo uma carta, elaborada pelo Coletivo Nacional de Saúde, solicitando a solução do problema. O banco anunciou que levará a questão para a Federação Nacional do Bancos (Fenaban). O objetivo seria construir uma solução com as três partes: movimento, banco e Previdência Social.

Atualização de dados

Alguns funcionários afastados estão com a perícia travada por conflitos de dados em seus cadastros no RH do banco e no INSS. Por isso, esses bancários devem atualizar suas informações nos dois locais.

Para a solução do problema foi informado que o banco tem se comunicado por e-mail e SMS e disponibilizado canais para a solução. Para os bancários, a iniciativa é fundamental, pois a partir de maio esses casos passarão por medidas mais severas, inclusive com a suspensão dos pagamentos. Os representantes dos trabalhadores também se comprometeram a usar todos os canais de comunicação sindical para alertar esses trabalhadores.

Editado, com informações Contraf CUT

 

Notícias Relacionadas

Semana reforçou a conscientização sobre o combate às LER/Dort

A data chama atenção para duas doenças que têm relação direta com o trabalho e que atingem milhões de brasileiros Nesta semana, no dia 28 de fevereiro (última quarta-feira) foi o Dia Mundial de combate às Lesões por Esforços Repetitivos (LER) e Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (Dort). A data foi escolhida pela Organização Internacional […]

Leia mais

COE e Itaú discutem revisões nos programas de remuneração

Durante a reunião foram apresentadas modificações nos programas. O movimento sindical deve elaborar contraproposta em breve  A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Itaú realizou nesta quarta-feira (28), em São Paulo, uma reunião com a direção do banco para debater questões relacionadas à remuneração dos funcionários. Durante o encontro, o banco apresentou alterações nos […]

Leia mais

Trabalhadores discutem futuro da Fundação Itaú-Unibanco

Em seminário promovido pela Contraf-CUT e COE Itaú trabalhadores debateram caminhos para aumentar representatividade na gestão do fundo de pensão Trabalhadoras e trabalhadores associados à Fundação Itaú-Unibanco se reuniram, nesta quinta-feira (29), em um seminário organizado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) e pela Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Itaú, […]

Leia mais

Sindicatos filiados