Bancários do Santander aprovam aditivo que prorroga acordo de compensação de horas

11.02.2021

Assembleias ocorreram nesta semana Bancários do Santander e sindicatos aprovaram na última terça-feira (09), durante assembleias, o aditivo do Acordo Coletivo de Trabalho sobre a Compensação de Jornada de regime especial. O acordo foi assinado em agosto de 2020, e tem vigência do dia 1° de janeiro de 2021 a 31 de agosto de 2022. […]

Assembleias ocorreram nesta semana

Bancários do Santander e sindicatos aprovaram na última terça-feira (09), durante assembleias, o aditivo do Acordo Coletivo de Trabalho sobre a Compensação de Jornada de regime especial. O acordo foi assinado em agosto de 2020, e tem vigência do dia 1° de janeiro de 2021 a 31 de agosto de 2022.

O prazo inicial para compensação das horas negativas era janeiro de 2021.

Em razão da pandemia, a Comissão de Organização dos Empregados (COE) Santander negociou com o banco a prorrogação da acumulação das horas negativas e a sua compensação.

O banco por sua vez, concordou em assinar um novo Aditivo, adiando o início da compensação (de 2h por dia), de janeiro para março deste ano. O prazo para a compensação das horas para de 12 para 18 meses.

Banco de horas

As horas negativas referem-se às horas acumuladas desde o início da pandemia para quem não fez home office e não poderia ir trabalhar devido à comorbidades. Após negociação, as horas acumuladas passam a ser compensadas a partir de março de 2021. O documento está condicionado à análise futura das condições da pandemia de coronavírus, com a possibilidade de nova prorrogação.

O acordo inclui ampliação da compensação de 12 para 18 meses, com veto para desconto em folha de pagamento até que encerrado o prazo. Em caso de demissão sem justa causa ou aposentadoria, a proposta também prevê veto para o desconto das horas não compensadas.

"Após negociações do COE Santander com o Banco, finalmente chegamos a um consenso e aprovamos de modo que não seja prejudicial a nenhum funcionário. Nosso objetivo é celebrar acordos que valorizem e protejam os trabalhadores”, explica a representante da Feeb SP/MS na COE Santander, Ana Stela Lima.

 

Notícias Relacionadas

Dirigentes da base da Feeb-SP/MS recebem segundo módulo do curso de formação da Contraf-CUT

Programa trata da estruturação histórica das organizações sindicais e da luta dos trabalhadores O Curso de Formação Sindical para Dirigentes, da Secretaria de Formação da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), estreia o seu segundo módulo nesta sexta-feira (17) e no sábado (18) para as bases da Federação dos Bancários de São Paulo […]

Leia mais

Bancários se preparam para Conferência Nacional da categoria

Consulta aos trabalhadores nas bases sindicais de todo o país e conferências estaduais e regionais servirão de subsídio para os debates nacionais que levarão à construção da pauta de reivindicações e da estratégia da Campanha Nacional 2024 Bancárias e bancários de todo o país se reúnem, em São Paulo, entre os dias 4 e 9 […]

Leia mais

Lucro da Caixa cresceu 49% no 1º trimestre de 2024

Com 1,56 milhão de novos clientes e 168 empregados a menos no quadro de pessoal, aumenta também a sobrecarga A Caixa Econômica Federal anunciou na noite de quarta-feira (15) um lucro líquido recorrente de R$ 2,88 bilhões no primeiro trimestre de 2024, alta de 49,1% em comparação ao mesmo período de 2023 e de 0,5% em relação […]

Leia mais

Sindicatos filiados