Banco do Brasil e Bradesco lançam empresa para facilitar compras online

17.04.2014

Da Agência Brasil  O Banco do Brasil (BB) e o Bradesco, por meio da sua controlada Companhia Brasileira de Soluções e Serviços (CBSS), lançam hoje (16) a Stelo, empresa de meios eletrônicos de pagamentos que vai administrar, operar e explorar os segmentos de facilitadoras de pagamentos voltadas para o comércio online. Segundo comunicado do BB, […]

Da Agência Brasil 

O Banco do Brasil (BB) e o Bradesco, por meio da sua controlada Companhia Brasileira de Soluções e Serviços (CBSS), lançam hoje (16) a Stelo, empresa de meios eletrônicos de pagamentos que vai administrar, operar e explorar os segmentos de facilitadoras de pagamentos voltadas para o comércio online.

Segundo comunicado do BB, a plataforma administrada pela Stelo armazenará os dados dos cartões de crédito dos compradores clientes da Stelo e processará transações de pagamentos no comércio eletrônico.

A empresa entrará em fase de testes operacionais e contará com cerca de 200 mil usuários potenciais na primeira etapa, informou o BB. No segundo semestre deste ano, os produtos administrados pela Stelo estarão disponíveis comercialmente para todos os estabelecimentos e consumidores e o sistema aceitará diversos meios de pagamentos, incluindo cartões de crédito, débito e pré-pagos emitidos no Brasil.

Segundo o BB, para implementar o projeto, a Cielo e a CBSS firmaram ontem (15) memorando de entendimento. O objetivo é que a Cielo participe do capital social da Stelo, atualmente subsidiária integral da CBSS. A participação da Cielo na Stelo está sujeita à assinatura dos documentos necessários e à aprovação das autoridades regulatórias aplicáveis.

Para o consumidor, a Stelo disponibilizará uma carteira digital, ferramenta eletrônica para realizar pagamentos sem necessidade de digitação de dados pessoais e financeiros em cada fechamento de compra ou outras operações no e-commerce.

O consumidor poderá se cadastrar na Stelo para que os dados de seus cartões e os endereços de cobrança e entrega fiquem disponíveis para utilização futura. Em operações posteriores, ele informará seu login e senha da carteira digital. Assim, além de facilitar o processo de compra, diz o banco, a carteira digital permitirá que os dados do consumidor fiquem protegidos em um ambiente seguro.

Notícias Relacionadas

Dirigentes da base da Feeb-SP/MS recebem segundo módulo do curso de formação da Contraf-CUT

Programa trata da estruturação histórica das organizações sindicais e da luta dos trabalhadores O Curso de Formação Sindical para Dirigentes, da Secretaria de Formação da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), estreia o seu segundo módulo nesta sexta-feira (17) e no sábado (18) para as bases da Federação dos Bancários de São Paulo […]

Leia mais

Bancários se preparam para Conferência Nacional da categoria

Consulta aos trabalhadores nas bases sindicais de todo o país e conferências estaduais e regionais servirão de subsídio para os debates nacionais que levarão à construção da pauta de reivindicações e da estratégia da Campanha Nacional 2024 Bancárias e bancários de todo o país se reúnem, em São Paulo, entre os dias 4 e 9 […]

Leia mais

Lucro da Caixa cresceu 49% no 1º trimestre de 2024

Com 1,56 milhão de novos clientes e 168 empregados a menos no quadro de pessoal, aumenta também a sobrecarga A Caixa Econômica Federal anunciou na noite de quarta-feira (15) um lucro líquido recorrente de R$ 2,88 bilhões no primeiro trimestre de 2024, alta de 49,1% em comparação ao mesmo período de 2023 e de 0,5% em relação […]

Leia mais

Sindicatos filiados