Banco do Brasil nega reivindicações do Comando Nacional

10.02.2021

Mesmo com mediação do MPT, negociações se estagnam; trabalhadores buscam diálogo e a transparência Mesmo com a mediação do MPT (Ministério Público do Trabalho), as negociações sobre o plano de reestruturação do BB, entre Comando Nacional dos Bancários e Banco do Brasil se estagnaram nesta terça-feira (9). O Banco negou as reivindicações dos trabalhadores e […]

Mesmo com mediação do MPT, negociações se estagnam; trabalhadores buscam diálogo e a transparência

Mesmo com a mediação do MPT (Ministério Público do Trabalho), as negociações sobre o plano de reestruturação do BB, entre Comando Nacional dos Bancários e Banco do Brasil se estagnaram nesta terça-feira (9). O Banco negou as reivindicações dos trabalhadores e não aceitou a retirada de condições para a proposta.

O plano de reestruturação tem início nesta quarta-feira (10), com a retirada das funções dos caixas.

“A garantia das gratificações de caixas continuará em negociação, tendo em vista o momento de dificuldade pelo qual o país passa, onde uma redução salarial agravaria ainda mais a situação dos funcionários”, disse Jeferson Boava, presidente da Federação dos Bancários dos Estados de SP e MS.

O plano de reestruturação prevê a demissão de 5 mil funcionários e o fechamento de 112 agências, 242 postos de atendimento e sete escritórios.
“Nossa luta é contra o desmonte do BB, e pela transparência nas decisões e garantia dos direitos das bancárias e dos bancários”, completa Boava.

Negociação
Na primeira parte da reunião, o banco apresentou uma proposta de prorrogação de 30 dias no processo de retirada da gratificação dos caixas, mas condicionou a proposta à assinatura por todas as entidades do acordo de compensação de horas em decorrência da pandemia e do Acordo de Comissão de Conciliação Prévia (CCP), ambos já em negociação com a Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB). O banco também exigiu a retirada de ações judiciais em andamento. A CEBB negou as propostas apresentadas.

Na segunda parte da reunião, o banco retirou até mesmo a proposta que havia feito antes e não deu prazo para que as entidades consultassem os funcionários sobre a proposta apresentada pela manhã.

A CEBB incentivou a continuidade das atividades de lutas.

Mediação
As reuniões de negociação entre trabalhadores e o banco com a intermediação do MPT tem ocorrido desde quarta-feira (3) e não obtiveram avanço desde então. “Nossa orientação é para que os sindicatos intensifiquem o calendário de lutas a partir de hoje (10), data de início do plano de reestruturação”, destaca o presidente.

Paralisação de 24h
Nesta quarta-feira, ocorrem as paralisações de 24h de agências e unidades de atendimento do BB de todo o país. O Estado de Greve foi aprovado na última semana por meio de assembleias.

Comando solicita negociação
Apesar de intensificar as atividades, os trabalhadores querem continuar as negociações. Ao fim da mediação, o Comando Nacional dos Bancários solicitou uma reunião para dar continuidade às tratativas.

A previsão é de que na próxima semana hajam novas negociações.

 

Notícias Relacionadas

Bancários do Santander assinam Acordo Coletivo de Trabalho

Assinatura ocorreu na sede do Banco e contou com representantes dos bancários e dos bancos Bancários do banco Santander, representados pela Comissão de Organização dos Empregados (COE) Santander, assinaram nesta terça-feira (27), na sede do Banco, o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) geral dos funcionários. A assinatura aconteceu na sede do Banco Santander, em São […]

Leia mais

Bancários aprovam acordos de trabalho do Santander

97,18% dos funcionários aprovaram o acordo com o banco Bancários do banco Santander de todo o país aprovaram, nesta quinta-feira (22), com 97,18% dos votos, o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) geral dos funcionários, aditivo à Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria bancária, o ACT do Programa de Participação nos Resultados Santander (PPRS) e […]

Leia mais

Negociação dos Financiários continua sem avanços

Financeiras apresentam proposta abaixo da expectativa da categoria Representantes dos Financiários e a Federação Interestadual das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Fenacrefi) se reuniram nesta quinta-feira (22) para dar continuidade às negociações da campanha salarial da categoria. A pauta de reivindicações da categoria, com data-base em 1º de junho, foi entregue no dia 15 […]

Leia mais

Sindicatos filiados