Banco do Brasil quer economizar às custas dos funcionários

19.01.2021

A reestruturação do BB prevê economia de R$ 353 milhões em 2021 e R$ 2,7 bilhões em 2022 Acontece que a empresa obteve lucro líquido ajustado de R$ 10,189 bilhões apenas nos primeiros nove meses do ano passado. Ou seja, quer economizar dinheiro às custas dos funcionários. >> Jornal Manhã RBA Litoral – Eneida Koury […]

A reestruturação do BB prevê economia de R$ 353 milhões em 2021 e R$ 2,7 bilhões em 2022

Acontece que a empresa obteve lucro líquido ajustado de R$ 10,189 bilhões apenas nos primeiros nove meses do ano passado. Ou seja, quer economizar dinheiro às custas dos funcionários.

>> Jornal Manhã RBA Litoral – Eneida Koury fala sobre reestruturação no BB

A reestruturação prevê a desativação de 361 unidades, sendo 112 agências, 7 escritórios e 242 Postos de Atendimento (PA), além do desligamento de 5 mil trabalhadores. O plano desconsidera totalmente os impactos na vida dos funcionários e da população, sobretudo, a mais carente, que vive em municípios distantes.

Ao invés de desmontar a instituição, o governo e a direção do Banco do Brasil deveriam promover um banco público dinâmico e competitivo, que atue para o desenvolvimento econômico em áreas que os privados não querem agir.

>> Reestruturação do Banco do Brasil: O que realmente está em jogo?

Com informações: Sindicato dos Bancários de Santos
Imagem: Fabbiano Couto 

Notícias Relacionadas

Trabalhadores do Itaú entregam pauta específica de reivindicações no dia 25

Documento é resultado do encontro nacional, realizado em São Paulo, no dia 6 de junho A Comissão de Organização dos Empregados (COE) vai entregar a minuta específica de reivindicações ao Itaú na próxima terça-feira (25). O documento servirá de base para a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) específico do banco. As reivindicações foram […]

Leia mais

Intransigência da Caixa encerra negociações sobre redução de jornada para pais/mães e responsáveis por PcD e neurodivergentes (TEA)

Banco retira da proposta a concessão para empregados PcD, impõe uma série de travas para permitir a redução da jornada para pais/mães/responsáveis de PcD e encerra mesa de negociações após receber questionamentos sobre pontos sensíveis da proposta A reunião que negociaria a redução de jornada para empregadas e empregados da Caixa Econômica Federal com deficiência […]

Leia mais

Caixa afirma que contencioso é insignificante, mas dados disponíveis demonstram o oposto

Fonte: APCEF/SP com informações da Fenae Em uma live realizada nesta terça-feira (18), a Funcef (Fundação dos Economiários Federais) e a Caixa anunciaram que estão abordando o contencioso trabalhista. Segundo Leonardo Groba, diretor jurídico da Caixa, o contencioso atual estaria estimado em cerca de R$ 500 milhões, “não tem grandes proporções, mas a Caixa possui […]

Leia mais

Sindicatos filiados