Banco do Brasil restringe atendimentos presenciais

25.03.2020

Serviço será prestado somente em casos essenciais e de forma excepcional A nova medida colocada em prática pelas agências do Banco do Brasil foi adotada após reivindicação do Comando Nacional dos Bancários à Fenaban, reuniões das quais a Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul tem […]

Serviço será prestado somente em casos essenciais e de forma excepcional

A nova medida colocada em prática pelas agências do Banco do Brasil foi adotada após reivindicação do Comando Nacional dos Bancários à Fenaban, reuniões das quais a Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul tem participado.

Arte de divulgação campanha combate ao coronavírus

Na última segunda-feira, 23, um comunicado geral foi enviado às unidades voltadas ao atendimento ao público, orientando-as na priorização dos serviços de abastecimento e funcionamento de todos os terminais das salas de autoatendimento. O comunicado informou ainda, que o atendimento presencial deve ser prestado somente em casos essenciais e de forma excepcional como exemplo, desbloqueio de senha e cartão, e saques de benefícios sociais sem cartão.

“Estamos satisfeitos de ver que as reivindicações que temos batalhado nestes últimos dias estão sendo ouvidas e colocadas em prática, isso para resguardar a saúde dos profissionais e da própria população”, disse o secretário geral da Feeb, Reginaldo Lourenço Breda.
Outras reivindicações
Os encontros, realizados por meio de videoconferência já totalizaram 17 reivindicações à Federação Nacional dos Bancos (Fenaban).

Entre elas, a manutenção apenas as atividades consideradas essenciais de acordo com o decreto 10.282/2020 (compensação bancária, redes de cartões de crédito e débito, caixas bancários eletrônicos e outros serviços não presenciais de instituições financeiras). O movimento sindical pede para que o atendimento dos casos de extrema necessidade, como, por exemplo, idosos que não tenham como usar outro meio e dependam do atendimento para sua sobrevivência, sejam realizados somente mediante agendamento prévio, para preservar os clientes e os trabalhadores.

Para clientes
O Comando também fez reivindicações que beneficiam os clientes e usuários do sistema bancário, como a suspensão dos vencimentos dos boletos por sessenta dias e a isenção de tarifas para de transferências eletrônicas (TED E DOC) para clientes com renda de até dois salários mínimos. O objetivo é diminuir a contaminação pelo uso de cédulas e evitar que os clientes se dirijam aos bancos para pagar boletos que vencem no período.

  

Notícias Relacionadas

Dirigentes da base da Feeb-SP/MS recebem segundo módulo do curso de formação da Contraf-CUT

Programa trata da estruturação histórica das organizações sindicais e da luta dos trabalhadores O Curso de Formação Sindical para Dirigentes, da Secretaria de Formação da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), estreia o seu segundo módulo nesta sexta-feira (17) e no sábado (18) para as bases da Federação dos Bancários de São Paulo […]

Leia mais

Bancários se preparam para Conferência Nacional da categoria

Consulta aos trabalhadores nas bases sindicais de todo o país e conferências estaduais e regionais servirão de subsídio para os debates nacionais que levarão à construção da pauta de reivindicações e da estratégia da Campanha Nacional 2024 Bancárias e bancários de todo o país se reúnem, em São Paulo, entre os dias 4 e 9 […]

Leia mais

Lucro da Caixa cresceu 49% no 1º trimestre de 2024

Com 1,56 milhão de novos clientes e 168 empregados a menos no quadro de pessoal, aumenta também a sobrecarga A Caixa Econômica Federal anunciou na noite de quarta-feira (15) um lucro líquido recorrente de R$ 2,88 bilhões no primeiro trimestre de 2024, alta de 49,1% em comparação ao mesmo período de 2023 e de 0,5% em relação […]

Leia mais

Sindicatos filiados