Banco Safra tem lucro de R$ 1,35 bilhão em 2013

11.02.2014

Ganho é 6,1% maior que o do ano anterior. Ajustes na carteira de crédito, com foco em operações de menor risco, fizeram inadimplência cair e impulsionaram resultado RONALDO D’ERCOLE | O GLOBO  SÃO PAULO – Quinto maior banco privado do país, o Safra encerrou 2013 com lucro líquido de R$ 1,35 bilhão, valor 6,1% superior […]

Ganho é 6,1% maior que o do ano anterior. Ajustes na carteira de crédito, com foco em operações de menor risco, fizeram inadimplência cair e impulsionaram resultado

RONALDO D’ERCOLE | O GLOBO 

SÃO PAULO – Quinto maior banco privado do país, o Safra encerrou 2013 com lucro líquido de R$ 1,35 bilhão, valor 6,1% superior aos R$ 1,28 bilhão do ano anterior. A exemplo do que fizerem Itaú Unibanco e Bradesco, o Safra rearranjou sua carteira de créditos, concentrando os negócios em linhas de menor risco, o que ajudou a impulsionar os resultados.

Reflexo da nova estratégia para a concessão de financiamentos foi a melhoria no índice de inadimplência (medida pela fatia da carteira de crédito cujas prestações estão vencidas a mais de 90 dias), que atingiu 1,3%, ante 1,6% no final de junho de 2013 — o que coloca o banco entre as instituições com os menores índices de calote no país.

“Além disso, o Safra reforçou sua provisão adicional para devedores duvidosos em R$ 186,8 milhões, fazendo com que suas provisões de crédito cobrissem 2,3 vezes as operações vencidas há mais de 90 dias, mantendo sua estratégia conservadora”, informou o banco em comunicado.

No final de 2013, o total de ativos do banco somava R$ 131,6 bilhões, um aumento de 18,1% em relação ao final de 2012. Sua carteira de créditos, incluindo avais e fianças, avançou 15,2% no ano atingindo um saldo total de R$ 66 bilhões. O patrimônio líquido era de R$ 7,6 bilhões em dezembro, com rentabilidade (retorno sobre o patrimônio líquido) de 18,8% no ano.

O Banco Safra opera uma rede de 101 agências no país e 19 Postos de Atendimento (PABs) nas principais cidades do país.

Notícias Relacionadas

Teletrabalho: CEE recusa proposta apresentada pelo banco

Proposta sobre teletrabalho retrocede e é prejudicial aos trabalhadores   A Comissão Executiva dos Empregados (CEE) da Caixa Econômica Federal se reuniu ontem (16) com o banco para mais uma rodada de negociação. Na ocasião foi analisada a proposta sobre teletrabalho apresentada pelo Banco. Representantes dos trabalhadores recusaram a proposta e destacaram retrocesso e medidas […]

Leia mais

BB insiste em reduzir ciclos avaliatórios da GDP

Campanha Nacional O Banco do Brasil voltou a propor a redução dos ciclos avaliatórios da Gestão de Desempenho Profissional (GDP), durante a sétima rodada virtual de negociação da pauta específica com a Comissão de Empresa (CEBB), realizada nesta terça-feira, dia 16 de agosto. O banco quer apenas um ciclo avaliatório para descomissionar; o aditivo à […]

Leia mais

Financiários se reúnem com a Fenacrefi nesta quarta-feira (17)

Reunião será a primeira negociação da Campanha Nacional 2022 A Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS) participa nesta quarta-feira (17), junto com demais representantes dos financiários, da primeira negociação da Campanha Nacional 2022, com a Federação Interestadual das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Fenacrefi). Inicialmente, […]

Leia mais

Sindicatos filiados