Bancos abusam da truculência para coibir a greve

22.09.2016

Devido ao forte movimento grevista dos bancários, os bancos estão mostrando para a sociedade brasileira a sua verdadeira face. Nos últimos dias os banqueiros resolveram abusar da truculência, adotando práticas antissindicais para impedir a greve. Cartazes foram arrancados das fachadas, atas notariais lavradas e até fotos e filmagens dos bancários conversando com os dirigentes sindicais […]

Devido ao forte movimento grevista dos bancários, os bancos estão mostrando para a sociedade brasileira a sua verdadeira face.
Nos últimos dias os banqueiros resolveram abusar da truculência, adotando práticas antissindicais para impedir a greve. Cartazes foram arrancados das fachadas, atas notariais lavradas e até fotos e filmagens dos bancários conversando com os dirigentes sindicais nas portas das agências foram feitas. “A tática deles agora é a intimidação”, disse Luciano Coimbra (Biro-Biro), diretor do Sindicato dos Bancários de Franca e Região.

INTERDITO PROIBITÓRIO

O juiz do trabalho Vinícius de Paula Löblein concedeu ao banco Santander Tutela de Urgência. Diz o magistrado em sua sentença “…defiro parcialmente a tutela de urgência requerida, tão somente para determinar que o requerido se abstenha de praticar qualquer ato que impeça o ingresso de clientes ou empregados que pretendam trabalhar, sob pena de multa diária de R$ 1.000,00.”

A decisão do juiz baseou-se na ata notarial de fl.26 (id nº b79b2b5), lavrada no 1º Tabelião de Notas e de Protesto de Letras e Títulos da Comarca de Franca.
“Nosso departamento jurídico já está trabalhando no processo para tentar modificar o entendimento da justiça acerca do assunto”, afirmou a diretora do sindicato e funcionária do Santander Márcia de Souza.

BANCO DO BRASIL

A greve tem se intensificado bastante no Banco do Brasil. Informações que chegaram ao sindicato dão conta de que em várias cidades a gerência média está aderindo cada vez mais à paralisação. “A adesão dos gerentes do BB ao movimento é muito importante, pois além de fortalecer ainda mais a greve, deixa claro à direção da empresa a crescente insatisfação pelas péssimas condições de trabalho a que são submetidos os funcionários do banco”, disse uma gerente de serviços do BB que pediu para não ser identificada.

Fonte: Sindicato dos Bancários de Franca e Região
 

Notícias Relacionadas

Santander implementa teletrabalho em áreas administrativas

Modalidade é válida para áreas administrativas e contemplam eixo São Paulo e Rio de Janeiro O Santander anunciou que irá implementar o teletrabalho (home office). A modalidade é válida para bancários das áreas administrativas, lotados majoritariamente no eixo São Paulo e Rio de Janeiro, segundo as regras previstas na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria. As […]

Leia mais

Santander paga PLR e demais adicionais no dia 28 de fevereiro

Representantes da Comissão de Organização de Empregados (COE/Santander) foram informados nesta terça-feira (01), sobre a data de pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). O valor será creditado no dia 28 deste mês. Junto com a PLR bancárias e bancários do Santander receberão os percentuais do Programa Próprio de Resultados do Santander (PPRS), do […]

Leia mais

Feeb SP/MS monta grupo de trabalho para discutir metas com Banco Itaú

Prazo para organização de grupos de representação se encerrou no último dia 31 Bancários representados pela Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul formalizaram o pedido junto ao banco para montagem de um grupo de trabalho para discussão de metas. De acordo com a cláusula 87 da Convenção Coletiva […]

Leia mais

Sindicatos filiados