Bancos abusam da truculência para coibir a greve

22.09.2016

Devido ao forte movimento grevista dos bancários, os bancos estão mostrando para a sociedade brasileira a sua verdadeira face. Nos últimos dias os banqueiros resolveram abusar da truculência, adotando práticas antissindicais para impedir a greve. Cartazes foram arrancados das fachadas, atas notariais lavradas e até fotos e filmagens dos bancários conversando com os dirigentes sindicais […]

Devido ao forte movimento grevista dos bancários, os bancos estão mostrando para a sociedade brasileira a sua verdadeira face.
Nos últimos dias os banqueiros resolveram abusar da truculência, adotando práticas antissindicais para impedir a greve. Cartazes foram arrancados das fachadas, atas notariais lavradas e até fotos e filmagens dos bancários conversando com os dirigentes sindicais nas portas das agências foram feitas. “A tática deles agora é a intimidação”, disse Luciano Coimbra (Biro-Biro), diretor do Sindicato dos Bancários de Franca e Região.

INTERDITO PROIBITÓRIO

O juiz do trabalho Vinícius de Paula Löblein concedeu ao banco Santander Tutela de Urgência. Diz o magistrado em sua sentença “…defiro parcialmente a tutela de urgência requerida, tão somente para determinar que o requerido se abstenha de praticar qualquer ato que impeça o ingresso de clientes ou empregados que pretendam trabalhar, sob pena de multa diária de R$ 1.000,00.”

A decisão do juiz baseou-se na ata notarial de fl.26 (id nº b79b2b5), lavrada no 1º Tabelião de Notas e de Protesto de Letras e Títulos da Comarca de Franca.
“Nosso departamento jurídico já está trabalhando no processo para tentar modificar o entendimento da justiça acerca do assunto”, afirmou a diretora do sindicato e funcionária do Santander Márcia de Souza.

BANCO DO BRASIL

A greve tem se intensificado bastante no Banco do Brasil. Informações que chegaram ao sindicato dão conta de que em várias cidades a gerência média está aderindo cada vez mais à paralisação. “A adesão dos gerentes do BB ao movimento é muito importante, pois além de fortalecer ainda mais a greve, deixa claro à direção da empresa a crescente insatisfação pelas péssimas condições de trabalho a que são submetidos os funcionários do banco”, disse uma gerente de serviços do BB que pediu para não ser identificada.

Fonte: Sindicato dos Bancários de Franca e Região
 

Notícias Relacionadas

Bancários aprovam acordos de trabalho do Santander

97,18% dos funcionários aprovaram o acordo com o banco Bancários do banco Santander de todo o país aprovaram, nesta quinta-feira (22), com 97,18% dos votos, o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) geral dos funcionários, aditivo à Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria bancária, o ACT do Programa de Participação nos Resultados Santander (PPRS) e […]

Leia mais

Negociação dos Financiários continua sem avanços

Financeiras apresentam proposta abaixo da expectativa da categoria Representantes dos Financiários e a Federação Interestadual das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Fenacrefi) se reuniram nesta quinta-feira (22) para dar continuidade às negociações da campanha salarial da categoria. A pauta de reivindicações da categoria, com data-base em 1º de junho, foi entregue no dia 15 […]

Leia mais

Bancários do Santander participam de Assembleia nesta quinta-feira (22/9)

Votação acontece em plataforma eletrônica das 8h às 20h Nesta quinta-feira (22), bancários do Santander de todo o país participam de Assembleias para avaliar o Acordo Coletivo de Trabalho, o Acordo Coletivo de Trabalho sobre a Participação nos Lucros e Resultados (PPRS) e o Termo de Relações Laborais, todos com validade por dois anos. Os […]

Leia mais

Sindicatos filiados