BB anuncia criação de escritórios de negócio em São José dos Campos, mas sem contratações

15.06.2016

Unidades deverão entrar em funcionamento até setembro, com remanejamento de funcionários Hoje, dia 15, o Sindicato recebeu a visita de representantes do Banco do Brasil para informar sobre a implantação do escritório de negócio (digital) em São José dos Campos para atendimento a Pessoas Físicas (PF) e Pessoas Jurídicas (PJ). O início de operação se […]

Unidades deverão entrar em funcionamento até setembro, com remanejamento de funcionários

Hoje, dia 15, o Sindicato recebeu a visita de representantes do Banco do Brasil para informar sobre a implantação do escritório de negócio (digital) em São José dos Campos para atendimento a Pessoas Físicas (PF) e Pessoas Jurídicas (PJ). O início de operação se dará até setembro e, segundo o banco, a nova configuração não trará impacto para o emprego na região.

Os escritórios terão funcionamento estendido, das 8h às 22h. Com isso, além do remanejamento de funcionários de outras unidades, as novas carteiras terão um número maior de clientes do que as atuais carteiras convencionais. O banco alega que o remanejamento dos funcionários das agências não irá prejudicar o atendimento porque “o trabalho vai junto”. O projeto não cria novas vagas na região.

“Hoje a maior preocupação do Sindicato é com o emprego, por mais que os bancos digam que o atendimento digital não reduzirá empregos, pois cria oportunidades, a prática tem demonstrado que os bancos querem reduzir custos e consequentemente reduzir empregos”, disse o presidente do Sindicato, Geraldo Soares dos Santos.

Cada unidade de escritório de negócios contará com um gerente geral (nível 1), gerentes de relacionamento e assistentes, conforme o número de carteiras. Haverá metas especificas para os trabalhadores dos locais e o atingimento dos resultados de seus clientes impactará também a agência de relacionamento convencional (espelhamento de resultados).

O banco não detalhou quem serão os funcionários escolhidos para trabalhar sob o novo sistema, porém garantiu na reunião que realizará entrevistas com todos os funcionários que estiverem interessados nas vagas para o escritório de negócios.

O banco assumiu o compromisso com o Sindicato de estar repassando o maior número de informações possíveis durante a implantação do sistema para que o processo seja feito de maneira mais transparente possível.

O Sindicato estará acompanhando passo a passo essa implantação e vai cobrar do BB não só o compromisso da garantia do emprego dos funcionários, mas principalmente de condições dignas de trabalho para os funcionários do banco.

Participaram da reunião representando o banco o gerente regional Marcio Coelho da Costa, pela Superintendência Varejo, o gerente Lucas de Freitas e o gerente Wilson K. Inoue, representando o Sindicato o presidente Geraldo Soares dos Santos e os diretores: Carlos de Souza, Maria Rita dos Santos Andrade, Débora Ferreira Machado, José Bruno do Amaral, Luiz Roberto de Freitas, Maria de Lourdes de Oliveira, Eliane Aparecida Gama e João de Oliveira Júnior.

Fonte: Sindicato dos Bancários de S.J. dos Campos e Região

 

Notícias Relacionadas

Conferência Interestadual aprova eixos para Conferência Nacional de 2024

Sindicatos dos Bancários debateram propostas e aprovaram pautas em defesa do trabalhador. Documento será apresentado em Conferência Nacional para discussão na Campanha Salarial de 2024 Delegações de 21 regionais dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul se reuniram nesta quinta e sexta-feira, 11 e 12 de abril, para debater propostas que serão […]

Leia mais

Abertura da Conferência Interestadual da Feeb SP/MS conta com delegações de 21 regionais

  Primeiro dia de evento amplia visão sobre o futuro do Sistema Financeiro, Cenário Econômico Nacional e Avanço Tecnológico  A Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS) abriu nesta quinta-feira (11) a Conferência Interestadual dos Bancários de 2024. O tema central do evento deste ano é “Categoria […]

Leia mais

Proposta da Caixa para PcD é frustrante

Contudo, houve definição sobre pagamento dos deltas da promoção por mérito A proposta da Caixa Econômica Federal sobre redução de jornada e priorização de empregadas e empregados PcD, ou que tenham filhos de até seis anos com deficiência, frustrou a representação dos trabalhadores. “Na proposta do banco, somente há possibilidade de redução da jornada com […]

Leia mais

Sindicatos filiados