BB enrola e atrasa em cinco meses acerto de interstício no VCPI

10.08.2012

O Banco do Brasil não cumpre compromisso assumido com os sindicatos. Já se passaram cinco meses e até agora não aplicou os 3% sobre a Verba de Caráter Pessoal Incorporado (VCPI) dos funcionários oriundos do ex-banco paulista Nossa Caixa, que aderiram ao PCR desde dezembro de 2009 e mudaram de nível a partir do último […]

O Banco do Brasil não cumpre compromisso assumido com os sindicatos. Já se passaram cinco meses e até agora não aplicou os 3% sobre a Verba de Caráter Pessoal Incorporado (VCPI) dos funcionários oriundos do ex-banco paulista Nossa Caixa, que aderiram ao PCR desde dezembro de 2009 e mudaram de nível a partir do último dia 2 de março. “O acerto estava previsto para abril último. O BB só enrolou. A última promessa para pagamento seria no dia 20 deste mês agosto, desde que a assinatura do aditivo fosse feita no último dia 10. O que não aconteceu. Um flagrante desrespeito”, destaca o secretário-geral da Federação dos Bancários de SP e MS e integrante da Comissão de Empresa dos Funcionários, Jeferson Boava.

Histórico
Os funcionários da ex-Nossa Caixa, que migraram em 1º de dezembro de 2009, passaram a ter seus salários e remuneração regrados pelo plano de carreira do BB: PCR com uma tabela de antiguidade de 12 níveis e uma tabela de mérito com 25 níveis. Desta forma, como qualquer bancário que tomou posse no BB muda de nível na tabela de antiguidades e passa ao nível seguinte (dois anos no primeiro nível e três anos nos seguintes), aumentando em 3% seu salário base, a remuneração básica trazida pelo incorporado tem direito ao mesmo interstício nas mudanças de nível.

Cabe destacar ainda que todos os bancários que tiverem acertos maiores que seus pisos de função, ou que não detenham função comissionada, têm direito a receber a diferença desde o dia que completaram a mudança de nível no Plano de Carreira administrativa do BB.

Notícias Relacionadas

Bancários querem mais contratações, fim das demissões e da precarização

Comando Nacional propõe maior equilíbrio entre dias trabalhados, com momentos de descanso e lazer, com redução da jornada para quatro dias; proposta pode aumentar produtividade e satisfação com o emprego O Comando Nacional dos Bancários se reuniu na manhã desta segunda-feira (27) com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) na segunda reunião de negociação da […]

Leia mais

Bancários negociam com Federação Nacional dos Bancos nesta segunda-feira (27)

Temas Emprego e Terceirização são os primeiros temas a serem discutidos A Campanha Nacional do Bancário, iniciada na última semana, segue hoje (27) com mais uma negociação. Federações, associações e representação sindical negociam com a Federação Nacional dos Bancos as pautas “Emprego e Terceirização”. Os temas foram definidos pelo Comando Nacional dos Bancários na última […]

Leia mais

Bancários criam Comitê de Luta durante Congresso Nacional

Comitê nacional lutará para defender o BB como instituição pública e em apoio a projeto de Governo que fortaleça o banco e sua função social, de indutor do crescimento econômico com geração de emprego e renda O papel do Banco do Brasil na reconstrução do país foi um dos temas em destaque no 33° Congresso […]

Leia mais

Sindicatos filiados