BB reafirma não negociar jornada

14.08.2012

O Banco do Brasil reafirmou ontem (13/8), durante a primeira rodada da pauta específica com o Comando Nacional, em Brasília, que não negocia a implantação da jornada de 6h para todos os comissionados, sem redução de salários; reivindicação prioritária dentro dos temas Emprego e Condições de Trabalho “A postura do Banco foi a mesma manifestada […]

O Banco do Brasil reafirmou ontem (13/8), durante a primeira rodada da pauta específica com o Comando Nacional, em Brasília, que não negocia a implantação da jornada de 6h para todos os comissionados, sem redução de salários; reivindicação prioritária dentro dos temas Emprego e Condições de Trabalho “A postura do Banco foi a mesma manifestada em negociação em julho último; ou seja, a jornada de 6h para todos não é tema para negociar durante a Campanha Nacional. Novamente os representantes da instituição foram intransigentes”, analisa o representante da Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul na Comissão de Empresa, Jeferson Boava. Para o BB o tema tem relação direta com o plano de metas, a arquitetura organizacional e remuneração. Quer dizer, tema estratégico para o Banco não se discute na mesa da Campanha e ponto final? “Mobilização deve ser a nossa resposta”, disse Jeferson.

Além da jornada, o Comando propôs discutir temas como combate ao assédio moral, fim da terceirização e aumento nas dotações das dependências, igualdade de direitos para os funcionários oriundos de bancos incorporados (Cassi e Previ para todos), melhorias nas ausências autorizadas, melhoria no plano odontológico, fim da perda de função e irredutibilidade de salário na volta das licenças-médicas, segurança bancária, volta do pagamento das substituições e ampliação dos direitos dos delegados sindicais. A negociadora do BB, Áurea Faria Martins, ficou de analisar as reivindicações do funcionalismo e apresentar as respostas nas próximas rodadas de negociações.

Isonomia: pesquisa

Diante da proposta de fim da discriminação e isonomia para os bancários oriundos de bancos incorporados em relação à Cassi e à Previ, os representantes do Banco anunciaram que vão fazer uma pesquisa entre os funcionários para saber a opinião sobre o assunto; ou seja, se a isonomia é boa para todos. ”Era o que faltava. Os representantes não se posicionam sobre as reivindicações aprovadas pelos funcionários e ainda levantam dúvidas”, destaca Jeferson.

Segunda rodada

Hoje (14/8) acontece mais uma rodada, a segunda. Na pauta, remuneração e carreira. “Esperamos que o BB nos apresente propostas concretas. Afinal, a pauta de reivindicações foi entregue há mais de duas semanas”, observa Jeferson.

Principais reivindicações específicas

-Melhorias no Plano de Carreira e Remuneração.

– Negociação do Plano de Comissões.

– PLR sem vinculação com o programa de metas Sinergia.

– Jornada de 6 horas para todos, sem redução do salário.

– Fim das PSO e volta dos caixas e gerentes de serviços para as agências.

– Cassi e Previ para todos, sem redução de direitos.

– Remoção automática para o preenchimento de todas as vagas de escriturários.

– Acabar com o truque da direção do BB de enganar os clientes e a sociedade com o "Bom pra Todos"

– Delegados sindicais para todas as dependências do banco.

– Fim do voto de Minerva na Previ.

– Assinatura do Protocolo de Prevenção de Conflitos e revisão dos Comitês de Ética.

– Fim dos descomissionamentos e seleção interna para promoção em todos os cargos.

Crédito foto: Seeb Brasília

Notícias Relacionadas

Eleições Economus – Ainda dá tempo de votar!

Passamos da metade do período do pleito, que vai eleger dois membros ao conselho deliberativo e um membro ao conselho fiscal do Economus. Até esta sexta-feira (19), 28% dos eleitores haviam exercido o direito ao voto. A Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB SP/MS) e seus sindicatos […]

Leia mais

Banco do Brasil aprova atualização da Tabela PIP para beneficiar trabalhadores do Previ Futuro

Mudança na Pontuação Individual do Participante permite aumento na contribuição adicional e soma mais recursos para a aposentadoria, atendendo a antiga reivindicação dos funcionários O Banco do Brasil aprovou as mudanças na Tabela PIP (Pontuação Individual do Participante), uma reivindicação antiga dos trabalhadores, que permitirá aumentar a contribuição adicional para a aposentadoria. O anúncio foi […]

Leia mais

Eleições da Funcef: votação segue até sexta-feira (19)

Participantes da ativa e assistidos dos planos de previdência podem votar até sexta-feira (19), mas a orientação é não deixar para a última hora Teve início nesta terça-feira (16), a votação para as Eleições Funcef. Participantes dos planos de previdência da Funcef podem votar para definir quem vai ocupar a diretoria de Administração e Controladoria, […]

Leia mais

Sindicatos filiados