BicBanco reverte prejuízo e volta ao azul

21.02.2014

Por Daniela Machado | Valor Econômico  De São Paulo O controle da inadimplência garantiu ao BicBanco um lucro líquido de R$ 38,5 milhões no último trimestre de 2013, revertendo o prejuízo de R$ 71,7 milhões registrado um ano antes. A instituição, cujo controle foi vendido em outubro para o China Construction Bank (CCB), contou com […]

Por Daniela Machado | Valor Econômico 
De São Paulo

O controle da inadimplência garantiu ao BicBanco um lucro líquido de R$ 38,5 milhões no último trimestre de 2013, revertendo o prejuízo de R$ 71,7 milhões registrado um ano antes.

A instituição, cujo controle foi vendido em outubro para o China Construction Bank (CCB), contou com uma redução nas provisões para perda com crédito. Isso ajudou o resultado de intermediação financeira, apesar de o banco ter colocado o pé no freio na hora de fazer os desembolsos de crédito.

As provisões foram de R$ 58,6 milhões no quarto trimestre do ano passado ante R$ 216,4 milhões no mesmo intervalo de 2012. Para o BicBanco, esses dados mostram "o término de um ciclo de ajustes".

A inadimplência ficou em 2,1%, com queda de 0,7 ponto percentual na comparação com o trimestre anterior e em 12 meses. A expectativa é que esse patamar sirva de referência para este ano.

Ganhos maiores com operações de derivativos também contribuíram para o desempenho, rendendo R$ 133 milhões no último trimestre de 2013. Em igual período de 2012, o BicBanco teve R$ 5,8 milhões de receita nesta linha.

À espera da aprovação do BC para a mudança de controle, o Bic pôs um freio no crédito. A carteira somava R$ 10,6 bilhões em dezembro, queda de 16,8% em 12 meses e de 3,2% em relação ao trimestre anterior. Em relatório a investidores, o banco explica que o movimento reflete a "aversão ao risco, dado o ambiente de incertezas".

O banco fez cortes e em dezembro tinha 874 funcionários, 160 a menos do que um ano antes. A rede de atendimento encolheu em seis pontos, para 37 agências.

 

Notícias Relacionadas

Bancários criam Comitê de Luta durante Congresso Nacional

Comitê nacional lutará para defender o BB como instituição pública e em apoio a projeto de Governo que fortaleça o banco e sua função social, de indutor do crescimento econômico com geração de emprego e renda O papel do Banco do Brasil na reconstrução do país foi um dos temas em destaque no 33° Congresso […]

Leia mais

Coe Itaú entrega pauta de reivindicação específica ao Banco

O documento é resultado do Encontro Nacional dos Bancários do Itaú Os representantes da Comissão de Organização dos Empregados (COE) Itaú entregaram nesta quinta-feira (23), a pauta de reivindicação específica do banco. O documento é resultado do Encontro Nacional dos Bancários do Itaú. “Reafirmamos o nosso compromisso com o banco de negociação permanente, através da […]

Leia mais

Campanha Nacional: Bancários definem temas das próximas negociações com os bancos

Demissão em massa pelo Mercantil do Brasil no Rio de Janeiro; abono do banco de horas negativas e retirada de pauta do PL 1043/2019, também foram pautas do primeiro dia de negociação O Comando Nacional dos Bancários definiu nesta quarta-feira (22), os temas das reuniões de negociações com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). Os […]

Leia mais

Sindicatos filiados