Bradesco reduz taxas de juros para pessoas físicas e jurídicas

04.12.2020

Por Vanessa Adachi | Valor Econômico  O Bradesco vai reduzir as taxas de juros para pessoas físicas e jurídicas e aumentar em R$ 21 bilhões o limite de crédito, seguindo a intensa campanha do governo pela redução do chamado spread bancário. O limite de crédito será elevado em R$ 15 bilhões, sendo R$ 9 bilhões […]

Por Vanessa Adachi | Valor Econômico 

O Bradesco vai reduzir as taxas de juros para pessoas físicas e jurídicas e aumentar em R$ 21 bilhões o limite de crédito, seguindo a intensa campanha do governo pela redução do chamado spread bancário.

O limite de crédito será elevado em R$ 15 bilhões, sendo R$ 9 bilhões para pessoas físicas e R$ 5 bilhões para pessoas jurídicas. Além disso, a instituição vai disponibilizar mais R$ 6 bilhões em limite para bancos ligados a montadoras de veículos.

Segundo o Bradesco, a decisão está alinhada aos objetivos de estímulo ao crescimento econômico.

Para os clientes pessoa física haverá redução de taxas em financiamento de veículos, crédito pessoal, consignado ao aposentado e aquisição de bens. O juro do crédito pessoal, por exemplo, cairá de 2,66% para uma faixa que começa em 1,97% ao mês.

Para as micro e pequenas empresas, o Bradesco criará uma linha de crédito de R$ 1 bilhão para capital de giro e CDC para aquisição de máquinas e equipamentos. A taxa para essa linha será de 2,90% ao mês, comparada à taxa anterior de 5,56%.

As novas taxas e limites, sujeitos a aprovação de crédito, valem a partir da próxima segunda-feira.

Notícias Relacionadas

Após repercussão das denúncias de assédio sexual, Pedro Guimarães pede demissão

Testemunhos das vítimas vieram a público na terça-feira (28) e assustam pela quantidade de casos e pelo grau de desrespeito e crueldade; Ministério Público investiga em sigilo O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, entregou seu pedido de demissão na tarde desta quarta-feira (29) ao presidente da república, Jair Bolsonaro. A decisão foi tomada […]

Leia mais

NOTA OFICIAL

NOTA OFICIAL Pelo imediato afastamento de Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, e o acolhimento e preservação das vítimas Nós, bancárias de todo o Brasil, manifestamos nossa indignação pelos atos de assédio sexual praticados por Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, que ganharam repercussão na noite de desta terça-feira, 28/06/2022, ao serem divulgados […]

Leia mais

Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul repudia ações de Pedro Guimarães, acusado de assédio sexual

Além de apuração das denúncias, representação dos empregados pede afastamento do presidente da Caixa Após se tornar pública a acusação de assédio sexual feita por diferentes empregadas da Caixa Econômica Federal ao presidente Pedro Duarte Guimarães, a Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul, se solidariza com as vítimas e manifesta […]

Leia mais

Sindicatos filiados