Caixa Federal provoca empregados e não apresenta nenhuma proposta decente na mesa permanente

18.04.2013

A Caixa Federal está em sintonia fina com o Banco do Brasil quando entra em pauta temas que dizem respeito ao futuro dos empregados. Em negociação com os sindicatos na mesa permanente, realizada ontem (17/04), a Caixa Federal deixou claro, mais uma vez, que sequer debate, discute uma proposta visando tornar mais transparente os critérios […]

A Caixa Federal está em sintonia fina com o Banco do Brasil quando entra em pauta temas que dizem respeito ao futuro dos empregados. Em negociação com os sindicatos na mesa permanente, realizada ontem (17/04), a Caixa Federal deixou claro, mais uma vez, que sequer debate, discute uma proposta visando tornar mais transparente os critérios para retirada de funções gratificadas dos empregados. Os representantes da instituição pública alegaram que não possuem ferramentas para avaliar desempenho, impedindo assim a definição de regras para o descomissionamento. Em função disso, acredite, o estudo sobre a retirada de função, previsto no Aditivo à CCT, se resumiu a um relatório das movimentações em cargos de função ocorridas em 2012. Diante dessa ‘ mega’ dificuldade, a Caixa Federal conclui que não se faz necessário definir normas. “É a mais pura provocação. A Caixa Federal se esquiva, foge do debate sério, deixando os empregados como alvo fácil de decisões unilaterais de gestores. Essa postura exige uma resposta na mesma intensidade” avalia Gabriel Musso, representante da Federação dos Bancários de SP e MS na mesa de negociação permanente.


Pontos debatidos

Tesoureiro: O plano de melhorias das condições de trabalho e segurança dos tesoureiros, pendência do Aditivo à CCT, foi requentado. A Caixa Federal se limitou em reapresentar alguns encaminhamentos como, por exemplo, a formação de turmas para fazer cursos de qualificação, que deve ser viabilizada até o final deste mês de abril.

Promoção por mérito: A Caixa Federal manteve a posição de intransigência e não aceitou negociar a redução da carga horária de capacitação a distância da Universidade Caixa. Resultado: fica mantido o que prevê o Aditivo; ou seja, 70 horas por ano, com a realização de 6 horas aulas por mês dentro da jornada.

Login único: A Caixa Federal informou que até junho o login único deverá ser implantado nas agências. A ferramenta está em implantação nas superintendências regionais, matriz I e II e filiais. O login foi conquistado na Campanha Nacional de 2012 com objetivo de garantir o cumprimento e respeito a jornada de trabalho.

Conselho de Administração: Os sindicatos protestaram contra a posição da Caixa Federal em não modificar as exigências para os candidatos a representante dos empregados no Conselho de Administração da empresa. Essa postura impede que os empregados possam eleger, livremente, seus representantes. “A gestão democrática, por enquanto, permanece uma promessa. O que é inaceitável”, destaca Gabriel.

Notícias Relacionadas

Teletrabalho: CEE recusa proposta apresentada pelo banco

Proposta sobre teletrabalho retrocede e é prejudicial aos trabalhadores   A Comissão Executiva dos Empregados (CEE) da Caixa Econômica Federal se reuniu ontem (16) com o banco para mais uma rodada de negociação. Na ocasião foi analisada a proposta sobre teletrabalho apresentada pelo Banco. Representantes dos trabalhadores recusaram a proposta e destacaram retrocesso e medidas […]

Leia mais

BB insiste em reduzir ciclos avaliatórios da GDP

Campanha Nacional O Banco do Brasil voltou a propor a redução dos ciclos avaliatórios da Gestão de Desempenho Profissional (GDP), durante a sétima rodada virtual de negociação da pauta específica com a Comissão de Empresa (CEBB), realizada nesta terça-feira, dia 16 de agosto. O banco quer apenas um ciclo avaliatório para descomissionar; o aditivo à […]

Leia mais

Financiários se reúnem com a Fenacrefi nesta quarta-feira (17)

Reunião será a primeira negociação da Campanha Nacional 2022 A Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS) participa nesta quarta-feira (17), junto com demais representantes dos financiários, da primeira negociação da Campanha Nacional 2022, com a Federação Interestadual das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Fenacrefi). Inicialmente, […]

Leia mais

Sindicatos filiados