Caixa recusa proposta de delta linear e propõe usar a Gestão de Desempenho de Pessoas (GDP) para avaliação da promoção por mérito

22.11.2021

Durante o segundo encontro do Grupo de Trabalho de Promoção por Mérito, realizado na tarde desta segunda feira (22), a Caixa recusou a proposta feita pelos representantes dos empregados de manter a sistemática adotada no ano anterior e propôs o uso da Gestão de Desempenho de Pessoas (GDP) para definir quem teria acesso a 1 […]

Durante o segundo encontro do Grupo de Trabalho de Promoção por Mérito, realizado na tarde desta segunda feira (22), a Caixa recusou a proposta feita pelos representantes dos empregados de manter a sistemática adotada no ano anterior e propôs o uso da Gestão de Desempenho de Pessoas (GDP) para definir quem teria acesso a 1 e 2 delta na promoção por mérito.

Na reunião anterior, realizada na quinta feira passada, o GT discutiu os critérios de avaliação para o recebimento do delta referente a 2021. Representantes da categoria propuseram manter a sistemática anterior, que liberava um delta para todos os empregados e um segundo delta para os empregados com melhor desempenho na GDP.

Na reunião de hoje, a empresa alegou que há uma demanda dos empregados para que se utilize a mesma ferramenta de avaliação de desempenho para a avaliação de reconhecimento e apresentou a proposta de usar exclusivamente a GDP como critério para a avaliação por mérito.

“Quem visita e acompanha a base sabe que pouquíssimos empregados concordam com a GDP, ainda mais com esse novo formato, que implementa uma curva forçada na avaliação. Para se ter uma ideia é possível que um empregado consiga fazer todas as entregas acordadas com seu gestor, ter uma boa conduta, ser querido pelos colegas e ter uma péssima avaliação, pois obrigatoriamente temos que ter 5% dos empregados como Desempenho Não Atende”, esclarece Marcelo Lopes de Lima, representante da Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul.

Uma nova reunião foi agendada para a próxima sexta-feira (26) com a expectativa de que as propostas avancem.

Notícias Relacionadas

Dirigentes da base da Feeb-SP/MS recebem segundo módulo do curso de formação da Contraf-CUT

Programa trata da estruturação histórica das organizações sindicais e da luta dos trabalhadores O Curso de Formação Sindical para Dirigentes, da Secretaria de Formação da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), estreia o seu segundo módulo nesta sexta-feira (17) e no sábado (18) para as bases da Federação dos Bancários de São Paulo […]

Leia mais

Bancários se preparam para Conferência Nacional da categoria

Consulta aos trabalhadores nas bases sindicais de todo o país e conferências estaduais e regionais servirão de subsídio para os debates nacionais que levarão à construção da pauta de reivindicações e da estratégia da Campanha Nacional 2024 Bancárias e bancários de todo o país se reúnem, em São Paulo, entre os dias 4 e 9 […]

Leia mais

Lucro da Caixa cresceu 49% no 1º trimestre de 2024

Com 1,56 milhão de novos clientes e 168 empregados a menos no quadro de pessoal, aumenta também a sobrecarga A Caixa Econômica Federal anunciou na noite de quarta-feira (15) um lucro líquido recorrente de R$ 2,88 bilhões no primeiro trimestre de 2024, alta de 49,1% em comparação ao mesmo período de 2023 e de 0,5% em relação […]

Leia mais

Sindicatos filiados