Caixa recusa proposta de delta linear e propõe usar a Gestão de Desempenho de Pessoas (GDP) para avaliação da promoção por mérito

22.11.2021

Durante o segundo encontro do Grupo de Trabalho de Promoção por Mérito, realizado na tarde desta segunda feira (22), a Caixa recusou a proposta feita pelos representantes dos empregados de manter a sistemática adotada no ano anterior e propôs o uso da Gestão de Desempenho de Pessoas (GDP) para definir quem teria acesso a 1 […]

Durante o segundo encontro do Grupo de Trabalho de Promoção por Mérito, realizado na tarde desta segunda feira (22), a Caixa recusou a proposta feita pelos representantes dos empregados de manter a sistemática adotada no ano anterior e propôs o uso da Gestão de Desempenho de Pessoas (GDP) para definir quem teria acesso a 1 e 2 delta na promoção por mérito.

Na reunião anterior, realizada na quinta feira passada, o GT discutiu os critérios de avaliação para o recebimento do delta referente a 2021. Representantes da categoria propuseram manter a sistemática anterior, que liberava um delta para todos os empregados e um segundo delta para os empregados com melhor desempenho na GDP.

Na reunião de hoje, a empresa alegou que há uma demanda dos empregados para que se utilize a mesma ferramenta de avaliação de desempenho para a avaliação de reconhecimento e apresentou a proposta de usar exclusivamente a GDP como critério para a avaliação por mérito.

“Quem visita e acompanha a base sabe que pouquíssimos empregados concordam com a GDP, ainda mais com esse novo formato, que implementa uma curva forçada na avaliação. Para se ter uma ideia é possível que um empregado consiga fazer todas as entregas acordadas com seu gestor, ter uma boa conduta, ser querido pelos colegas e ter uma péssima avaliação, pois obrigatoriamente temos que ter 5% dos empregados como Desempenho Não Atende”, esclarece Marcelo Lopes de Lima, representante da Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul.

Uma nova reunião foi agendada para a próxima sexta-feira (26) com a expectativa de que as propostas avancem.

Notícias Relacionadas

Bancários do Santander assinam Acordo Coletivo de Trabalho

Assinatura ocorreu na sede do Banco e contou com representantes dos bancários e dos bancos Bancários do banco Santander, representados pela Comissão de Organização dos Empregados (COE) Santander, assinaram nesta terça-feira (27), na sede do Banco, o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) geral dos funcionários. A assinatura aconteceu na sede do Banco Santander, em São […]

Leia mais

Bancários aprovam acordos de trabalho do Santander

97,18% dos funcionários aprovaram o acordo com o banco Bancários do banco Santander de todo o país aprovaram, nesta quinta-feira (22), com 97,18% dos votos, o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) geral dos funcionários, aditivo à Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria bancária, o ACT do Programa de Participação nos Resultados Santander (PPRS) e […]

Leia mais

Negociação dos Financiários continua sem avanços

Financeiras apresentam proposta abaixo da expectativa da categoria Representantes dos Financiários e a Federação Interestadual das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Fenacrefi) se reuniram nesta quinta-feira (22) para dar continuidade às negociações da campanha salarial da categoria. A pauta de reivindicações da categoria, com data-base em 1º de junho, foi entregue no dia 15 […]

Leia mais

Sindicatos filiados