Câmara de Campinas homenageia 60 anos do Sindicato

28.02.2014

Solenidade na Câmara Municipal de Campinas celebra 60 anos de fundação do Sindicato dos Bancários  A Câmara Municipal de Campinas, em sessão solene realizada ontem (27) no plenário da casa, homenageou os 60 anos de fundação do Sindicato, completados no mesmo dia. O vereador e diretor do Sindicato, André von Zuben, que propôs a homenagem, […]

Foto: Júlio César Costa
Solenidade na Câmara Municipal de Campinas celebra 60 anos de fundação do Sindicato dos Bancários 

A Câmara Municipal de Campinas, em sessão solene realizada ontem (27) no plenário da casa, homenageou os 60 anos de fundação do Sindicato, completados no mesmo dia. O vereador e diretor do Sindicato, André von Zuben, que propôs a homenagem, abriu a sessão por volta das 19h30 e coordenou a mesa. José Tavares, coordenador da subsede da CUT Campinas e Região, que integrou a mesa, foi o primeiro a prestar homenagem. A seguir, Miguel Pereira, secretário de Organização da Contraf-CUT, lembrou sua participação no histórico Encontro Nacional de Bancários, realizado em Campinas em agosto de 1985. O vereador e presidente do Sindicato dos Bancários de Piracicaba, José Antonio Paiva, entregou ao presidente do Sindicato, Jeferson Boava, uma Moção de Aplausos aprovada pela Câmara daquela cidade. David Zaia, presidente da Federação dos Bancários de SP e MS, deputado estadual, e secretário estadual de Gestão Pública, resgatou o processo de reorganização do movimento sindical bancário nos anos 80 do século passado, que culminou em sua eleição para presidente do Sindicato em 1983. O presidente Jeferson Boava, que encerrou a primeira parte da solenidade, destacou que os 60 anos de luta é um momento de reflexão que remete ao futuro, que serve para embasar novas jornadas de luta. “O histórico de mobilização, embates, serve como Norte para orientar novos caminhos para a atual diretoria. Uma história de luta feita e escrita pelos bancários, que sempre estiveram e estão em sintonia com sua entidade de classe”.

Homenagem
A segunda parte da sessão foi dedicada às homenagens prestadas pela diretoria do Sindicato. O presidente Jeferson entregou placas de agradecimento “contribuição à luta da categoria” ao ex-presidente do Sindicato, David Zaia, o vice-presidente do Sindicato, Mauri Sérgio, e ao jornalista do Sindicato, Jairo Gimenez. Na terceira e última parte da solenidade, o Sindicato exibiu o vídeo “60 anos de Luta”, que mostra a trajetória, a participação dos bancários de Campinas e Região na história de luta da categoria, dos trabalhadores e da sociedade brasileira.

Histórico
O Sindicato completou 60 anos de refundação no dia 27 de fevereiro de 2014. Refundação porque o embrião do Sindicato surgiu na agitada década de 30 do século passado. Por pressão dos banqueiros, no entanto, os sindicalizados foram obrigados a se desligarem do quadro, forçando o fechamento da entidade.

Na década de 40, construiu-se outra opção para reunir a categoria: o Clube dos Bancários. Mas, como seu objetivo principal era a recreação, os bancários de Campinas, para não ficarem sem uma entidade que defendesse seus direitos, filiaram-se ao Sindicato de São Paulo.

Após a histórica greve de 1951, a categoria voltou a discutir a necessidade de um Sindicato na cidade. No 1º Congresso Paulista dos Bancários, realizado nos dias 27 e 28 de setembro de 1952, foi recomendada pela diretoria do Sindicato dos Bancários de São Paulo a fundação do Sindicato em Campinas, assim como em Santos, Ribeirão Preto e Marília. O objetivo dessa orientação, além de melhor organizar a categoria, era alcançar o número mínimo de cinco sindicatos para a fundação da Federação dos Bancários.

No dia 8 de janeiro de 1953, em assembleia da categoria, foi fundada a Associação dos Bancários de Campinas, primeira etapa legal para criação do Sindicato. O bancário Acácio de Gama Antunes foi eleito presidente da Associação. Poucos meses depois, Acácio pediu exoneração do cargo porque fora transferido para a agência do Banco do Brasil em Santos. Por deliberação da diretoria, assumiu a presidência o suplente Otávio da Silva Leme.

Em nova assembleia, no dia 7 de maio de 1953, foi aprovado o Estatuto da entidade e a diretoria foi autorizada pelos bancários a registrar a Associação na Delegacia Regional do Trabalho, em São Paulo. A partir do registro da Associação na DRT, efetuado no dia 2 de junho de 1953, a luta foi pelo reconhecimento da entidade como Sindicato. Em menos de um ano, renascia, no dia 27 de fevereiro de 1954, o Sindicato dos Bancários de Campinas e Região.

Fonte: Sindicato dos Bancários de Campinas
Fotos: Júlio César Costa

Notícias Relacionadas

Campanha Nacional: Combate ao Assédio Moral volta a ser negociado com Federação Nacional dos Bancos (Fenaban)

Bancos negam que causa de adoecimento está relacionada à cobrança de metas O Comando Nacional dos Bancários se reuniu com a Federação Nacional dos Bancos nesta segunda-feira (15), para mais uma negociação. O combate ao assédio moral foi novamente tema do debate. Apesar de mais uma vez os bancos negarem que a causa do adoecimento […]

Leia mais

CEBB negocia com o banco cláusulas econômicas e representação sindical

Ao término da negociação, bancários leram manifesto pela democracia Bancários do Banco do Brasil se reuniram nesta sexta-feira (12) com o banco para mais uma negociação da Campanha Nacional dos Bancários 2022, que tem por objetivo a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) específico dos trabalhadores do Banco do Brasil e do aditivo à […]

Leia mais

Federação dos Bancários orienta Sindicatos para realização de lives na próxima semana

Objetivo é promover o dialogo com a categoria e fortalecer pautas de luta na Campanha Nacional Conforme orientação do Comando Nacional, todo o movimento sindical deve dialogar com a categoria na próxima semana. A Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul, reforça o pedido para os seus 23 sindicatos filiados, para […]

Leia mais

Sindicatos filiados