Cassi anuncia fim do gatilho de coparticipações

19.12.2023

A medida reverte o aumento automático nas taxas de exames e consultas, aliviando custos para os associados da Cassi, em conquista destacada pela chapa Unidos por uma Cassi Solidária A Direção da Caixa de Assistência dos funcionários do Banco do Brasil (Cassi) oficializou o encerramento do gatilho nas coparticipações. O anúncio ocorreu em reunião realizada […]

A medida reverte o aumento automático nas taxas de exames e consultas, aliviando custos para os associados da Cassi, em conquista destacada pela chapa Unidos por uma Cassi Solidária

A Direção da Caixa de Assistência dos funcionários do Banco do Brasil (Cassi) oficializou o encerramento do gatilho nas coparticipações. O anúncio ocorreu em reunião realizada nesta segunda-feira (18), com a  participação de representantes de bancárias e bancários.

Com a decisão, que já havia passado por aprovação na última sexta-feira (15), no Conselho Deliberativo (CD), cai o mecanismo, aprovado no início de 2022, de aumento automático de 10% para 20% nas coparticipações em exames e de 30% para 40% em consultas e terapias. A medida, criticada desde sua aprovação, foi derrubada pelo Conselho Deliberativo, que também busca negociar o modelo de custeio em parceria com o Banco do Brasil e outras entidades representativas.

“A Cassi é um benefício do associado e sua finalidade é cuidar da saúde e qualidade de vida do próprio associado a partir da autogestão”, explica David Zaia, presidente da Federação dos Bancários dos Estados de Sao Paulo e Mato Grosso do Sul.

Além do fim do gatilho, o Conselho Deliberativo determinou que a diretoria da Cassi procure o Banco do Brasil, a Contraf e demais entidades para que seja instalada mesa de negociação. “O objetivo é facilitar as tratativas para análise e aperfeiçoamento do modelo de custeio. Defendemos uma Cassi sustentável economicamente, mas também humanizada e solidária”, defende David Zaia.

 

Notícias Relacionadas

Trabalhadores do Itaú entregam pauta específica de reivindicações no dia 25

Documento é resultado do encontro nacional, realizado em São Paulo, no dia 6 de junho A Comissão de Organização dos Empregados (COE) vai entregar a minuta específica de reivindicações ao Itaú na próxima terça-feira (25). O documento servirá de base para a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) específico do banco. As reivindicações foram […]

Leia mais

Intransigência da Caixa encerra negociações sobre redução de jornada para pais/mães e responsáveis por PcD e neurodivergentes (TEA)

Banco retira da proposta a concessão para empregados PcD, impõe uma série de travas para permitir a redução da jornada para pais/mães/responsáveis de PcD e encerra mesa de negociações após receber questionamentos sobre pontos sensíveis da proposta A reunião que negociaria a redução de jornada para empregadas e empregados da Caixa Econômica Federal com deficiência […]

Leia mais

Caixa afirma que contencioso é insignificante, mas dados disponíveis demonstram o oposto

Fonte: APCEF/SP com informações da Fenae Em uma live realizada nesta terça-feira (18), a Funcef (Fundação dos Economiários Federais) e a Caixa anunciaram que estão abordando o contencioso trabalhista. Segundo Leonardo Groba, diretor jurídico da Caixa, o contencioso atual estaria estimado em cerca de R$ 500 milhões, “não tem grandes proporções, mas a Caixa possui […]

Leia mais

Sindicatos filiados