Censo da Diversidade prorrogado até o dia 9 de maio

22.04.2014

O prazo para os bancários responderem o II Censo da Diversidade foi prorrogado até o dia 9 de maio. Conquistado na Campanha Nacional dos Bancários de 2012, o Censo está sendo realizado em sete bancos públicos (Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Banco da Amazônia, Banestes, Banrisul, BNB e BRB) e 12 bancos privados (Bradesco,Citibank, […]

O prazo para os bancários responderem o II Censo da Diversidade foi prorrogado até o dia 9 de maio. Conquistado na Campanha Nacional dos Bancários de 2012, o Censo está sendo realizado em sete bancos públicos (Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Banco da Amazônia, Banestes, Banrisul, BNB e BRB) e 12 bancos privados (Bradesco,Citibank, Fibra, HSBC, BIC Banco, Itaú , Mercantil, Santander, Safra, Votorantim, Topázio e Toyota), totalizando 19 bancos.

Podem responder às perguntas todos os bancários, inclusive os licenciados por motivos de saúde, maternidade e mandato sindical que estão na base de cadastro da RAIS. O questionário está disponível no site www.febraban-diversidade.com.br.

O universo de participantes é de cerca de 486 mil bancários, que corresponde a 98% dos funcionários de 19 bancos, contudo, até a última terça-feira (15), apenas 95 mil bancários e bancárias havia respondido o questionário, o que representa 19,67% do total.

O representante da Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS) no Comando Nacional dos Bancários, que negocia com os bancos, Cido Roveroni, ressalta que é importante que todos os funcionários participem do Censo. “A adesão até o momento é baixa. Precisamos mobilizar ainda mais a categoria para que respondam à pesquisa, que é um importante instrumento para diagnosticarmos as desigualdades existentes nos locais de trabalho e traçarmos um perfil mais fiel possível à realidade do bancário e, assim, definirmos mais políticas de igualdade e inclusão no sistema financeiro ”, afirma.

O processo é rápido e seguro e as respostas são confidencias. O bancário pode responder no local de trabalho, em casa ou no celular. Não leva mais que oito minutos em média.

A exigência de CPF, data de nascimento ou matrícula completa permitem a entrada segura no sistema, a certificação de que o acesso é feito somente por bancários. O sistema está criptografado, o que significa que não há como rastrear individualmente os CPFs ou matrículas, portanto, não há risco de vazamento de informações.

O questionário apresenta um total de cinco páginas e todas as questões devem ser respondidas para que as informações sejam contabilizadas.

O Censo
O primeiro Censo foi realizado em 2008 e contou com a participação de 18 bancos, sendo que 204.133 (ou 49,9%) do total de colaboradores responderam à pesquisa.

Em 2012, o Comando Nacional, que representa os bancários nas negociações, arrancou o compromisso da Federação dos Bancos (Fenaban) de realizar uma segunda edição da pesquisa, que seria planejada em 2013 e efetivada em 2014, conforme estabelece a cláusula 49ª da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT).

 

Notícias Relacionadas

Conferência Interestadual aprova eixos para Conferência Nacional de 2024

Sindicatos dos Bancários debateram propostas e aprovaram pautas em defesa do trabalhador. Documento será apresentado em Conferência Nacional para discussão na Campanha Salarial de 2024 Delegações de 21 regionais dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul se reuniram nesta quinta e sexta-feira, 11 e 12 de abril, para debater propostas que serão […]

Leia mais

Abertura da Conferência Interestadual da Feeb SP/MS conta com delegações de 21 regionais

  Primeiro dia de evento amplia visão sobre o futuro do Sistema Financeiro, Cenário Econômico Nacional e Avanço Tecnológico  A Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS) abriu nesta quinta-feira (11) a Conferência Interestadual dos Bancários de 2024. O tema central do evento deste ano é “Categoria […]

Leia mais

Proposta da Caixa para PcD é frustrante

Contudo, houve definição sobre pagamento dos deltas da promoção por mérito A proposta da Caixa Econômica Federal sobre redução de jornada e priorização de empregadas e empregados PcD, ou que tenham filhos de até seis anos com deficiência, frustrou a representação dos trabalhadores. “Na proposta do banco, somente há possibilidade de redução da jornada com […]

Leia mais

Sindicatos filiados