Comando cobra respostas do BB sobre saúde

09.10.2020

O Comando Nacional dos Bancários apresentou uma extensa pauta cobrando melhorias na política de saúde durante a primeira rodada de negociação com o Banco do Brasil, realizada no último dia 2, em Brasília, quando a Federação de SP e MS foi representada por José Luiz Barbosa da Comissão de Empresa dos Funcionários e por Jeferson […]

O Comando Nacional dos Bancários apresentou uma extensa pauta cobrando melhorias na política de saúde durante a primeira rodada de negociação com o Banco do Brasil, realizada no último dia 2, em Brasília, quando a Federação de SP e MS foi representada por José Luiz Barbosa da Comissão de Empresa dos Funcionários e por Jeferson Rubens Boava, presidente do Sindicato de Campinas, ambos funcionários do banco.
 
Neste primeiro encontro, o banco também foi questionado sobre a remoção das portas giratórias em algumas agências. "Espera-se que na segunda rodada, marcada para o próximo dia 17, o BB se posicione, mostre sua contraproposta sobre os temas levantados. Quanto a retiradas das portas, o banco informou que respeitará a legislação municipal, que é o caso de Campinas e de várias cidades da região", destaca Jeferson Boava. Na rodada do dia 17, serão negociadas também questões como emprego, cláusulas sociais, pontos relacionados aos funcionários egressos dos bancos incorporados (entre eles, a Nossa Caixa), remuneração e PCS. Na rodada agendada para o dia 21, em pauta temas pendentes da rodada do dia 17.
 
Logo após a assinatura da prorrogação do atual acordo por mais 30 dias, o Comando cobrou garantia da comissão aos funcionários afastados por doenças; a extinção das centrais de cobrança clandestinas; o programa de prevenção aos funcionários do teleatendimento; a reformulação do BB 2.0; e o aumento da idade dos filhos que poderão ser acompanhados pelos pais bancários em caso de consulta médica. Além disso, o Banco do Brasil assumiu compromisso em agendar uma data para apresentar mais detalhes do plano odontológico, recentemente anunciado. Quanto ao Exame Periódico de Serviço (EPS), o Comando indagou sobre o ressarcimento de despesas para quem realiza o exame fora de sua cidade de origem. O banco informou que o reembolso é efetuado.
 
Pontos debatidos
Assédio moral:
o Comando criticou as metas inatingivéis e a cobrança via torpedo, principalmente na forma e horário. Ou seja, a mensagem não respeita o funcionário, nem mesmo o horário de repouso.
Licença-maternidade: Cobrado o pagamento de auxílio-refeição para quem está afastado em decorrência de licença-maternidade ou saúde.
Atestado médico: Discutiu-se a necessidade de homologação dos atestados médicos acima de quatro dias.
Transferência: O Comando cobrou agilidade nas transferências ocasionadas por problemas de saúde do funcionário ou parente. O BB garantiu que, no caso das grávidas, a transferência é imediata.
Descanso: Reivindicado repouso de 10 minutos aos caixas, além de incluir os 15 minutos diários em sua jornada.
Ambulatório: Solicitado a volta dos ambulatórios. O BB informou que os novos Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (Sesmt) serão dotados de uma nova estrutura, sem os ambulatórios convencionais.
Cipa: Reivindicada eleição para todos os cargos do órgão. O BB insiste que a Cipa deve ser paritária.

Feeb SP MS com informações do Seeb Campinas

 

Notícias Relacionadas

Dirigentes da base da Feeb-SP/MS recebem segundo módulo do curso de formação da Contraf-CUT

Programa trata da estruturação histórica das organizações sindicais e da luta dos trabalhadores O Curso de Formação Sindical para Dirigentes, da Secretaria de Formação da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), estreia o seu segundo módulo nesta sexta-feira (17) e no sábado (18) para as bases da Federação dos Bancários de São Paulo […]

Leia mais

Bancários se preparam para Conferência Nacional da categoria

Consulta aos trabalhadores nas bases sindicais de todo o país e conferências estaduais e regionais servirão de subsídio para os debates nacionais que levarão à construção da pauta de reivindicações e da estratégia da Campanha Nacional 2024 Bancárias e bancários de todo o país se reúnem, em São Paulo, entre os dias 4 e 9 […]

Leia mais

Lucro da Caixa cresceu 49% no 1º trimestre de 2024

Com 1,56 milhão de novos clientes e 168 empregados a menos no quadro de pessoal, aumenta também a sobrecarga A Caixa Econômica Federal anunciou na noite de quarta-feira (15) um lucro líquido recorrente de R$ 2,88 bilhões no primeiro trimestre de 2024, alta de 49,1% em comparação ao mesmo período de 2023 e de 0,5% em relação […]

Leia mais

Sindicatos filiados