Comando Nacional dos Bancários cobra da Fenaban maior rigor nas medidas de combate à Covid

02.02.2021

Reivindicações incluem ampliação do home office e fiscalização, sem punição, do uso de equipamentos de proteção O Comando Nacional se reuniu nesta terça-feira (02) com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) para tratar de medidas de combate à Covid-19.  Durante a reunião, que ocorreu de modo remoto e contou com a participação de representantes dos […]

Reivindicações incluem ampliação do home office e fiscalização, sem punição, do uso de equipamentos de proteção

O Comando Nacional se reuniu nesta terça-feira (02) com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) para tratar de medidas de combate à Covid-19. 
Durante a reunião, que ocorreu de modo remoto e contou com a participação de representantes dos bancários, sindicatos e federações, o Comando Nacional cobrou maior rigor na fiscalização do uso de equipamentos de proteção, na volta e ampliação do home office e na realização dos protocolos preventivos nas agências e locais de trabalho. A análise das visitas fora das agências também foi pontuada.

O objetivo é proteger a categoria diante do agravamento da Covid e evitar a ampliação da contaminação no ambiente bancário.

No início da pandemia, diversas providências foram colocadas em prática, como teletrabalho e medidas protetivas no local de trabalho. "É fundamental redobrarmos os cuidados no ambiente bancário em um momento como este. Avaliamos que a volta e a ampliação do teletrabalho, também é medida essencial para reduzir os riscos de contágio. Não tem sentido fazer com que funcionários voltem em uma fase de agravamento do número de casos", pontua Jeferson Boava, presidente da Federação dos Bancários dos Estados de SP/MS.

De acordo com os bancos, as medidas de controles e protocolos estão mais rígidas, como a exigência no uso de máscaras de clientes e funcionários, uso do álcool em gel e respeito à distância em filas e durante os atendimentos. Os bancos também informaram a manutenção dos atendimentos de telemedicina, inicialmente previsto para finalizar em dezembro de 2020.

Até o momento, de acordo com informações de órgãos da imprensa, o Brasil registra 9.229.322 casos de Covid-19 e 225 mil mortes.

A reunião definiu, também, que haverá discussão permanente sobre o tema entre o Comando Nacional e a Fenaban.
  

Notícias Relacionadas

Financiários conquistam proposta com reajustes econômicos e garantias de direitos

Feeb SP/MS indica aceitação da proposta; assembleias devem ser realizadas até segunda-feira (10) Depois de uma negociação que se estendeu por quase três meses, os financiários conquistaram a garantia de todos os direitos da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) por dois anos. Em negociação realizada na manhã desta quarta-feira (5), de forma híbrida, a Federação […]

Leia mais

Financiários se reúnem com a Fenacrefi nesta quarta-feira (5)

Este será o terceiro encontro de negociação desde a entrega da pauta de reivindicações, realizada em 1º de julho Representantes dos financiários se reúnem com a Federação Interestadual das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Fenacrefi), nesta quarta-feira (5), às 11h, para dar continuidade às negociações da Campanha Nacional 2022. Esta será a terceira rodada […]

Leia mais

Feeb SP/MS discute nova terceirização do Santander nesta terça-feira (4)

Nesta terça-feira (4), dirigentes sindicais da Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS) se reúnem para tratar sobre o tema “Terceirização do Santander”. A expectativa é a de que 1,7 mil empregados passem a atuar na empresa SX Tools, criada pelo próprio banco. O anúncio foi feito […]

Leia mais

Sindicatos filiados