Comando quer medidas para preservar saúde do bancário

21.08.2014

 O Comando Nacional dos Bancários cobrou nesta quarta-feira, 20, da Fenaban, durante o segundo dia da rodada de negociação sobre Saúde e Condições de Trabalho, medidas que evitem o adoecimento do trabalhador bancário. Outros temas debatidos foram: isonomia de direitos para os afastados, pausa para descanso, avaliação dos serviços médicos dos bancos, plano de saúde […]

 O Comando Nacional dos Bancários cobrou nesta quarta-feira, 20, da Fenaban, durante o segundo dia da rodada de negociação sobre Saúde e Condições de Trabalho, medidas que evitem o adoecimento do trabalhador bancário. Outros temas debatidos foram: isonomia de direitos para os afastados, pausa para descanso, avaliação dos serviços médicos dos bancos, plano de saúde para os aposentados e reabilitação profissional.

As metas abusivas e o assédio moral, que ontem (19) os bancos fingiram desconhecer que adoecem os bancários, voltam a ser debatidos depois do dia 25 (segunda-feira), quando a Fenaban irá apresentar os dados sobre os afastamentos de bancários, durante reunião do Grupo de Trabalho sobre Adoecimentos.

Isonomia – O Comando reivindicou o pagamento de vale-alimentação e participação nos lucros aos afastados.

Pausa – Revezamento entre os funcionários do autoatendimento, evitando assim o trabalho em pé durante seis horas, e respeito à pausa de 10 minutos a cada 50 trabalhados para todos os bancários, incluindo os caixas. A Fenaban, no entanto, não aceita a pausa de 10 minutos. Alega que o direito é restrito aos digitadores.

Plano de saúde – Criação de conselhos para democratizar o acompanhamento dos planos de saúde, além da manutenção do direito aos aposentados.

Reabilitação profissional – Participação e acompanhamento dos sindicatos no programa de reabilitação profissional dos afastados por adoecimento. Os bancos assumiram o compromisso de discutir o tema.

Cipa – Os debates sobre Cipa (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) e Sipat (Semana Interna de Prevenção de Acidentes) serão debatidos em mesa temática.

Para o secretário-geral da Federação dos Bancários de SP e MS e integrante do Comando Nacional dos Bancários, Jeferson Boava, a posição dos bancos na primeira rodada, que ocorreu ontem e hoje, permanece a mesma. “Os bancos continuam resistentes em solucionar os graves problemas de saúde e condições de trabalho. Vamos insistentemente propor medidas que preservem a saúde do bancário. Nesse embate, esse é o nosso papel, que requer respaldo e apoio da categoria”.

Calendário de negociações

Agosto
27 – 10h às 18h: Igualdade de Oportunidades e Segurança Bancária
28 – 8h30 às 13h: Igualdade de Oportunidades e Segurança Bancária

Setembro
3 – 13h às 18h: Emprego e Remuneração (PCS e piso)
4 – 10h às 18h: Emprego e Remuneração (PCS e piso)
10 – 13h às 18h: Remuneração (índice, PLR e auxílios)
11 – 10h às 18h: Remuneração (índice, PLR e auxílios)

Jairo Gimenez – Sindicato dos Bancários de Campinas 

Notícias Relacionadas

Conferência Interestadual aprova eixos para Conferência Nacional de 2024

Sindicatos dos Bancários debateram propostas e aprovaram pautas em defesa do trabalhador. Documento será apresentado em Conferência Nacional para discussão na Campanha Salarial de 2024 Delegações de 21 regionais dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul se reuniram nesta quinta e sexta-feira, 11 e 12 de abril, para debater propostas que serão […]

Leia mais

Abertura da Conferência Interestadual da Feeb SP/MS conta com delegações de 21 regionais

  Primeiro dia de evento amplia visão sobre o futuro do Sistema Financeiro, Cenário Econômico Nacional e Avanço Tecnológico  A Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS) abriu nesta quinta-feira (11) a Conferência Interestadual dos Bancários de 2024. O tema central do evento deste ano é “Categoria […]

Leia mais

Proposta da Caixa para PcD é frustrante

Contudo, houve definição sobre pagamento dos deltas da promoção por mérito A proposta da Caixa Econômica Federal sobre redução de jornada e priorização de empregadas e empregados PcD, ou que tenham filhos de até seis anos com deficiência, frustrou a representação dos trabalhadores. “Na proposta do banco, somente há possibilidade de redução da jornada com […]

Leia mais

Sindicatos filiados