Contraf-CUT discute condições de trabalho com Santander nesta quinta

05.12.2020

A Contraf-CUT, federações e sindicatos realizam nesta quinta-feira, dia 24, às 14h, uma reunião específica sobre condições de trabalho nas agências com o Santander. O objetivo é discutir os problemas dos funcionários, que não são poucos e têm que ser resolvidos. O encontro ocorre na Torre Santander, em São Paulo. As demandas sobre o tema […]

A Contraf-CUT, federações e sindicatos realizam nesta quinta-feira, dia 24, às 14h, uma reunião específica sobre condições de trabalho nas agências com o Santander. O objetivo é discutir os problemas dos funcionários, que não são poucos e têm que ser resolvidos. O encontro ocorre na Torre Santander, em São Paulo.

As demandas sobre o tema constam na pauta de reivindicações que foi apresentada ao Santander antes da última reunião do Comitê de Relações Trabalhistas, ocorrida no dia 3 de abril. Na oportunidade, foi definida a realização de uma reunião só para tratar dessas questões.

Os bancários cobram o fim da política de rotatividade, a contratação de funcionários e o fim das metas individuais, das metas para os funcionários da área operacional e das reuniões diárias para cobrança de metas.

"Queremos também a venda responsável de produtos financeiros e a remuneração do trabalho fora do expediente e do local de trabalho para abertura de conta universitária. Queremos ainda o fim dos desvios de função no banco, como por exemplo coordenadores fazendo trabalho de caixa", ressalta Maria Rosani, coordenadora da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Santander, que assessora a Contraf-CUT nas negociações com o banco. 

Reunião da COE do Santander

No mesmo dia, às 9h30, a Contraf-CUT promove uma reunião da COE do Santander, no auditório do Sindicato dos Bancários de São Paulo. O objetivo é discutir os temas e preparar os debates com o banco.

Também será discutido na reunião da COE o andamento dos grupos de trabalho do SantanderPrevi (para construir um processo eleitoral democrático) e do Call Center (para tratar das demandas específicas dos trabalhadores), bem como as discussões sobre ponto eletrônico e outros assuntos de interesse dos funcionários.

Fonte: Contraf-CUT
 

Notícias Relacionadas

Após repercussão das denúncias de assédio sexual, Pedro Guimarães pede demissão

Testemunhos das vítimas vieram a público na terça-feira (28) e assustam pela quantidade de casos e pelo grau de desrespeito e crueldade; Ministério Público investiga em sigilo O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, entregou seu pedido de demissão na tarde desta quarta-feira (29) ao presidente da república, Jair Bolsonaro. A decisão foi tomada […]

Leia mais

NOTA OFICIAL

NOTA OFICIAL Pelo imediato afastamento de Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, e o acolhimento e preservação das vítimas Nós, bancárias de todo o Brasil, manifestamos nossa indignação pelos atos de assédio sexual praticados por Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, que ganharam repercussão na noite de desta terça-feira, 28/06/2022, ao serem divulgados […]

Leia mais

Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul repudia ações de Pedro Guimarães, acusado de assédio sexual

Além de apuração das denúncias, representação dos empregados pede afastamento do presidente da Caixa Após se tornar pública a acusação de assédio sexual feita por diferentes empregadas da Caixa Econômica Federal ao presidente Pedro Duarte Guimarães, a Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul, se solidariza com as vítimas e manifesta […]

Leia mais

Sindicatos filiados