Davi Zaia realiza dia 10/09, reunião com representantes do BB para discutir extensão da rede a municípios que não possuem agências

09.09.2015

Levantamento preliminar realizado pela Federação dos Bancários de SP e MS, identificou 192 cidades paulistas que não contam com agências bancárias da instituição; 33 delas integram a base de sindicatos da FEEB-SP/MS O presidente da Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB-SP/MS), deputado Davi Zaia realiza no próximo dia 10/09 […]

Levantamento preliminar realizado pela Federação dos Bancários de SP e MS, identificou 192 cidades paulistas que não contam com agências bancárias da instituição; 33 delas integram a base de sindicatos da FEEB-SP/MS

O presidente da Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB-SP/MS), deputado Davi Zaia realiza no próximo dia 10/09 (quinta-feira), reunião com a diretoria do Banco do Brasil para discutir a abertura de novas agências nos municípios do estado que não possuem estabelecimentos bancários da instituição financeira. A reunião acontece das 10h às 12h, no auditório Teotônio Vilela, na ALESP – Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

 A iniciativa, proposta por Zaia, representa um esforço para minimizar o impacto do fechamento das agências no estado de São Paulo, que perderá 75 das 87 unidades que fecharão a partir de novembro deste ano (o restante pertence à Santa Catarina), conforme anunciado pelo banco, no último dia 30 de julho.

De acordo com o parlamentar, a medida possui dois aspectos principais: A geração de novos empregos e também a ampliação do atendimento das populações locais, possibilitando acesso a uma série de serviços, dentre eles, o crédito rural, tão importante para o desenvolvimento do pequeno agricultor.

“É claro que alguns desses municípios são muito pequenos; com dois, três, cinco mil habitantes. Mas, temos também vários municípios com mais de dez mil habitantes. Esses municípios são pequenos, têm pequena população urbana, mas, às vezes, possuem grande população em área rural. É preciso lembrar que o Banco do Brasil ao incorporar a Nossa Caixa passou a ser responsável pelo repasse de todos aqueles programas que atendem a área da agricultura, tanto do governo federal quanto do governo do Estado de São Paulo. Hoje, no Banco do Brasil, além dos servidores, são atendidos também aqueles que querem um financiamento do Feap (Fundo de Expansão do Agronegócio Paulista), e aqueles que precisam de financiamento do próprio Banco do Povo Paulista. Seja qual for o programa, a agência de prestação de serviços será o Banco do Brasil”, explica.

“haverá perda para os bancários, pois significará uma unidade a menos de serviço, uma estrutura a menos para os trabalhadores; um gerente a menos, um chefe a menos. Tudo isso nos preocupa”, argumentou o deputado durante discurso na ALESP no início do mês passado, ocasião na qual informou que encaminharia requerimento ao ministro Joaquim Levy (Fazenda), solicitando que, novas agências fossem abertas nestes municípios, em contrapartida à fusão que resultará na extinção de postos de trabalhos em diversas cidades paulistas.

Além dos representantes do BB, foram convidadas para compor a reunião, prefeitos e vereadores, representando as cidades que não dispõem de agências do banco, presidentes de associações comerciais e também representantes do movimento sindical bancário.
 

Notícias Relacionadas

Dirigentes da base da Feeb-SP/MS recebem segundo módulo do curso de formação da Contraf-CUT

Programa trata da estruturação histórica das organizações sindicais e da luta dos trabalhadores O Curso de Formação Sindical para Dirigentes, da Secretaria de Formação da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), estreia o seu segundo módulo nesta sexta-feira (17) e no sábado (18) para as bases da Federação dos Bancários de São Paulo […]

Leia mais

Bancários se preparam para Conferência Nacional da categoria

Consulta aos trabalhadores nas bases sindicais de todo o país e conferências estaduais e regionais servirão de subsídio para os debates nacionais que levarão à construção da pauta de reivindicações e da estratégia da Campanha Nacional 2024 Bancárias e bancários de todo o país se reúnem, em São Paulo, entre os dias 4 e 9 […]

Leia mais

Lucro da Caixa cresceu 49% no 1º trimestre de 2024

Com 1,56 milhão de novos clientes e 168 empregados a menos no quadro de pessoal, aumenta também a sobrecarga A Caixa Econômica Federal anunciou na noite de quarta-feira (15) um lucro líquido recorrente de R$ 2,88 bilhões no primeiro trimestre de 2024, alta de 49,1% em comparação ao mesmo período de 2023 e de 0,5% em relação […]

Leia mais

Sindicatos filiados