Decisão sobre passivo do Santander na Bandeprev deve sair em novembro

25.10.2012

A Câmara de Recursos da Previdência Complementar deve julgar até o final de novembro o auto de infração contra dirigentes da Bandeprev por descumprimento do artigo 20 de Lei Complementar 109, que trata da distribuição do superávit de planos de benefício.  O processo deveria ter sido julgado no último dia 17, em Brasília, mas o […]

A Câmara de Recursos da Previdência Complementar deve julgar até o final de novembro o auto de infração contra dirigentes da Bandeprev por descumprimento do artigo 20 de Lei Complementar 109, que trata da distribuição do superávit de planos de benefício. 

O processo deveria ter sido julgado no último dia 17, em Brasília, mas o representante das entidades fechadas de previdência complementar entrou com pedido de vista, adiando a decisão. No entanto, a relatora do processo, Rosimery Brandão Barbosa, já havia dado seu voto favorável ao auto de infração.

De acordo com o secretário de Administração do Sindicato dos Bancários de Pernambuco, Epaminondas Neto, que participou da audiência no dia 17, a decisão é de extrema importância para os participantes.

"Esse processo é baseado na denúncia do bancário aposentado Carlos Lindberg Lins. Em 2002, três anos após a privatização do Bandepe e a capitalização da Bendprev, o Real unificou o patrimônio dos três grupos do plano de previdência (G0, G1 e G2), sem levar em consideração os direitos adquiridos dos participantes do G2 e nem as exigências contidas do edital de privatização do Bandepe", explica Epaminondas.

Para o dirigente, a decisão da Câmara de Recursos da Previdência Complementar poderá repercutir em todos os grupos. "Essa é uma ação importante e o Sindicato está acompanhando de perto todo o seu andamento. Agora, teremos finalmente uma decisão e estaremos lá em Brasília para acompanhar", destaca.

Além de Epaminondas, participaram da audiência os aposentados Carlos Linberg Lins, autor da denúncia, e Paulo Sobral, ex-diretor do Sindicato.

Fonte: Contraf-CUT com Seec Pernambuco  

Notícias Relacionadas

Após repercussão das denúncias de assédio sexual, Pedro Guimarães pede demissão

Testemunhos das vítimas vieram a público na terça-feira (28) e assustam pela quantidade de casos e pelo grau de desrespeito e crueldade; Ministério Público investiga em sigilo O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, entregou seu pedido de demissão na tarde desta quarta-feira (29) ao presidente da república, Jair Bolsonaro. A decisão foi tomada […]

Leia mais

NOTA OFICIAL

NOTA OFICIAL Pelo imediato afastamento de Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, e o acolhimento e preservação das vítimas Nós, bancárias de todo o Brasil, manifestamos nossa indignação pelos atos de assédio sexual praticados por Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, que ganharam repercussão na noite de desta terça-feira, 28/06/2022, ao serem divulgados […]

Leia mais

Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul repudia ações de Pedro Guimarães, acusado de assédio sexual

Além de apuração das denúncias, representação dos empregados pede afastamento do presidente da Caixa Após se tornar pública a acusação de assédio sexual feita por diferentes empregadas da Caixa Econômica Federal ao presidente Pedro Duarte Guimarães, a Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul, se solidariza com as vítimas e manifesta […]

Leia mais

Sindicatos filiados