Dia de Luta em Campo Grande: Bancários alertam os clientes sobre possível greve

09.10.2020

Os bancários podem deflagrar greve. Esta é uma das informações divulgadas pelo Sindicato dos Bancários de Campo Grande – MS e Região à população sul-mato-grossense no Dia Nacional de Luta, que acontece hoje. Os dirigentes percorrem as ruas e agências da capital carregando uma faixa com a frase: “Ganância dos Bancos pode levar à greve”. Além […]

Os bancários podem deflagrar greve. Esta é uma das informações divulgadas pelo Sindicato dos Bancários de Campo Grande – MS e Região à população sul-mato-grossense no Dia Nacional de Luta, que acontece hoje. Os dirigentes percorrem as ruas e agências da capital carregando uma faixa com a frase: “Ganância dos Bancos pode levar à greve”. Além disso, uma mensagem anunciada em carro de som explica à sociedade os motivos que empurram os bancários à possível greve.
 
Durante toda a Campanha Nacional, que teve início em agosto, os bancários realizaram mobilizações para pressionar os banqueiros a atenderem às reivindicações.Hoje, o Dia de Luta é marcado por muita expectativa. Afinal, após quatro rodadas de negociações entre o Comando Nacional dos Bancários e a Fenaban (Federação Nacional dos Banqueiros) os bancos finalmente apresentarão uma proposta à categoria, amanhã, durante a mesa de negociação, em São Paulo.
 
A secretária de relações sindicais, Ana Lúcia Barbosa, diz que o momento é de apreensão. “Durante um mês de negociação os bancos demonstraram intransigência e o descaso com os trabalhadores. Rejeitaram a discussão de importantes reivindicações. Por isso, aguardamos a proposta para analisarmos se condiz com aquilo que realmente necessitamos e reivindicamos na nossa minuta”, ressalta Ana.
 
A diretora Leila Cristina Oliveira enfatiza que no primeiro semestre de 2010 os bancos tiveram lucros altíssimos, mas não investem em melhorias para os clientes e bancários. “Os cinco maiores bancos (BB, Itaú, Bradesco, Caixa e Santander) lucraram, juntos, mais de 21 bilhões de reais. No entanto ao entram em uma agência nos deparamos com filas intermináveis, sobrecarga de trabalho devido às metas abusivas estipuladas ao trabalhador bancário, sem contar a terceirização dos serviços em lotéricas e bancas de revistas que deixam os clientes expostos ao perigo pela falta de segurança, além disso, são inúmeras as deficiências no ambiente de trabalho. Não é a toa que a categoria está no ranking, em terceiro lugar do Brasil, em maior nível de estresse”, analisa Leila.
 
O presidente do Sindicato Clementino Pereira avalia que os banqueiros têm condições de atender as reivindicações. “Estudos do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômico), revelaram que este seria um ano favorável para a Campanha Nacional dos bancários porque atualmente o Brasil tem a maior taxa de crescimento dos últimos 14 anos, cerca de 7% em 2010. Apesar de todas essas comprovações os banqueiros insistem em fechar a mão na hora de dividir, revelando toda a ganância. Por isso, nós, bancários seremos firmes e buscaremos melhorias para a categoria e cliente, estamos dispostos a deflagrar greve se a proposta apresentada pelos banqueiros não atenderem nossas principais reivindicações”, explica o presidente.

Reivindicações


A categoria reivindica reajuste de 11% (inflação do período mais aumento real), mais contratações, menos filas, menos juros e tarifas, valorização dos pisos, elevação dos auxílios (refeição, alimentação e creche/babá), auxílio-educação e previdência complementar para todos os bancários, dentre outros.
 
Fonte: Adriana Miceli – SEEB CG/MS

Notícias Relacionadas

Bancários criam Comitê de Luta durante Congresso Nacional

Comitê nacional lutará para defender o BB como instituição pública e em apoio a projeto de Governo que fortaleça o banco e sua função social, de indutor do crescimento econômico com geração de emprego e renda O papel do Banco do Brasil na reconstrução do país foi um dos temas em destaque no 33° Congresso […]

Leia mais

Coe Itaú entrega pauta de reivindicação específica ao Banco

O documento é resultado do Encontro Nacional dos Bancários do Itaú Os representantes da Comissão de Organização dos Empregados (COE) Itaú entregaram nesta quinta-feira (23), a pauta de reivindicação específica do banco. O documento é resultado do Encontro Nacional dos Bancários do Itaú. “Reafirmamos o nosso compromisso com o banco de negociação permanente, através da […]

Leia mais

Campanha Nacional: Bancários definem temas das próximas negociações com os bancos

Demissão em massa pelo Mercantil do Brasil no Rio de Janeiro; abono do banco de horas negativas e retirada de pauta do PL 1043/2019, também foram pautas do primeiro dia de negociação O Comando Nacional dos Bancários definiu nesta quarta-feira (22), os temas das reuniões de negociações com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). Os […]

Leia mais

Sindicatos filiados