Dia do Trabalhador: Federação participa de seminário da UGT, com foco em saídas para a crise

26.04.2016

Nesta segunda-feira (25) e terça-feira (26), a Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB-SP/MS) participou do Seminário: “Trabalhadores e Trabalhadoras em Tempos de Crise: Construindo Alternativas”, em São Paulo, promovido pela UGT, em parceria com o Centro de Estudos Sindicais e Economia do Trabalho – CESIT, da Unicamp. Organizado pelo […]

Nesta segunda-feira (25) e terça-feira (26), a Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB-SP/MS) participou do Seminário: “Trabalhadores e Trabalhadoras em Tempos de Crise: Construindo Alternativas”, em São Paulo, promovido pela UGT, em parceria com o Centro de Estudos Sindicais e Economia do Trabalho – CESIT, da Unicamp.

Organizado pelo terceiro ano consecutivo, em função do Dia do Trabalhador, comemorado em 1º de maio, o foco do evento é refletir sobre os desafios que se impõem ao trabalhador na conjuntura política, econômica e social. A edição deste ano especificamente buscou discutir saídas para a crise, como medidas para a retomada do crescimento e de proteção ao emprego.

Dentre as providências defendidas pela central sindical, estão: Assembleia Nacional Constituinte exclusiva para a reforma política e partidária, redução imediata da taxa de juros, apoio a medidas legislativas de fortalecimento dos órgãos de Estado de combate à corrupção, reestruturação autorregulada do movimento sindical, entre outras.

Para o secretário geral da FEEB-SP/MS, Reginaldo Breda, dos caminhos discutidos durante o evento, dois são de extrema urgência: retomada da autonomia pelo movimento sindical e a reforma da previdência. A primeira tem a ver com a sustentabilidade e correção de rumos do movimento sindical e a segunda, com a sustentabilidade das contas do sistema previdenciário brasileiro.

“O movimento sindical precisa retomar imediatamente sua autonomia na defesa dos direitos do trabalhador, pois nos últimos 13 anos deixou de fazer oposição ao governo e esse cenário nada animador também é sua responsabilidade”, defende. A reforma da previdência também é uma questão mais do que urgente, pois o modelo vigente é insustentável”, avaliou.

Entre as personalidades convidadas, participaram do evento a senadora, Marta Suplicy e o governador, Geraldo Alckmin.

A Federação participou do encontro com 60 delegados, representantes dos SEEBs Araçatuba, Franca, Guaratinguetá, Presidente Venceslau, Ribeirão Preto, Rio Claro, São José dos Campos, São José do Rio Preto, Sorocaba e Votuporanga.

 

Notícias Relacionadas

CEBB negocia com o banco cláusulas econômicas e representação sindical

Ao término da negociação, bancários leram manifesto pela democracia Bancários do Banco do Brasil se reuniram nesta sexta-feira (12) com o banco para mais uma negociação da Campanha Nacional dos Bancários 2022, que tem por objetivo a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) específico dos trabalhadores do Banco do Brasil e do aditivo à […]

Leia mais

Federação dos Bancários orienta Sindicatos para realização de lives na próxima semana

Objetivo é promover o dialogo com a categoria e fortalecer pautas de luta na Campanha Nacional Conforme orientação do Comando Nacional, todo o movimento sindical deve dialogar com a categoria na próxima semana. A Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul, reforça o pedido para os seus 23 sindicatos filiados, para […]

Leia mais

Negociações entre COE Santander e banco avançam

Esforço dos sindicatos foi fundamental para o avanço de pautas especificas para mulheres Nesta sexta-feira (12), representantes da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Santander se reuniu com o banco para dar continuidade às negociações da Campanha Nacional dos Bancários 2022, que tem por objetivo a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) específico […]

Leia mais

Sindicatos filiados