Dia do Trabalho e a luta dos trabalhadores

29.04.2022

No dia 1º de maio é celebrado mais um Dia do Trabalhador. A data é lembrada anualmente e considerada feriado nacional em diversos lugares do mundo. No Brasil, ainda por volta de 1890, já era possível ver as primeiras mobilizações em homenagens ao 1º de maio por parte de grupos de trabalhadores. Porém, só em […]

No dia 1º de maio é celebrado mais um Dia do Trabalhador. A data é lembrada anualmente e considerada feriado nacional em diversos lugares do mundo.

No Brasil, ainda por volta de 1890, já era possível ver as primeiras mobilizações em homenagens ao 1º de maio por parte de grupos de trabalhadores. Porém, só em 1924, durante o governo do presidente Artur Bernardes, a data foi oficializada, devido às movimentações que grupos organizados de trabalhadores passaram a exercer, ainda na década de 1910, em cidades como São Paulo e Rio de Janeiro.

Como tudo começou

Em 1886, trabalhadores de Chicago, nos Estados Unidos, realizaram uma manifestação nas ruas da cidade para reivindicar a redução da carga horária de trabalho, de 13h para 8h diárias. No mesmo dia, trabalhadores americanos fizeram uma greve geral no país. Os protestos ficaram conhecidos como a Revolta de Haymarket. Nos dias três e quatro de maio, manifestantes e policiais entraram em conflitos, o que resultou na morte de alguns envolvidos e em dezenas de pessoas feridas. No dia 20 de junho de 1889, em Paris, a central sindical chamada Segunda Internacional, uma organização mundial dos partidos políticos social-democratas, socialistas, liberais e trabalhistas, decidiu convocar o mesmo dia das manifestações como o data máxima dos trabalhadores organizados para lutar pelas 8h diárias de trabalho. Após resistências às manifestações operárias, o senado francês ratificou a jornada de 8h e proclamou em 1919, o dia 1° de maio como feriado nacional. Na Rússia a data foi oficializada em 1920.

O objetivo do feriado é celebrar as conquistas dos trabalhadores ao longo da história.

O Dia do Trabalho e o sindicalismo

O Dia do Trabalho tornou-se icônico internacionalmente em virtude das greves gerais nos Estados Unidos, no século XIX.

No Brasil, a chegada dos imigrantes europeus trouxe ideias de lutas pelos direitos dos trabalhadores. Confira algumas datas que marcaram a luta sindical.

1892 – No ano de 1892, em Porto Alegre, ocorreu a primeira comemoração do dia 1° de maio em praça pública.

1917 – A greve geral foi a principal manifestação do país. Realizada em 1917 em São Paulo, foi a primeira greve geral da indústria e do comércio da história do Brasil e durou 30 dias.

1923 – Em 1923 em Assembleia da qual participaram 84 bancários, a associação dos funcionários de bancos de São Paulo teve seu estatuto aprovado.

1924 – Oficializada a data 1° de maio no Brasil.

1931 – Em 1931 ocorreu a regulamentação dos Sindicatos.

1932 – A primeira greve dos bancários aconteceu em 1932.

1933 – Em 1933 foi conquistada a redução de jornada para 6 horas.

1951 – Em 1951 ocorreu a paralisação de 69 dias, que resultou em um reajuste de 31%, bem acima dos 20% oferecidos.

1952 – Em 1952 ocorreu o 1° Congresso Paulista dos Bancários.

1956 – A Federação Dos Bancários Dos Estados De São Paulo e Mato Grosso Do Sul foi fundada em 19 de outubro de 1956 e reconhecida em 20 de dezembro de 1957.

A Feeb SP/MS, parabeniza todos os trabalhadores, em especial os que fazem parte dos seus 23 sindicatos filiados: Corumbá, Naviraí, Ponta Porã, Três Lagoas, Andradina, Araçatuba, Campinas, Franca, Guaratinguetá , Jaú, Lins, Marília, Piracicaba, Presidente Venceslau, Ribeirão Preto, Rio Claro, Santos, São Carlos, São José Do Rio Preto, São José Dos Campos, Sorocaba, Tupã e Votuporanga.

Principais conquistas ao longo do século

Durante os quase 100 anos de luta dos bancários foram obtidas importantes conquistas para a categoria, entre elas, a participação nos lucros e resultados (1995), o vale alimentação (1994), o auxílio creche (1981), a ampliação da licença maternidade (2009) e recentemente, o canal de denúncias às vítimas de violência doméstica (2020).

Acompanhe outras conquistas adquiridas ao longo da história na linha do tempo do site da Feeb SP/MS.

Fontes:

Guia do Estudante

Brasil Escola

 

Notícias Relacionadas

Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul entrega minuta de reivindicações à Fenaban

A Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS) entregou nesta terça-feira (18) à Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) a minuta de reivindicações que servirá de base para a Campanha Nacional de 2024, que visa a renovação da Convenção Coletiva de Trabalho. A entrega aconteceu em São Paulo, […]

Leia mais

Comando Nacional dos Bancários entregará minuta de reivindicações à Fenaban no dia 18

No mesmo dia, trabalhadores do BB e da Caixa farão a entrega das minutas específicas de cada banco O Comando Nacional dos Bancários entregará à Federação Nacional do Bancos (Fenaban), na próxima terça-feira (18), a minuta de reivindicações que servirá de base à Campanha Nacional de 2024, para a renovação da Convenção Coletiva de Trabalho […]

Leia mais

Bancários aprovam minuta de reivindicações da Campanha Nacional 2024

Documento, que servirá de base à renovação da Convenção Coletiva de Trabalho da categoria, será entregue à Fenaban no próximo dia 18 Bancárias e bancários, de todo o Brasil, aprovaram, em assembleias realizadas nesta quinta-feira (13), a minuta de reivindicações que servirá de base à Campanha Nacional de 2024, para a renovação da Convenção Coletiva […]

Leia mais

Sindicatos filiados