Dirigentes sindicais cobram medidas contra o fechamentos de agências e demissões do Itaú

15.06.2023

Horário de abertura das agências, avaliação de desempenho e programas próprios de remuneração também foram debatidos A Comissão de Organização dos Funcionários (COE) do Banco Itaú-Unibanco se reuniu na tarde desta quarta-feira (14), em uma reunião híbrida, com a direção do banco para cobrar o fim dos fechamentos de agências e das demissões. Também foram […]

Horário de abertura das agências, avaliação de desempenho e programas próprios de remuneração também foram debatidos

A Comissão de Organização dos Funcionários (COE) do Banco Itaú-Unibanco se reuniu na tarde desta quarta-feira (14), em uma reunião híbrida, com a direção do banco para cobrar o fim dos fechamentos de agências e das demissões. Também foram debatidos o horário de abertura das agências, a avaliação de desempenho e os programas próprios de remuneração.

O fechamento de agências e as consequentes demissões tem sido as principais preocupações do movimento sindical. Durante a reunião, a COE enfatizou a importância de preservar postos de trabalho e garantir a estabilidade dos profissionais.

“Temos mostrado ao banco a gravidade do problema e suas consequências e cobrado mais responsabilidade social do Itaú. Entre os impactos estão instabilidade financeira e emocional. Além da vida pessoal do trabalhador, o fechamento das agências físicas afeta o bem-estar de todos, trabalhadores e clientes. disse Walmir Santos, representante da Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul, na COE Itaú.

Durante a reunião, foram debatidas propostas para reverter a situação e buscar alternativas que evitem demissões em massa, horários de funcionamento e bem-estar dos funcionários.

Também foi tratado sobre a avaliação de desempenho. A COE afirmou a importância de um processo de avaliação transparente e justo, que leve em consideração os esforços individuais dos funcionários, além das condições e metas incentivadas pela empresa. Os programas próprios de remuneração também foram discutidos.

A COE buscou abordar a eficácia e os desempenhos desses programas, levando em consideração a justa remuneração dos funcionários e a motivação para o alcance de metas individuais e coletivas.

Contraf Cut, com edição Feeb SP/MS

Notícias Relacionadas

Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul entrega minuta de reivindicações à Fenaban

A Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS) entregou nesta terça-feira (18) à Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) a minuta de reivindicações que servirá de base para a Campanha Nacional de 2024, que visa a renovação da Convenção Coletiva de Trabalho. A entrega aconteceu em São Paulo, […]

Leia mais

Comando Nacional dos Bancários entregará minuta de reivindicações à Fenaban no dia 18

No mesmo dia, trabalhadores do BB e da Caixa farão a entrega das minutas específicas de cada banco O Comando Nacional dos Bancários entregará à Federação Nacional do Bancos (Fenaban), na próxima terça-feira (18), a minuta de reivindicações que servirá de base à Campanha Nacional de 2024, para a renovação da Convenção Coletiva de Trabalho […]

Leia mais

Bancários aprovam minuta de reivindicações da Campanha Nacional 2024

Documento, que servirá de base à renovação da Convenção Coletiva de Trabalho da categoria, será entregue à Fenaban no próximo dia 18 Bancárias e bancários, de todo o Brasil, aprovaram, em assembleias realizadas nesta quinta-feira (13), a minuta de reivindicações que servirá de base à Campanha Nacional de 2024, para a renovação da Convenção Coletiva […]

Leia mais

Sindicatos filiados