Em assembleias, sindicatos da base da Feeb-SP/MS aprovam fim da greve

27.09.2012

Em assembleias realizadas na noite desta quarta-feira, 26, e manhã desta quinta, 27, os sindicatos da base da Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul aprovaram a proposta da Fenaban e decretaram fim da greve, que já durava a 9 dias. Também foram aprovados os acordos específicos com o Banco do […]

Em assembleias realizadas na noite desta quarta-feira, 26, e manhã desta quinta, 27, os sindicatos da base da Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul aprovaram a proposta da Fenaban e decretaram fim da greve, que já durava a 9 dias. Também foram aprovados os acordos específicos com o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal.

A nova proposta da Fenaban elevou para 7,5% o índice de reajuste dos trabalhadores (o que representa aumento real de 2%); para 8,5% o aumento do piso salarial e dos auxílios-refeição e alimentação; e para 10% a parcela fixa da Participação nos Lucros e Resultados (PLR), assim como dos tetos da regra básica e do adicional.

O representante da Feeb-SP/MS na mesa de negociações, Aparecido Roveroni, destaca que essa é uma conquista dos trabalhadores, que aderiram à greve e pressionaram os bancos por um acordo melhor. “Desde que tiveram início as paralisações no dia 18, dia a dia, a quantidade de agências fechadas e de bancários participantes da mobilização aumentavam. Isso demonstra a força da categoria e o empenho em lutar para que os bancos atendessem às suas reivindicações”, afirmou.

Secretário-geral da Feeb e membro do Comando, Jeferson Boava destaca que “os acordos aprovados refletem o poder de pressão da categoria”.

Como ficam as cláusulas econômicas da Convenção Coletiva dos Bancários:

Reajuste – 7,5% (aumento real de 2,02% pelo INPC).

Piso – R$ 1.519 (reajuste de 8,5%, o que significa 2,95% de ganho real).

Caixa – R$ 2.056,89 (8,5% de reajuste).

Auxílio-refeição – R$ 472,15 (R$ 21,46 por dia), o que representa reajuste de 10%.

Cesta-alimentação e 13ª cesta-alimentação – R$ 367,90 (reajuste de 10%).

PLR – Regra básica: 90% do salário mais R$ 1.540 fixos (reajuste de 10%), com teto de R$ 8.414,34 (reajuste de 10%). Caso a distribuição do lucro líquido não atinja 5% com o pagamento da regra básica, os valores serão aumentados para 2,2 salários, com teto de R$ 18.511,54 (10% de reajuste).

PLR adicional – 2% do lucro líquido distribuídos linearmente, com teto de R$ 3.080 (reajuste de 10%).

Antecipação da PLR – 54% do salário mais valor fixo de R$ 924,00, com teto de R$ 5.166,01 e parcela adicional de 2% do lucro líquido do primeiro semestre distribuído linearmente, com teto de R$ 1.540,00.

A primeira parcela da PLR será paga até dez dias após a assinatura da Convenção Coletiva e a segunda até 1º de março de 2013.

Veja também:
Proposta do BB
Proposta da CEF

*texto atualizado às 14h do dia 27

 

Notícias Relacionadas

Bancários querem mais contratações, fim das demissões e da precarização

Comando Nacional propõe maior equilíbrio entre dias trabalhados, com momentos de descanso e lazer, com redução da jornada para quatro dias; proposta pode aumentar produtividade e satisfação com o emprego O Comando Nacional dos Bancários se reuniu na manhã desta segunda-feira (27) com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) na segunda reunião de negociação da […]

Leia mais

Bancários negociam com Federação Nacional dos Bancos nesta segunda-feira (27)

Temas Emprego e Terceirização são os primeiros temas a serem discutidos A Campanha Nacional do Bancário, iniciada na última semana, segue hoje (27) com mais uma negociação. Federações, associações e representação sindical negociam com a Federação Nacional dos Bancos as pautas “Emprego e Terceirização”. Os temas foram definidos pelo Comando Nacional dos Bancários na última […]

Leia mais

Bancários criam Comitê de Luta durante Congresso Nacional

Comitê nacional lutará para defender o BB como instituição pública e em apoio a projeto de Governo que fortaleça o banco e sua função social, de indutor do crescimento econômico com geração de emprego e renda O papel do Banco do Brasil na reconstrução do país foi um dos temas em destaque no 33° Congresso […]

Leia mais

Sindicatos filiados