Empregados da Caixa têm até quinta para aderir ao vale-cultura

15.01.2014

A Caixa Econômica Federal divulgou orientações aos empregados sobre a adesão ao vale-cultura, conquistado na Campanha Nacional dos Bancários de 2013 e que entrou em vigor no dia 1º de janeiro. O valor mensal é de R$ 50,00 para quem tem Remuneração Base (RB) até cinco salários mínimos mensais (R$ 3.620) e será repassado através […]

A Caixa Econômica Federal divulgou orientações aos empregados sobre a adesão ao vale-cultura, conquistado na Campanha Nacional dos Bancários de 2013 e que entrou em vigor no dia 1º de janeiro. O valor mensal é de R$ 50,00 para quem tem Remuneração Base (RB) até cinco salários mínimos mensais (R$ 3.620) e será repassado através de cartão magnético.

O empregado deve fazer a opção, através do autoatendimento do SISRH (opção 4.1), item SOLICITA/CANCELA VALE-CULTURA. Para recebimento ainda neste mês, a opção deve ser efetivada até quinta-feira, dia 16.

"O vale-cultura foi uma importante conquista da Campanha de 2013, incentivando o acesso à cultura e favorecendo dezenas de milhares de trabalhadores de bancos públicos e privados em todo país", afirma Jair Ferreira, coordenador da Comissão Executiva dos Empregados (CEE/Caixa), que assessora a Contraf-CUT nas negociações com o banco.

O vale-cultura prevê participação do empregado no custeio, mediante o desconto em folha de pagamento, da seguinte forma:

– 6% do valor (R$ 3,00) para os empregados com RB de 2 até 3 salários mínimos;
– 8% do valor (R$ 4,00) para os empregados com RB de 3 até 4 salários mínimos;
– 10% do valor (R$ 5,00) para empregados com RB de 4 até 5 salários mínimos.

Mais informações serão encaminhadas posteriormente pela Caixa sobre entrega dos cartões, crédito dos valores e rede credenciada. Eventuais dúvidas em relação ao assunto podem ser formuladas por meio da Intranet, via ferramenta SIATE: http://siate.ciaxa

O vale-cultura é um projeto do governo da presidenta Dilma Rousseff, regulamentado pela Lei 12.761/2012. As instituições financeiras poderão deduzir 1% no imposto de renda.

A conquista do vale-cultura pelos bancários irá gerar incremento mensal de R$ 9,4 milhões na economia brasileira, totalizando R$ 113 milhões ao ano, segundo projeção do Dieese.

Fonte: Contraf
  

Notícias Relacionadas

Eleições Economus – Ainda dá tempo de votar!

Passamos da metade do período do pleito, que vai eleger dois membros ao conselho deliberativo e um membro ao conselho fiscal do Economus. Até esta sexta-feira (19), 28% dos eleitores haviam exercido o direito ao voto. A Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB SP/MS) e seus sindicatos […]

Leia mais

Banco do Brasil aprova atualização da Tabela PIP para beneficiar trabalhadores do Previ Futuro

Mudança na Pontuação Individual do Participante permite aumento na contribuição adicional e soma mais recursos para a aposentadoria, atendendo a antiga reivindicação dos funcionários O Banco do Brasil aprovou as mudanças na Tabela PIP (Pontuação Individual do Participante), uma reivindicação antiga dos trabalhadores, que permitirá aumentar a contribuição adicional para a aposentadoria. O anúncio foi […]

Leia mais

Eleições da Funcef: votação segue até sexta-feira (19)

Participantes da ativa e assistidos dos planos de previdência podem votar até sexta-feira (19), mas a orientação é não deixar para a última hora Teve início nesta terça-feira (16), a votação para as Eleições Funcef. Participantes dos planos de previdência da Funcef podem votar para definir quem vai ocupar a diretoria de Administração e Controladoria, […]

Leia mais

Sindicatos filiados