Entidades sindicais alertam sobre plano de aposentadoria lançado pelo BB

18.06.2015

Não aceite pressão Os sindicatos, federações e a Contraf-CUT manifestaram preocupação com o processo de adesão ao Plano de Aposentadoria Incentivada (PAI), lançada pelo Banco do Brasil nesta quarta-feira (17). De acordo com o Banco, podem aderir ao PAI os funcionários que, em 19 de maio deste ano, tinham mais de 50 anos de idade […]

Não aceite pressão

Os sindicatos, federações e a Contraf-CUT manifestaram preocupação com o processo de adesão ao Plano de Aposentadoria Incentivada (PAI), lançada pelo Banco do Brasil nesta quarta-feira (17). De acordo com o Banco, podem aderir ao PAI os funcionários que, em 19 de maio deste ano, tinham mais de 50 anos de idade e 15 anos de trabalho na instituição. Para os funcionários oriundos de Bancos incorporados será contado inclusive o tempo no Banco de origem. Durante reunião de apresentação do PAI, também realizada na quarta-feira (17), em Brasília, o BB informou às entidades sindicais que o plano será de livre escolha e não haverá nenhum tipo de pressão. A adesão poderá ser feita no período de 22 de junho a 10 de julho.

Para o presidente do Sindicato dos Bancários de Campinas e Região e secretário-geral da Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB-SP/MS), Jeferson Boava, os funcionários que integram o chamado público-alvo devem analisar, com calma e tranquilidade, o Plano de Aposentadoria Incentivada, mensurar os impactos sobre os planos de saúde (Cassi) e previdência (Previ) e Economus (no caso dos oriundos da Nossa Caixa), evitando assim prejuízos irreparáveis. “Os funcionários devem fazer as simulações necessárias, devem decidir com consciência. Caso tenham dúvidas, devem procurar o Sindicato”. Jeferson Boava destaca que o Banco do Brasil nega qualquer tipo de pressão, mas ao definir um teto para adesão (7.100 funcionários) cria um mecanismo de indução pela escolha rápida, imediata, sem muita reflexão. “Além disso, uma grande adesão ao PAI leva a piora das condições de trabalho, diante da atual falta de funcionários”, ressalta o presidente do Sindicato.

Premissas do PAI

O Banco do Brasil concederá cinco salários de bonificação e mais um prêmio de pecúnia de 2,04 a 2,27 salários, totalizando no máximo 7,27 salários para funcionários com 35 anos de Banco. No caso de tempo inferior, será feita a proporcionalidade.
O BB informou também que haverá um limite de 7.100 pessoas para adesão e o critério será a ordem de inscrição. O prazo para registro de adesão será de 22 de junho a 10 de julho deste ano. O prazo para desligamento de 13 de julho a 14 de agosto deste ano. A rede de agências terá prioridade na reposição das vagas.
Todos os funcionários que integram o chamado público-alvo podem aderir ao plano, menos aqueles com situação de contrato suspenso, como licença-interesse ou licença-saúde, devido à necessidade de exame de aptidão para desligamento.
Os representantes dos funcionários solicitaram ao Banco do Brasil a criação de canais de informação específica para quem está de licença prêmio ou em VCP (vantagem de caráter pessoal) por retorno de licença saúde, além de outros casos. O funcionário que estiver em férias pode entrar em contato com a Gepes que fará a inclusão no sistema.

Fonte: Sindicato dos Bancários de Campinas e Região com Contraf-CUT
 

Notícias Relacionadas

Proposta sobre Teletrabalho vai avançar

Reivindicações da categoria avançam nas negociações sobre trabalho remoto, mas Comando dos Bancários cobra agilidade na resposta sobre a proposta global A proposta da categoria bancária para o trabalho remoto avançou nas negociações realizadas na tarde desta quinta-feira (11) com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). “Tivemos evolução no Teletrabalho que se torna cláusula da […]

Leia mais

Caixa se nega a criar GT para discutir contencioso da Funcef

Banco avalia que o tema já é tratado pela própria fundação de previdência dos trabalhadores Em reunião de negociações da Campanha Nacional dos Bancários 2022, realizada nesta quarta-feira (10), com a Comissão Executiva dos Empregados (CEE), a Caixa Econômica Federação se negou a atender a reivindicação para que seja criado um grupo de trabalho (GT) […]

Leia mais

Atos pela democracia ocorrem em todo o País e reafirmam o compromisso contra o autoritarismo

Data de 11 de agosto marca a leitura de um manifesto contra ditadura militar em 1977 Brasileiros de inúmeras regiões do País realizaram nesta quinta-feira (11), atos em defesa do estado democrático de direito. Milhares de entidades representativas foram às ruas manifestar a defesa pela garantia da democracia e do sistema eleitoral eletrônico. A data […]

Leia mais

Sindicatos filiados