Federação abre Conferência Interestadual em Suarão

20.06.2013

Abertura da Conferência Interestadual – Da esq. para a dir. –  Dejair, presidente da Usceesp; Cido Roveroni; do Comando Nacional; o vereador Hilário Juliano; Paiva, vice-presidente da Feeb-SP/MS, Jeferson Boava, do Camando e Rumiko Tanaka, representante da Contec.  A Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb-SP/MS) abriu na manhã desta quinta-feira, dia […]


Abertura da Conferência Interestadual – Da esq. para a dir. –  Dejair, presidente da Usceesp; Cido Roveroni; do Comando Nacional; o vereador Hilário Juliano;
Paiva, vice-presidente da Feeb-SP/MS, Jeferson Boava, do Camando e Rumiko Tanaka, representante da Contec. 


A Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb-SP/MS) abriu na manhã desta quinta-feira, dia 20, na colônia da Usceesp, em Itanhaém, litoral sul de São Paulo, a Conferência Interestadual dos Bancários.

A Interestadual irá definir as propostas dos 23 sindicatos filiados, apresentadas em quatro Erbans (Encontro Regional de Bancários) realizados em maio e junho nas cidades de Marília, Piracicaba, Naviraí e Guaratinguetá, para a 15ª Conferência Nacional da categoria, a ser realizada entre os dias 19 e 21 de julho na capital paulista. Participam da Conferêncial 210 delegados.

O vice-presidente da Feeb-SP/MS, José Antônio Paiva, que presidiu a mesa de abertura, destacou que a categoria não pode ignorar as manifestações que vem ocorrendo em todo o país e que os bancários precisam pensar sobre novas formas de mobilização. “Temos uma categoria rejuvenescida e é preciso decidir que modelo de ação sindical será adotado nesta Campanha, para que ela seja vitoriosa”, afirmou.
Aparecido Roveroni, diretor da Federação e membro do Comando Nacional dos Bancários, também enfatizou que é importante refletir sobre essas manifestações. “A população está indo para as ruas para exigir mudanças e isso é muito bom. Precisamos refletir. Pensar sobre como eles estão se organizando e o que isso pode agregar à categoria, para que consigamos envolver todos os bancários na campanha”.

Após a abertura, Vivian Machado, do Dieese, apresentou uma análise de conjuntura, em que aborda a situação dos cinco maiores bancos do país. Falou ainda sobre questões como a terceirização, reforçando que a categoria precisa se mobilizar para evitar a aprovação no Congresso do Projeto de Lei 4330 do deputado Sandro Mabel, que precariza as relações trabalhistas no país. Outro tema enfatizado pela palestrante diz respeito à telefonia móvel e os impactos do “Banco do Futuro”, que já é presente, para os bancários. Em seguida, a Dra. Maria Alejandra Madi explanou sobre a crise financeira global e as incertezas do mercado financeiro internacional, entre outras coisas.

À tarde, houve um painel para falar sobre igualdade de oportunidades, seguido pela apresentação dos resultados da consulta aplicada pelos sindicatos para identificar quais são as prioridades dos trabalhadores para a Campanha Nacional.

Por fim, os delegados se dividiram em cinco grupos – Remuneração; Emprego; Saúde e Condições de Trabalho; Segurança e Sistema Financeiro Nacional. Os grupos de trabalho sistematizaram as propostas dos Erbans, que serão deliberadas na plenária final desta sexta-feira.

Fonte: Feeb-SP/MS

 

Notícias Relacionadas

Itaú: Feeb SP/MS participa de manifestações contra o Assédio, Adoecimento e Demissões

Nesta quinta-feira (07), agências do Itaú em todo o país foram palco de manifestações realizadas por sindicatos dos bancários. O Objetivo foi levar ao conhecimento público as demissões em massa, fechamento de agências e cobranças abusivas de metas realizadas pelo Itaú. Reginaldo Breda, secretário geral da Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e […]

Leia mais

Aprovado Aditivo ao Acordo Coletivo de Trabalho do Saúde Caixa com Maioria dos Votos dos Sindicatos

Empregados ativos, aposentados e pensionistas titulares do Saúde Caixa tiveram uma decisão importante na última terça-feira (5), em assembleias organizadas por sindicatos bancários de todo o Brasil. O aditivo ao Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) do plano de saúde foi aprovado por 73,6% dos sindicatos que participaram. No cômputo geral, 51,6% dos votantes se posicionaram […]

Leia mais

BB: Justiça confirma liminar que impede extinção e mantém pagamento da função de caixa

Vitória do movimento sindical: Justiça avalia como ilegal alteração na forma de remuneração dos caixas A juíza Audrey Choucair Vaz, da 16ª Vara do Trabalho de Brasília, confirmou a liminar que impede o Banco do Brasil de extinguir a função de caixa. A decisão mantém o pagamento de gratificação e sua incorporação aos salários para […]

Leia mais

Sindicatos filiados