Federação dos Bancários aponta falha nas condições de trabalho do Santander

24.03.2022

Medidas tomadas sem negociação tem prejudicado o bancário Medidas adotadas pelo Banco Santander como a contratação de terceiros para executar serviços bancários e reduzir custos, ampliação de horários de atendimentos, implantação de altas metas, entre outras, vem sendo analisadas e discutidas pelo movimento sindical. Para a representação dos bancários, na prática, a postura demonstrada pelo […]

Medidas tomadas sem negociação tem prejudicado o bancário

Medidas adotadas pelo Banco Santander como a contratação de terceiros para executar serviços bancários e reduzir custos, ampliação de horários de atendimentos, implantação de altas metas, entre outras, vem sendo analisadas e discutidas pelo movimento sindical. Para a representação dos bancários, na prática, a postura demonstrada pelo banco não condiz com a imagem que a instituição busca transmitir, a de um banco da inovação.

Outro ponto reprovado pelos sindicatos é a falta de comunicação e de negociação com o movimento sindical, ação que além de ferir o acordo com a categoria, enfraquece a relação entre bancário e o banco.

Para o bancário, a ampliação do horário de atendimento, por exemplo, reflete na falta de funcionários. Como solução, os sindicatos defendem novas contratações a fim de amenizar a sobrecarga existente.

Com relação ao recente comunicado enviado ao banco aos funcionários sobre o retorno ao trabalho presencial dos trabalhadores do grupo de risco para Covid-19, a orientação dos representantes é para que o funcionário que se sinta prejudicado com a decisão e inseguro para retomar, procure opinião do médico assistente, relate a situação e uma vez constatada a não recomendação do profissional, apresente novo laudo ao RH do Banco.

Já quanto à compensação das horas extras negativas, a representação explica que as negociações seguem até agosto. A proposta do banco é o aumento do tempo de compensação das horas. A representação os bancários defende a anistia total ou parcial das horas.

 

Notícias Relacionadas

Trabalhadores do Itaú entregam pauta específica de reivindicações no dia 25

Documento é resultado do encontro nacional, realizado em São Paulo, no dia 6 de junho A Comissão de Organização dos Empregados (COE) vai entregar a minuta específica de reivindicações ao Itaú na próxima terça-feira (25). O documento servirá de base para a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) específico do banco. As reivindicações foram […]

Leia mais

Intransigência da Caixa encerra negociações sobre redução de jornada para pais/mães e responsáveis por PcD e neurodivergentes (TEA)

Banco retira da proposta a concessão para empregados PcD, impõe uma série de travas para permitir a redução da jornada para pais/mães/responsáveis de PcD e encerra mesa de negociações após receber questionamentos sobre pontos sensíveis da proposta A reunião que negociaria a redução de jornada para empregadas e empregados da Caixa Econômica Federal com deficiência […]

Leia mais

Caixa afirma que contencioso é insignificante, mas dados disponíveis demonstram o oposto

Fonte: APCEF/SP com informações da Fenae Em uma live realizada nesta terça-feira (18), a Funcef (Fundação dos Economiários Federais) e a Caixa anunciaram que estão abordando o contencioso trabalhista. Segundo Leonardo Groba, diretor jurídico da Caixa, o contencioso atual estaria estimado em cerca de R$ 500 milhões, “não tem grandes proporções, mas a Caixa possui […]

Leia mais

Sindicatos filiados