Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul pede inclusão da categoria no Plano Estadual de Imunização contra a COVID-19

14.05.2021

A Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul protocolou, na última quarta-feira (12) o ofício que pede a inclusão da categoria no Plano Estadual Imunização. O documento foi assinado, também, pelo Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região e a Federação dos Trabalhadores em Empresas de Crédito […]

A Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul protocolou, na última quarta-feira (12) o ofício que pede a inclusão da categoria no Plano Estadual Imunização. O documento foi assinado, também, pelo Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região e a Federação dos Trabalhadores em Empresas de Crédito de São Paulo – FETECSP. Juntas, as entidades representam cerca de 185 mil trabalhadores.

“A luta pela integridade física, pelos direitos e pela saúde do bancário foi ampliada durante a pandemia. Em um primeiro momento, conquistamos a inclusão de companheiros na jornada de teletrabalho. Agora, reforçamos a necessidade de imunizar os bancários e bancárias que atuam na linha de frente”, afirma Jeferson Boava, presidente da Federação dos Bancários dos Estados de SP e Mato Grosso do Sul. O presidente ressalta ainda, o esforço da categoria em buscar apoio parlamentar para o assunto. “Este é o segundo documento enviado ao governo do Estado para a inclusão dos bancários no PNI. É urgente a vacinação, uma vez que os funcionários estão diariamente expostos à contaminação”, explica.

O documento, apresentado ao governador João Doria e ao secretário da Casa Civil Cauê Macris, aponta a relevância da categoria durante a crise sanitária, ratificada no decreto federal n° 10.329/20, que estabelece os serviços bancários como essenciais.

Boava ressalta, ainda, a exposição a que os profissionais do sistema financeiro estiveram submetidos desde o início da pandemia no Brasil, principalmente durante a execução de políticas públicas de transferência de renda. “O pagamento do auxílio emergencial resultou em grandes aglomerações nas agências bancárias, o que aumentou substancialmente o risco de contaminação. Portanto, nossa reivindicação objetiva oferecer mais segurança e resguardar a vida desses trabalhadores e trabalhadoras”, completa.

Parlamentares que apoiam a luta

Entre os parlamentares que tem demonstrado apoio à categoria estão o deputado federal Vinicius Farah (MDB-RJ), autor do PL 1234/2021, que “determina que os trabalhos dos profissionais bancários sejam considerados serviços essenciais para fins de preferência na vacinação”; O deputado federal Chiquinho Brazão (Avante-RJ), autor do PL 1228/2021, que “inclui os trabalhadores da Previdência Social e do banco da Caixa Econômica Federal entre os grupos considerados prioritários no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19”; A deputada federal Erika Kokay (PT-DF) que apresentou emenda ao PL 948/2021, de autoria do deputado federal Hildo Rocha (MDB/MA), incluindo os “trabalhadores dos Correios, os bancários, os fiscais agropecuários e as trabalhadoras e trabalhadores domésticos, como grupos prioritários no PNI contra a Covid-19. Neste momento, o PL tramita no Senado.

O movimento sindical solicitou a vários deputados federais, inclusive à relatoria, a inclusão da categoria bancária no Projeto de Lei (PL) 1011/2020, de autoria dos deputados Vicentinho Júnior (PL/TO), Rejane Dias (PT/PI), Zeca Dirceu (PT/PR) e Vermelho (PSD/PR), que garante acesso à vacina contra a Covid-19 a todos os caminhoneiros. Em ofício à deputada federal Celina Leão (PP/DF), relatora do citado PL 948/2021, o movimento solicitou, também, a inclusão da categoria bancária no PNI. Cabe destacar que, no último dia 15 de março, o mesmo pedido foi efetuado ao Ministério da Saúde.

Notícias Relacionadas

Financiários conquistam proposta com reajustes econômicos e garantias de direitos

Feeb SP/MS indica aceitação da proposta; assembleias devem ser realizadas até segunda-feira (10) Depois de uma negociação que se estendeu por quase três meses, os financiários conquistaram a garantia de todos os direitos da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) por dois anos. Em negociação realizada na manhã desta quarta-feira (5), de forma híbrida, a Federação […]

Leia mais

Financiários se reúnem com a Fenacrefi nesta quarta-feira (5)

Este será o terceiro encontro de negociação desde a entrega da pauta de reivindicações, realizada em 1º de julho Representantes dos financiários se reúnem com a Federação Interestadual das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Fenacrefi), nesta quarta-feira (5), às 11h, para dar continuidade às negociações da Campanha Nacional 2022. Esta será a terceira rodada […]

Leia mais

Feeb SP/MS discute nova terceirização do Santander nesta terça-feira (4)

Nesta terça-feira (4), dirigentes sindicais da Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS) se reúnem para tratar sobre o tema “Terceirização do Santander”. A expectativa é a de que 1,7 mil empregados passem a atuar na empresa SX Tools, criada pelo próprio banco. O anúncio foi feito […]

Leia mais

Sindicatos filiados