Federação Nacional dos Bancos propõe reajuste de 65% da inflação

19.08.2022

Proposta equivale perda real de 2,9% para a categoria bancária. Comando recusa e negociação retoma na próxima segunda-feira (22) O Comando Nacional se reuniu nesta sexta-feira (19) com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) para a 12° mesa de negociação para a Campanha Nacional dos Bancários 2022.  A expectativa era que o banco apresentasse uma […]

Proposta equivale perda real de 2,9% para a categoria bancária. Comando recusa e negociação retoma na próxima segunda-feira (22)

O Comando Nacional se reuniu nesta sexta-feira (19) com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) para a 12° mesa de negociação para a Campanha Nacional dos Bancários 2022.  A expectativa era que o banco apresentasse uma proposta geral condizente com os esforços da categoria.

No primeiro momento a Fenaban propôs congelar e diminuir o valor da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) a ser distribuída aos empregados. A reunião foi pausada após o Comando rejeitar a proposta. Na sequência, os bancos retiraram a proposta da PLR e apresentaram uma opção considerada ainda pior para a categoria, com reajuste de apenas 65% da inflação acumulada entre 1º de setembro de 2021 e 31 de agosto de 2022 para o salário e todos os direitos econômicos. O Comando Nacional dos Bancários rejeitou novamente e as negociações continuam na próxima segunda-feira (22).

De acordo com estimativas do Banco Central, a inflação é de 8,95% para o período. Já o reajuste proposto foi de 5,82%. A proposta representa uma perda real de 2,9% para a categoria. A representação dos bancários considerou a atitude desrespeitosa e provocativa, além de destacar o esforço da categoria ao contribuir com a alta rentabilidade dos bancos. Os bancos obtiveram um aumento de 14,4% no lucro semestral. A rentabilidade foi de 18% nos últimos 12 meses. “Mesmo em um dos períodos mais críticos, o bancário esteve presente e contribuiu diretamente com os resultados obtidos. O que vemos hoje foi descaso para com os funcionários e retrocesso nos direitos dos trabalhadores. Esperamos que na próxima negociação seja apresentada nova proposta, adequada às expectativas e necessidades do trabalhador”, explicou Reginaldo Breda, Secretário Geral da Feeb SP/MS.

Lucros

O lucro total dos cinco maiores bancos do país nos seis primeiros meses de 2022, entre eles, Caixa, Banco do Brasil, Bradesco, Itaú e Santander, foi de R$ 74,2 bilhões com tarifas cobradas dos seus clientes, alta de 7,5% em relação ao mesmo período de 2021.

Calendário de luta  

Na próxima semana as negociações acontecem presencialmente, em São Paulo, com a participação dos membros do Comando Nacional dos Bancários.

A orientação é para que a categoria intensifique a mobilização nas redes durante o final de semana.

Um tuitaço também já está programado para ocorrer na manhã de segunda-feira (22), entre 9h e 10h, com a hashtag #Desrespeito, citando os perfis dos bancos, com dados que mostrem que eles podem atender as reivindicações da categoria.

Já na terça-feira (23), deverá ocorrer o Dia Nacional de Luta, com informações à população sobre tarifas e altos lucros dos bancos, além de demonstrar que a categoria está mobilizada para lutar por seus direitos e pelo aumento real.

O presidente da Feeb SP/MS, pediu aos sindicatos que intensifiquem as participações e lutas.

“Vamos entrar em um momento decisivo da nossa campanha salarial. A mobilização dos bancários é fundamental para garantir que os banqueiros apresentem proposta decente. Não podemos permitir retrocessos e a garantia da reposição e do aumento real são condições fundamentais para um bom acordo”, enfatizou o presidente da Feeb SP/MS, David Zaia.

Próxima negociação

A próxima reunião de negociação será realizada presencialmente, em São Paulo, na segunda-feira (22), a partir das 10h. O Comando Nacional dos Bancários está convocado a permanecer durante toda a semana na capital paulista para participar das negociações com os bancos.

Confira o calendário

22/8 – 10h (presencial): Continuação de todos os temas

23/8 – 14h (presencial): Continuação de todos os temas

24/8 – 10h (presencial): Continuação de temas

25/8 – 14h (presencial): Continuação de temas

26/8 – 10h (presencial): Continuação de temas

Notícias Relacionadas

Dirigentes da base da Feeb-SP/MS recebem segundo módulo do curso de formação da Contraf-CUT

Programa trata da estruturação histórica das organizações sindicais e da luta dos trabalhadores O Curso de Formação Sindical para Dirigentes, da Secretaria de Formação da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), estreia o seu segundo módulo nesta sexta-feira (17) e no sábado (18) para as bases da Federação dos Bancários de São Paulo […]

Leia mais

Bancários se preparam para Conferência Nacional da categoria

Consulta aos trabalhadores nas bases sindicais de todo o país e conferências estaduais e regionais servirão de subsídio para os debates nacionais que levarão à construção da pauta de reivindicações e da estratégia da Campanha Nacional 2024 Bancárias e bancários de todo o país se reúnem, em São Paulo, entre os dias 4 e 9 […]

Leia mais

Lucro da Caixa cresceu 49% no 1º trimestre de 2024

Com 1,56 milhão de novos clientes e 168 empregados a menos no quadro de pessoal, aumenta também a sobrecarga A Caixa Econômica Federal anunciou na noite de quarta-feira (15) um lucro líquido recorrente de R$ 2,88 bilhões no primeiro trimestre de 2024, alta de 49,1% em comparação ao mesmo período de 2023 e de 0,5% em relação […]

Leia mais

Sindicatos filiados