Federação promove reunião para estudo de possíveis ações judiciais em favor de funcionários da CEF

12.09.2017

A reunião com os advogados teve como objetivo, estudar ações judiciais que poderão ser encaminhadas, em relação a demandas como caixa minuto, quebra de caixa e interrupção de prescrição A Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB-SP/MS) realizou nesta terça-feira (12), uma reunião com advogados para discutir a possibilidade de […]


A reunião com os advogados teve como objetivo, estudar ações judiciais que poderão ser encaminhadas, em relação a demandas como caixa minuto, quebra de caixa e interrupção de prescrição

A Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB-SP/MS) realizou nesta terça-feira (12), uma reunião com advogados para discutir a possibilidade de ingressar com ações jurídicas em favor dos funcionários da Caixa Econômica Federal.

As possíveis ações discutidas se referem aos temas caixa minuto, quebra de caixa e protesto para interrupção de prescrição.

Caixa-minuto

Ação estudada objetiva proibir situação na qual o banco coloca demais funcionários para atuarem como caixa, pagando por minuto trabalhado, em substituição a trabalhadores que deixaram a função. Além de gerar sobrecargas para estes bancários e para os caixas que ainda resistem na atividade, o caso ainda configura desvio de função.

Quebra de Caixa

A reivindicação aqui será para que o valor da gratificação seja reajustado. Após definição, uma orientação será encaminhada aos sindicatos, para que entrem com a ação.

Protesto para interrupção de prescrição

A ação que está sendo estudada tem como objetivo a interrupção da prescrição de prazos relacionados a direitos que podem ser afetados pela entrada em vigor da Reforma Trabalhista.

Participaram da reunião: o Secretário Geral da Federação, Reginaldo Breda, o diretor Financeiro Aparecido Roveroni, o assessor jurídico da entidade, Dr. Luís Rosas, o representante da FEEB-SP/MS na Comissão Executiva dos Empregados da Caixa Econômica Federal (CEE/Caixa), Carlos Augusto Silva (Pipoca) e o Consultor jurídico do Sindicato dos Bancários de Campinas e Região, Nilo Beiro, do escritório LBS advogados.

As ações ainda estão em processo de estudo e serão divulgadas em momento oportuno após serem definidas.


 

Notícias Relacionadas

Dirigentes da base da Feeb-SP/MS recebem segundo módulo do curso de formação da Contraf-CUT

Programa trata da estruturação histórica das organizações sindicais e da luta dos trabalhadores O Curso de Formação Sindical para Dirigentes, da Secretaria de Formação da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), estreia o seu segundo módulo nesta sexta-feira (17) e no sábado (18) para as bases da Federação dos Bancários de São Paulo […]

Leia mais

Bancários se preparam para Conferência Nacional da categoria

Consulta aos trabalhadores nas bases sindicais de todo o país e conferências estaduais e regionais servirão de subsídio para os debates nacionais que levarão à construção da pauta de reivindicações e da estratégia da Campanha Nacional 2024 Bancárias e bancários de todo o país se reúnem, em São Paulo, entre os dias 4 e 9 […]

Leia mais

Lucro da Caixa cresceu 49% no 1º trimestre de 2024

Com 1,56 milhão de novos clientes e 168 empregados a menos no quadro de pessoal, aumenta também a sobrecarga A Caixa Econômica Federal anunciou na noite de quarta-feira (15) um lucro líquido recorrente de R$ 2,88 bilhões no primeiro trimestre de 2024, alta de 49,1% em comparação ao mesmo período de 2023 e de 0,5% em relação […]

Leia mais

Sindicatos filiados