Federação promove reunião para estudo de possíveis ações judiciais em favor de funcionários da CEF

12.09.2017

A reunião com os advogados teve como objetivo, estudar ações judiciais que poderão ser encaminhadas, em relação a demandas como caixa minuto, quebra de caixa e interrupção de prescrição A Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB-SP/MS) realizou nesta terça-feira (12), uma reunião com advogados para discutir a possibilidade de […]


A reunião com os advogados teve como objetivo, estudar ações judiciais que poderão ser encaminhadas, em relação a demandas como caixa minuto, quebra de caixa e interrupção de prescrição

A Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB-SP/MS) realizou nesta terça-feira (12), uma reunião com advogados para discutir a possibilidade de ingressar com ações jurídicas em favor dos funcionários da Caixa Econômica Federal.

As possíveis ações discutidas se referem aos temas caixa minuto, quebra de caixa e protesto para interrupção de prescrição.

Caixa-minuto

Ação estudada objetiva proibir situação na qual o banco coloca demais funcionários para atuarem como caixa, pagando por minuto trabalhado, em substituição a trabalhadores que deixaram a função. Além de gerar sobrecargas para estes bancários e para os caixas que ainda resistem na atividade, o caso ainda configura desvio de função.

Quebra de Caixa

A reivindicação aqui será para que o valor da gratificação seja reajustado. Após definição, uma orientação será encaminhada aos sindicatos, para que entrem com a ação.

Protesto para interrupção de prescrição

A ação que está sendo estudada tem como objetivo a interrupção da prescrição de prazos relacionados a direitos que podem ser afetados pela entrada em vigor da Reforma Trabalhista.

Participaram da reunião: o Secretário Geral da Federação, Reginaldo Breda, o diretor Financeiro Aparecido Roveroni, o assessor jurídico da entidade, Dr. Luís Rosas, o representante da FEEB-SP/MS na Comissão Executiva dos Empregados da Caixa Econômica Federal (CEE/Caixa), Carlos Augusto Silva (Pipoca) e o Consultor jurídico do Sindicato dos Bancários de Campinas e Região, Nilo Beiro, do escritório LBS advogados.

As ações ainda estão em processo de estudo e serão divulgadas em momento oportuno após serem definidas.


 

Notícias Relacionadas

Santander implementa teletrabalho em áreas administrativas

Modalidade é válida para áreas administrativas e contemplam eixo São Paulo e Rio de Janeiro O Santander anunciou que irá implementar o teletrabalho (home office). A modalidade é válida para bancários das áreas administrativas, lotados majoritariamente no eixo São Paulo e Rio de Janeiro, segundo as regras previstas na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria. As […]

Leia mais

Santander paga PLR e demais adicionais no dia 28 de fevereiro

Representantes da Comissão de Organização de Empregados (COE/Santander) foram informados nesta terça-feira (01), sobre a data de pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). O valor será creditado no dia 28 deste mês. Junto com a PLR bancárias e bancários do Santander receberão os percentuais do Programa Próprio de Resultados do Santander (PPRS), do […]

Leia mais

Feeb SP/MS monta grupo de trabalho para discutir metas com Banco Itaú

Prazo para organização de grupos de representação se encerrou no último dia 31 Bancários representados pela Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul formalizaram o pedido junto ao banco para montagem de um grupo de trabalho para discussão de metas. De acordo com a cláusula 87 da Convenção Coletiva […]

Leia mais

Sindicatos filiados