Federação promove reunião para estudo de possíveis ações judiciais em favor de funcionários da CEF

12.09.2017

A reunião com os advogados teve como objetivo, estudar ações judiciais que poderão ser encaminhadas, em relação a demandas como caixa minuto, quebra de caixa e interrupção de prescrição A Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB-SP/MS) realizou nesta terça-feira (12), uma reunião com advogados para discutir a possibilidade de […]


A reunião com os advogados teve como objetivo, estudar ações judiciais que poderão ser encaminhadas, em relação a demandas como caixa minuto, quebra de caixa e interrupção de prescrição

A Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB-SP/MS) realizou nesta terça-feira (12), uma reunião com advogados para discutir a possibilidade de ingressar com ações jurídicas em favor dos funcionários da Caixa Econômica Federal.

As possíveis ações discutidas se referem aos temas caixa minuto, quebra de caixa e protesto para interrupção de prescrição.

Caixa-minuto

Ação estudada objetiva proibir situação na qual o banco coloca demais funcionários para atuarem como caixa, pagando por minuto trabalhado, em substituição a trabalhadores que deixaram a função. Além de gerar sobrecargas para estes bancários e para os caixas que ainda resistem na atividade, o caso ainda configura desvio de função.

Quebra de Caixa

A reivindicação aqui será para que o valor da gratificação seja reajustado. Após definição, uma orientação será encaminhada aos sindicatos, para que entrem com a ação.

Protesto para interrupção de prescrição

A ação que está sendo estudada tem como objetivo a interrupção da prescrição de prazos relacionados a direitos que podem ser afetados pela entrada em vigor da Reforma Trabalhista.

Participaram da reunião: o Secretário Geral da Federação, Reginaldo Breda, o diretor Financeiro Aparecido Roveroni, o assessor jurídico da entidade, Dr. Luís Rosas, o representante da FEEB-SP/MS na Comissão Executiva dos Empregados da Caixa Econômica Federal (CEE/Caixa), Carlos Augusto Silva (Pipoca) e o Consultor jurídico do Sindicato dos Bancários de Campinas e Região, Nilo Beiro, do escritório LBS advogados.

As ações ainda estão em processo de estudo e serão divulgadas em momento oportuno após serem definidas.


 

Notícias Relacionadas

Bancários do Santander assinam Acordo Coletivo de Trabalho

Assinatura ocorreu na sede do Banco e contou com representantes dos bancários e dos bancos Bancários do banco Santander, representados pela Comissão de Organização dos Empregados (COE) Santander, assinaram nesta terça-feira (27), na sede do Banco, o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) geral dos funcionários. A assinatura aconteceu na sede do Banco Santander, em São […]

Leia mais

Bancários aprovam acordos de trabalho do Santander

97,18% dos funcionários aprovaram o acordo com o banco Bancários do banco Santander de todo o país aprovaram, nesta quinta-feira (22), com 97,18% dos votos, o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) geral dos funcionários, aditivo à Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria bancária, o ACT do Programa de Participação nos Resultados Santander (PPRS) e […]

Leia mais

Negociação dos Financiários continua sem avanços

Financeiras apresentam proposta abaixo da expectativa da categoria Representantes dos Financiários e a Federação Interestadual das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Fenacrefi) se reuniram nesta quinta-feira (22) para dar continuidade às negociações da campanha salarial da categoria. A pauta de reivindicações da categoria, com data-base em 1º de junho, foi entregue no dia 15 […]

Leia mais

Sindicatos filiados