Feeb e seus 23 sindicatos filiados assinam convenção coletiva e acordos

05.09.2020

Novo acordo tem validade para dois anos e garante manutenção dos direitos da categoria A Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB SP MS) assinou nesta sexta-feira, 04, junto com o Comando Nacional dos Bancários e a Federação Nacional dos Bancos a nova Convenção Coletiva […]

Novo acordo tem validade para dois anos e garante manutenção dos direitos da categoria

A Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB SP MS) assinou nesta sexta-feira, 04, junto com o Comando Nacional dos Bancários e a Federação Nacional dos Bancos a nova Convenção Coletiva de Trabalho (CCT). Os acordos coletivos de trabalho do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal também foram assinados nesta tarde.

O novo acordo, debatido por meio de diversas negociações realizadas nos últimos meses, garante à categoria reajuste salarial e abono de R$ 2 mil em 2020, além da manutenção dos direitos da Convenção Coletiva. Para 2021, o acordo garante a reposição do INPC acumulado no período (1º de setembro de 2020 a 31 de agosto de 2021) e aumento real de 0,5% para salários e demais verbas como vale-alimentação e vale-refeição, assim como para os valores fixos e tetos da PLR.

A Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, assinou os acordos juntos com seus 23 sindicatos filiados, Os Sindicatos de Rio Claro, Campinas, Tupã e Piracicaba, oficializaram a assinatura presencialmente e os demais foram representados pela Feeb. A aprovação do acordo contou com o voto de aprovação de 8 mil bancários de sindicatos filiados à Feeb.

A assinatura do documento contribui para que os bancos se organizem para efetuação do pagamento das CCTs. O documento global para a CCT foi aprovado em sindicatos da categoria bancária de todo o país na última segunda-feira (31), veja aqui

“Superamos um grande desafio que foi montar e fazer a negociação de forma virtual, o que proporcionou mais reuniões e rodadas de negociação.
Tivemos 14 rodadas de negociação, com propostas rebaixadas e tentativa de retiradas de direitos da categoria, mas com muita luta e determinação, o Comando Nacional conseguiu evoluir e fechar um acordo importante, que para esse momento ao qual passamos, de pandemia, com desaceleração das atividades econômicas, conseguimos garantir conquistas e direitos. Um momento importante da celebração da nossa convenção coletiva de trabalho”, disse Jeferson Boava, presidente da Feeb SP MS.

A próxima etapa prevê o acompanhamento do cumprimento do acordo e continuidade das discussões sobre pandemia e teletrabalho. “Fechada essa etapa de negociações, nosso papel agora é verificar o cumprimento do acordo da CCT em sua totalidade. Contamos mais uma vez com o empenho dos sindicatos para fiscalizar o pagamento do acordo e o dia a dia dos bancários”, explica.

PLR e Abono
Para os acordos assinados com a Fenaban, a previsão de pagamento para a PLR e abono é para até o dia 30 de setembro.
Já os acordos assinados pelo Banco do Brasil e Caixa, a previsão de pagamento é de 10 dias úteis após assinatura do documento.

 

Notícias Relacionadas

Dirigentes da base da Feeb-SP/MS recebem segundo módulo do curso de formação da Contraf-CUT

Programa trata da estruturação histórica das organizações sindicais e da luta dos trabalhadores O Curso de Formação Sindical para Dirigentes, da Secretaria de Formação da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), estreia o seu segundo módulo nesta sexta-feira (17) e no sábado (18) para as bases da Federação dos Bancários de São Paulo […]

Leia mais

Bancários se preparam para Conferência Nacional da categoria

Consulta aos trabalhadores nas bases sindicais de todo o país e conferências estaduais e regionais servirão de subsídio para os debates nacionais que levarão à construção da pauta de reivindicações e da estratégia da Campanha Nacional 2024 Bancárias e bancários de todo o país se reúnem, em São Paulo, entre os dias 4 e 9 […]

Leia mais

Lucro da Caixa cresceu 49% no 1º trimestre de 2024

Com 1,56 milhão de novos clientes e 168 empregados a menos no quadro de pessoal, aumenta também a sobrecarga A Caixa Econômica Federal anunciou na noite de quarta-feira (15) um lucro líquido recorrente de R$ 2,88 bilhões no primeiro trimestre de 2024, alta de 49,1% em comparação ao mesmo período de 2023 e de 0,5% em relação […]

Leia mais

Sindicatos filiados