Feeb-SP/MS e Santander assinam acordo

14.01.2013

ACT estabelece que o banco tem de reintegrar todos os demitidos sem justa em dezembro, que estavam em garantia provisória de emprego Proposta de acordo do banco aconteceu após a Federação ingressar com Ação Civil Pública na Justiça do Trabalho  Em audiência na 4ª Vara do Trabalho de Campinas nesta segunda-feira, 14, a Federação dos […]

ACT estabelece que o banco tem de reintegrar todos os demitidos sem justa em dezembro, que estavam em garantia provisória de emprego

Proposta de acordo do banco aconteceu após a Federação ingressar com Ação Civil Pública na Justiça do Trabalho 

Em audiência na 4ª Vara do Trabalho de Campinas nesta segunda-feira, 14, a Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb-SP/MS) e o Santander chegaram a um acordo referente às demissões em massa promovidas pelo banco na base territorial da entidade no final do ano passado – entre novembro e dezembro, foram 117 demissões em 17 sindicatos filiados.

A proposta de acordo – apresentada pelo banco no dia 7 de janeiro e submetida à analise prévia dos sindicatos – aconteceu após a Feeb-SP/MS ingressar com Ação Civil Pública (ACP) na 4ª Vara do Trabalho de Campinas, requerendo a suspensão das demissões e reintegração dos desligados sem justa causa, que estavam em garantia provisória de emprego.

O Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) assinado ontem põe fim ao processo de ACP e garante a reintegração dos bancários desligados sem justa causa em dezembro, que comprovadamente estavam em gozo de estabilidade legal ou convencional; a readmissão dos que comprovem diagnóstico positivo de câncer, HIV e Lupus; os empregados que estavam há seis meses da estabilidade pré-aposentadoria e que recebiam até R$ 10 mil poderão optar pela reintegração ou serem indenizados; aos trabalhadores demitidos sem justa causa, com menos de 10 anos de banco, o Santander pagará indenização no valor de 01 salário nominal, com teto de R$ 5 mil, e seis meses de auxílio vale-alimentação.

Estão contemplados pelo ACT os sindicatos de Andradina, Araçatuba, Franca, Guaratinguetá, Jaú, Lins, Marília, Piracicaba, Presidente Venceslau, Ribeirão Preto, Rio Claro, São Carlos, São José dos Campos, São José do Rio Preto, Sorocaba, Tupã e Votuporanga.

Redação – Maricélia Franco, Feeb-SP/MS. 
Atualizado às 15h30

Notícias Relacionadas

Bancários querem mais contratações, fim das demissões e da precarização

Comando Nacional propõe maior equilíbrio entre dias trabalhados, com momentos de descanso e lazer, com redução da jornada para quatro dias; proposta pode aumentar produtividade e satisfação com o emprego O Comando Nacional dos Bancários se reuniu na manhã desta segunda-feira (27) com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) na segunda reunião de negociação da […]

Leia mais

Bancários negociam com Federação Nacional dos Bancos nesta segunda-feira (27)

Temas Emprego e Terceirização são os primeiros temas a serem discutidos A Campanha Nacional do Bancário, iniciada na última semana, segue hoje (27) com mais uma negociação. Federações, associações e representação sindical negociam com a Federação Nacional dos Bancos as pautas “Emprego e Terceirização”. Os temas foram definidos pelo Comando Nacional dos Bancários na última […]

Leia mais

Bancários criam Comitê de Luta durante Congresso Nacional

Comitê nacional lutará para defender o BB como instituição pública e em apoio a projeto de Governo que fortaleça o banco e sua função social, de indutor do crescimento econômico com geração de emprego e renda O papel do Banco do Brasil na reconstrução do país foi um dos temas em destaque no 33° Congresso […]

Leia mais

Sindicatos filiados