Feeb SP MS solicita instalação de mesa de negociação para assistência médica

22.01.2021

Banco do Brasil divulga programas que impactam relações de trabalho Nesta manhã a Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, protocolou ofício junto ao Economus solicitando a instalação de mesa para discussão da assistência médica. A urgência se deu após o Banco do Brasil, patrocinador do Economus, divulgar dois […]

Banco do Brasil divulga programas que impactam relações de trabalho

Nesta manhã a Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, protocolou ofício junto ao Economus solicitando a instalação de mesa para discussão da assistência médica.

A urgência se deu após o Banco do Brasil, patrocinador do Economus, divulgar dois programas de alto impacto nas relações de trabalho.

De acordo com a Federação, a criação da mesa de negociação é importante até que se decida sobre a migração ou não de ativos e aposentados à CASSI, de modo que seja mantido o Plano Plus I e II aos aposentados, com o recolhimento pelos trabalhadores da cota de empregado e patronal, conforme termos do art. 31 da Lei 9656/98 e, ainda, que não vede o acesso ao Plano FEAS aos aposentados.

“Como se a pandemia do Coronavírus já não fosse suficiente para a abstenção de qualquer alteração no plano de saúde. Agora mais uma do Banco do Brasil com dois programas que vão impactar fortemente as relações de trabalho”, destaca o presidente da Federação, Jeferson Boava.

De acordo com a Feeb, beneficiários do Economus, representados pela Federação, têm a justa expectativa de receberem a assistência médica, hospitalar, odontológica, psicológica e paramédica tal como contratada. “Nossa preocupação é constante, uma vez que qualquer mudança no plano terá certamente impacto em sua qualidade de vida, podendo significar, em várias situações, a impossibilidade de continuidade de tratamento em andamento”, destaca Boava.

A Feeb reforçou as consequências severas e nefastas que podem advir das mudanças de parâmetros dos planos de assistência médica, hospitalar, odontológica, psicológica e paramédica. “Existe a necessidade de avaliações responsáveis, sustentadas por análises consistentes, com a participação dos interessados, e em cenário de tranquilidade. Assim, pedimos a instalação com urgência da mesa de negociação”, ressaltou Davi Zaia, vice-presidente da Feeb SP/MS.
 

Notícias Relacionadas

Santander implementa teletrabalho em áreas administrativas

Modalidade é válida para áreas administrativas e contemplam eixo São Paulo e Rio de Janeiro O Santander anunciou que irá implementar o teletrabalho (home office). A modalidade é válida para bancários das áreas administrativas, lotados majoritariamente no eixo São Paulo e Rio de Janeiro, segundo as regras previstas na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria. As […]

Leia mais

Santander paga PLR e demais adicionais no dia 28 de fevereiro

Representantes da Comissão de Organização de Empregados (COE/Santander) foram informados nesta terça-feira (01), sobre a data de pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). O valor será creditado no dia 28 deste mês. Junto com a PLR bancárias e bancários do Santander receberão os percentuais do Programa Próprio de Resultados do Santander (PPRS), do […]

Leia mais

Feeb SP/MS monta grupo de trabalho para discutir metas com Banco Itaú

Prazo para organização de grupos de representação se encerrou no último dia 31 Bancários representados pela Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul formalizaram o pedido junto ao banco para montagem de um grupo de trabalho para discussão de metas. De acordo com a cláusula 87 da Convenção Coletiva […]

Leia mais

Sindicatos filiados